WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas Neste site
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘vereadores’

R$ 110 MIL EM FRANGOS

É quanto o prefeito Jabes Ribeiro vai gastar para distribuir frangos inteiros à população carente de Ilhéus. A compra foi feita ontem (quinta, 19), por meio da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal).
Com a medida, Jabes sacramenta uma das marcas de seu governo, a política do peixe e do frango, coisa costumeira do jabismo.
A compra fez a festa dos vereadores da base aliada, que vão subir os morros para acompanhar a distribuição dos frangos e tentar amarrar as bases, que se satisfazem com um quase nada.

SUPLEMENTAÇÃO DE JABES É PARA PAGAR EMPRESAS LIGADAS A VEREADORES, DIZ O MP

Plenário da câmara. Foto: Fábio Bomfim/Ilhéus 24h.

Plenário da câmara. Foto: Fábio Bomfim/Ilhéus 24h.

Aprovado pela Câmara de Vereadores de Ilhéus, projeto de lei apresentado pelo Executivo para abertura de crédito adicional ao orçamento municipal vigente, no valor de R$ 900 mil, pode ter tramitação suspensa. O pedido foi feito pelo Ministério Público Estadual à Justiça em ação cautelar, com pedido de liminar, ajuizada segunda-feira, dia 23.
Segundo a promotora de Justiça Karina Cherubini, o projeto foi aprovado pela Comissão de Justiça e Finanças da Câmara de Vereadores para pagamento de despesas do exercício anterior, sem que tenha sido feita prova da sua inclusão em restos a pagar. Além disso, destaca ela, o projeto foi submetido à apreciação do Plenário sem que diligência solicitada por um dos membros da comissão fosse cumprida.
Na ação, Karina Cherubini registra ainda que também não foi esclarecida a fonte da receita. O que é de domínio público, continua ela, é o fato de que dois vereadores têm ligação com as duas prestadoras de serviços que serão beneficiadas com o pagamento da dívida contraída no exercício anterior. “Pela alardeada carência de recursos financeiros do Município de Ilhéus, constantemente enfatizada pelo seu gestor, seja para realização do Carnaval, para justificar a impossibilidade de concessão de reajustes salariais aos servidores ou pedir auxílio ao Governo do Estado, pretender crédito adicional para pagar despesa de exercícios anteriores, contraída pelo seu antecessor, é, no mínimo, paradoxal”, ressaltou a promotora de Justiça.
Ela frisa ainda que os ajustes orçamentários seriam para “quitar despesas de exercício pretérito, sem previsão na Lei do Orçamento, feita no próprio mandato de quem contraiu a dívida, portanto, seu conhecedor, sem critério de cronologia e sem verificação do impacto do aumento dessa despesa aos cofres públicos”.
A promotora de Justiça solicita ainda que, liminarmente, seja vedado o encaminhamento do projeto, aprovado ou não, ao Poder Executivo Municipal pelo prazo de noventa dias; que, caso o projeto já tenha sido encaminhado ao Poder Executivo, seja suspensa a sanção e sua publicação e, se efetuadas, seus efeitos, pelo prazo de noventa dias; e seja determinada a suspensão dos efeitos da sessão legislativa realizada no dia 17 de setembro, no que tange a votações, indicações, emendas e qualquer outra situação de tramitação regimental relacionada ao projeto.

SESSÃO EM ILHÉUS É CANCELADA

A sessão que seria realizada hoje na câmara de vereadores de Ilhéus foi cancelada, em luto pelo brutal assassinato do vereador da cidade de Uruçuca, Valmary Alves (PP).
O parlamentar foi alvejado com oito tiros ontem à noite (19), após a realização de uma audiência pública na câmara do município. (Leia aqui).

NEGOCIAÇÕES AVANÇAM ENTRE PREFEITURA E SINDICATOS

Pode chegar ao fim amanhã (sexta, 16) a greve dos servidores municipais de Ilhéus, que se aproxima do trigésimo dia. Em reunião ontem (quarta, 14), em Salvador, com a participação de deputados, sindicalistas e de vereadores, ficou decidido que será criada uma comissão paritária, com a participação de representantes dos servidores e membros da administração municipal de Ilhéus, para analisar as contas da prefeitura e buscar saídas.
Em contrapartida, a prefeitura se comprometeu a, adquiridas as condições previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), garantir o cumprimento dos pleitos reivindicados pelas categorias.
Os deputados estaduais se responsabilizaram por agilizar a consulta feita pela prefeitura ao Tribunal de Contas sobre a composição do índice de gastos com pessoal.
A proposta será colocada em pauta durante assembleia convocada para às 08h de sexta, na porta da prefeitura.

O VEREADOR CONFUSO

confusoA vida dos vereadores de situação, definitivamente, anda bastante complicada. Vendo de camarote a credibilidade da gestão ao qual dão sustentação na câmara, cair por terra gradativamente e em ritmo galopante, muitos já se preocupam seriamente com a possibilidade de terem suas trajetórias políticas maculadas ao serem associadas ao jabismo.
Um que não esconde o incômodo é o vereador Rafael Benevides (PP).
Ontem, durante a abertura dos trabalhos do legislativo no segundo semestre, Benevides notadamente se perdeu em seu discurso.
Por um lado batia no governo municipal, do outro tentava assoprar. Suava, titubeava, e no final das contas ninguém entendeu qual foi de fato o real posicionamento do vereador.
O citado edil já vem sendo apelidado nos bastidores de Confuso, remetendo a um personagem do programa humorístico Pânico na Band, que não consegue elaborar frases conexas, causando muitos risos em quem o assiste. 

MORADORES DA LAGOA ENCANTADA HÁ CINCO DIAS ILHADOS SEM ÔNIBUS

Requerimentos de melhorias na estrada da Lagoa Encantada feitos pelo vereador ilheense Alisson Mendonça, não foram atendidos pela prefeitura.

Requerimentos de melhorias na estrada  feitos pelo vereador  Alisson não foram atendidos .

Em contato com a nossa Redação, moradores da Lagoa Encantada afirmaram que, devido ao lastimável estado da estrada vicinal que dá acesso à localidade, há cinco dias que os ônibus não estão chegando lá.
Isso, segundo eles, tal situação vem causando sérios transtornos aos moradores, que estão impossibilitados de realizar suas atividades corriqueiras na sede do município. Dentre elas, ir normalmente para a escola, realizar compras, escoar a produção agrícola local e até mesmo ir ao médico.
Vale ressaltar que essa situação é comprovação clara do descaso da atual gestão municipal com os povoados e distritos, visto que, o vereador Alisson Mendonça (PT), já encaminhou alguns requerimento à prefeitura, solicitando melhorias na estrada.
Porém não teve seus pedidos atendidos, para o pleno azar dos moradores da paradisíaca comunidade.

NERI E MAGAL NA REDE

Não, os vereadores Fábio Magal e Neri não estão de mudança para o novo partido da Marina Silva, o Rede Sustentabilidade. Os parlamentares estão, sim, na grande rede de computadores, para divulgar suas ações.
O site de Magal você vê ao clicar aqui e o de Neri aqui.

EXCRESCÊNCIA POLÍTICA TEM NOME E SOBRENOME

Uma das piores sensações que podem acometer o ser humano é o da traição. Nada mais lastimável do que confiar em alguém e, quando mais precisamos, constatarmos de que fomos enganados e  literalmente feitos de idiotas.
Infelizmente, é no âmbito da política que a traição explicita sua faceta mais execrável.
lixeiraVejamos, na época das eleições, quando os candidatos a vereador lançam seus nomes para a avaliação do eleitorado, desde já fica claro de que lado ele está e qual será a sua postura ante o poder executivo. Resumindo, não dá para acender uma vela para Deus e outra para o Tinhoso. Ou é situação, ou oposição.
Em Ilhéus existe um caso que reflete o quanto um cidadão, democraticamente eleito pelo povo, pode ter a capacidade de ludibriar descaradamente aqueles que votaram nele.
Durante a campanha, o nada nobre edil se apresentava como um nome que iria compor bravamente a bancada de oposição, caso fosse concretizada a já esperada vitória de Jabes Ribeiro para a prefeitura. O candidato do PP de fato se sagrou vencedor, e, na hora H, o então vereador de oposição, como em um nefasto toque de mágica, mudou de lado, passando a compor o bloco situacionista. Com isso, esfregando na face dos seus eleitores a prova inconteste do seu caráter vacilado. Pelo menos no que diz respeito à prática política.
Na última quarta-feira (24), contrariando àqueles que achavam que ele não poderia se superar, protagonizou uma das mais execráveis manobras politiqueiras da recente história política local: fingindo ser o que nunca foi, para atender os delírios oportunistas da turma do Paranaguá, para depois, mais uma vez, tornar público a sua conduta ética tortuosa.
Cremos piamente que, caso a população tivesse como saudável hábito ir às sessões da câmara de vereadores, ou simplesmente se interessar pelo que se passa na casa, muitos nomes que hoje ocupam uma das vagas, não teriam credibilidade nem para receber um aperto de mão.
São coisas da política.

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia