WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
ilheus brindes
julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: ‘Walter Pinheiro’

DEPUTADO GERALDO SIMÕES SE MOBILIZA PARA CONSEGUIR INVESTIMENTOS PARA A SANTA CASA DE ITABUNA

Assunto foi tratado durante reunião entre o deputado e o senador Walter Pinheiro.

Assunto foi tratado durante reunião entre o deputado e o senador Walter Pinheiro.

Na tarde da última quarta-feira (09), o deputado federal Geraldo Simões (PT), esteve reunido com o senador Walter Pinheiro, conversando sobre a necessidade de investimentos que a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna necessita, para aprimorar o Programa de Pacientes com Insuficiência Renal Crônica.
Os investimentos destinam-se a ampliar as sessões de hemodiálise, já que o hospital dispõe de 53 máquinas de diálise e atende em torno de 270 pacientes ao mês.
De acordo com Geraldo, nos últimos quatro anos os atendimentos na Santa Casa têm crescido, e passaram de 28.220 sessões para 37.424 ao ano, o que mostra a necessidade em ampliar os serviços. O deputado salienta que os transplantes renais, que em 2013 foram 37, necessitam de uma unidade de internamento mais adequada.
“Para atender a estas e outras necessidade de instalações e equipamentos destinados a melhorar a atenção a pacientes com insuficiência renal, estamos buscando destinar à Santa Casa os recursos necessários”, destaca Geraldo.

PINHEIRO DIZ QUE ESCOLHA DE RUI COSTA NÃO FOI CONSENSUAL

walterpinheiro_senadoSe alguns consideraram que a escolha do secretário da Casa Civil Rui Costa para concorrer ao governo da Bahia foi consensual, para o senador Walter Pinheiro, que também pleiteava a indicação e disse que iria “abraçar” a escolha do partido, o assunto não foi decisão da maioria.
“Não houve consenso, mantivemos nossa candidatura; porém o diretório fez sua escolha, chamando pra si também a responsabilidade. Se ontem o governador me tirou da lista dele, hoje o diretório me tira da lista do PT”, disparou o senador sobre o resultado da reunião, que aconteceu, a portas fechadas, no hotel Fiesta, em Salvador.
Pinheiro relembrou ainda da indicação ao senado em 2010 que, segundo ele, foi disputada em dois encontros com mais de 300 delegados. “não me sinto derrotado, mesmo esta decisão tendo saído com um apenas um encontro do diretório”, declarou.
Mesmo descontente com o rumo da decisão petista, Pinheiro não pretende tensionar mais a situação e disse que vai se empenhar na campanha.
“A partir de agora, vou me integrar totalmente na campanha da nossa frente, da nossa aliança, para a gente fazer a sucessão do companheiro Jaques Wagner, para fazer na Bahia a reeleição da companheira Dilma e eleger a maior bancada de deputados estaduais e deputados federais”, finalizou.

JOGOU A TOALHA?

pinheiro
Segundo informações da coluna Raio Laser, o senador Walter Pinheiro (PT) teria confessado nos bastidores que não vê mais chances de tentar disputar a indicação do PT para candidato a governador.
O parlamentar baiano, de acordo com a publicação, alegou não ver motivos para enfrentar o governador Jaques Wagner, cuja preferência pelo nome de Rui Costa, no partido, para sucedê-lo fica cada vez mais forte no PT e fora dele.

SUCESSÃO NA BAHIA: CAUTELA É A PALAVRA DE ORDEM

Tem crescido a simpatia de lideranças do interior do Estado por uma chapa majoritária, em 2014, que contemple o vice-governador Otto Alencar (PSD), o senador Walter Pinheiro (PT) e o deputado federal João Leão (PP).
O tema é polêmico, já que na base do governador Jaques Wagner há mais pretendentes do que vagas. Sendo assim, os três evitam falar sobre o assunto.
A palavra de ordem é cautela.

PINHEIRO E O DISCURSO ANTI-CARLISTA

RAIO LASER
Chamou a atenção o discurso emocionado, que terminou com a voz embargada, proferido pelo senador Walter Pinheiro no evento que lançou a candidatura de Everaldo Anunciação à presidência do PT.
Na fala, Pinheiro disse que o principal desafio do partido neste momento era dialogar com o povo baiano, mostrando, entre outras realizações, a democracia que o governo Jaques Wagner trouxe para a Bahia.
“Acabou a história do chicote numa mão e do dinheiro na outra. Hoje, se vive num estado democrático construído pelo PT”, disse Pinheiro, alvejando o carlismo.

AULAS DA UFESBA COMEÇAM EM 2014

Senadores e o deputado Geraldo Simões na sessão que aprovou a Ufesba. Foto: Victor Soares.

Senadores João Durval, Pinheiro, Lídice e o deputado Geraldo Simões na sessão de ontem . Foto: Victor Soares.

O projeto que cria a Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba) foi aprovado ontem (quarta, 08) no Senado. O projeto, aprovada em regime de urgência, seguirá para sanção da presidente Dilma Rousseff.
Segundo o senador baiano Walter Pinheiro (PT), a universidade já deve funcionar em 2014. A Ufesba terá campus em Teixeira de Freitas, Porto Seguro e Itabuna, onde funcionará a reitoria da instituição.  
Em comunicado à imprensa ontem, o prefeito de Itabuna, Vane, confirmou que o imóvel onde ficará a reitoria da universidade já foi alugado pelo município. Quanto ao terreno onde será construído o campus, as negociações devem ser concluídas até o próximo mês.

COMISSÃO DO SENADO APROVA CRIAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA

Pinheiro e Geraldo Simões durante a votação do projeto

Pinheiro e Geraldo Simões durante a votação do projeto

De acordo com informações do site Pimenta, o projeto de lei de criação da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufsulba), foi aprovado na tarde dessa quarta-feira (17), pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal.
O senador baiano Walter Pinheiro foi o relator do projeto na comissão.
Ainda hoje, de acordo com o site, o projeto será votado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), presidida pela senadora Lídice da Mata (PSB)
Um dos grandes incentivadores do projeto de criação da Ufsulba, o deputado federal Geraldo Simões (PT-BA) agradeceu o empenho de Lídice e Pinheiro e espera que a tramitação do projeto no Senado seja concluída ainda neste mês, seguindo para sanção da presidente Dilma Rousseff.

SENADO APROVA TEXTO-BASE PARA MUDANÇAS NO FPE

Da Agência Brasil, nesta quarta (10)

Pinheiro.

Pinheiro.

Brasília – O plenário do Senado aprovou na noite desta terça-feira (9), por unanimidade, o substitutivo do senador baiano Walter Pinheiro (PT) para o projeto de lei que altera os critérios de distribuição do Fundo de Participação dos Estados (FPE). A votação foi sobre o texto-base, as emendas serão analisadas hoje.

Pelo substitutivo aprovado, o fundo passa a ser dividido aos estados observando a população e o inverso da renda familiar per capita. Pinheiro deu voto pela rejeição de 15 emendas e acolheu apenas uma, que estabelece 1% como piso para o critério de população. A intenção é evitar que os estados menos populosos saiam prejudicados no rateio.

Os parâmetros definidos pelo relator procuram atender a uma exigência do Supremo Tribunal Federal (STF) de que a nova distribuição esteja de acordo com a necessidade da população de cada estado. “Por que renda domiciliar per capita? Porque é a melhor forma de mensurar se a população de um estado melhorou a sua vida e, consequentemente, a sua renda”, explicou Pinheiro.

dom eduardo

arquiteto













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia