WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
sesab bahia Neste site
outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: ‘sesab’

PLANO DE COMBATE A DENGUE EM ILHÉUS É DISCUTIDO

dengue (1)Os sanitaristas da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), João Emanuel Araújo e Agnaldo Orrico, reuniram-se nesta quinta-feira, dia 19, com o comitê técnico da Secretaria de Saúde de Ilhéus para discutir o Plano de Contingência da Dengue para o ano de 2014. 
Araújo e Orrico são técnicos da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Sesab responsáveis pelo monitoramento do sistema de informações que acompanha diariamente os fatos relacionados à dengue no Estado. Nesse sentido, a visita serve para ajustar as diretrizes que nortearão o Plano de Contingência da dengue para o próximo ano.
Nesta sexta-feira, dia 20, pela manhã, os técnicos continuarão discutindo com o secretário municipal de Saúde, Antonio Ocké, e, à tarde, realizarão nova reunião do comitê que elabora o plano de ações para prevenção, controle e combate à dengue na zona urbana do município. Os sanitaristas da Sesab alertaram para o risco potencial de uma epidemia na região, considerando a ocorrência de um surto da dengue, este ano, no Extremo Sul do Estado. “Historicamente, os pesquisadores observaram dados entomológicos e epidemiológicos, no Rio de Janeiro, que apontam para a migração do mosquito de uma região para outra”, explicou João Emanuel Araújo.
Conforme Araújo, “é importante que se diga que o combate a dengue deve ser que encarado por todos os segmentos da sociedade porque não é um problema restrito à saúde, mas uma ocorrência que afeta toda a população”. De acordo com a coordenadora do Serviço de Vigilância Epidemiológica da Sesau, Patrícia Dickie, o último Levantamento de Índice Rápido (LIRA) revelou que o nível de infestação do mosquito Aedes aegypti é maior nos altos da Boa Vontade, do Basílio, Novo Vilela, do Carvalho e do Formoso, e nos bairros do Salobrinho, Sapetinga, Princesa Isabel, Teotônio Vilela, Ilhéus II e Cidade Nova. 

SESAB NEGA SURTO DE GRIPE H1N1 NA BAHIA

Com nove mortes entre os 46 casos da gripe H1N1 (influenza A) na Bahia, e mesmo com um alerta aos profissionais da saúde pela Vigilância Epidemiológica da Bahia, a secretaria estadual de Saúde (Sesab) negou que haja surto da doença na Bahia.
O número de ocorrências foi registrado entre o começo de janeiro até 20 de agosto deste ano. “Não foi o que aconteceu, foram casos isolados, distribuídos em vários municípios. Então, não é um surto, é um aumento de casos’, informou Fátima Guirra, coordenadora do setor de vigilância de doenças imunopreveníveis da pasta estadual.
A coordenadora diz que o que chamou à atenção neste ano foi o aumento dos óbitos entre os pacientes com a doença (18% dos enfermos morreram). Entre os municípios com maior número de casos, Salvador registrou 20 ocorrências, com uma morte. Os outros municípios com registros foram Camaçari, Teixeira de Freitas, Ipiaú, Eunápolis, Cruz das Almas, Simões Filho e Juazeiro. A última morte aconteceu em 20 de agosto, em Juazeiro.
A Vigilância Epidemiológica orientou os profissionais da Saúde para, em casos de sintomas da gripe H1N1, notificar ocorrência à mesma repartição. Para a população, o aconselhamento é em casos de febre, dor de garganta e tosse não fazer automedicação e procurar atendimento especializado. 

ILHÉUS: SESAB NEGLIGENCIA TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE CARDÍACA

Transferência deve ser feita por UTI aérea.

Transferência deve ser feita por UTI aérea.

Com decisão judicial em mãos determinando transferência para hospital público ou privado de Salvador, a paciente Ana Rosa Mendes dos Santos, portadora de miocardiopatia grave, ainda aguarda o cumprimento da ordem.
A demora é causada pela secretaria estadual de saúde, que insiste em negligenciar o estado crítico de saúde da ilheense, internada na Clínica Coci há mais de um mês.
Na liminar, expedida no dia 27 de maio, a juíza Carine Nassri da Silva delimita multa diária de R$ 2 mil ao Estado pelo descumprimento. Mas, onze dias já se passaram, e nada de transferência.

SESAB SELECIONA MÉDICOS PARA ITABUNA

Visando à implantação do Complexo Regulador da Macrorregião Sul, que será sediado em Itabuna, a Fundação Estatal Saúde da Família (FESF-SUS) e a Secretaria da Saúde da Bahia abriram seleção pública para contratação de médicos reguladores para atuar na agência.
As inscrições foram prorrogadas até domingo, dia 19, exclusivamente, pelo endereço www.fesfsus.ba.gov.br.
Segundo o secretário municipal de Saúde, Renan Araújo, o Serviço de Regulação do Acesso aos Leitos Hospitalares da Macrorregião Sudeste e Sul consiste nas atividades de planejamento, organização e gestão do Complexo Regulador visando qualificar o acesso pelos princípios da universalidade e equidade e será composto por equipe multidisciplinar.
Ao todo serão contratados 28 profissionais, sendo 14 para Itabuna e igual número para Vitória da Conquista, com remuneração mensal de R$ 3.144,04 e jornada padrão de 12 horas semanais (plantão).
O edital você confere clicando no Leia Mais.

:: LEIA MAIS »

SERVIDORES DA SAÚDE CRUZAM OS BRAÇOS

Servidores da Secretaria de Saúde do Estado cruzam os braços por 24h a partir de amanhã (terça, 30). Os funcionários convocaram também manifestação em frente à Assembleia Legislativa, às 10h.
A decisão foi deliberada, por unanimidade, em assembleia da categoria realizada nesta quinta-feira (25), no Sindicato dos Bancários.
A intenção é sensibilizar os deputados para que cobrem do governo do Estado celeridade no anúncio do reajuste dos servidores que estão ameaçados de passar o dia 1º de maio, data que marca as lutas e conquistas dos trabalhadores, sem qualquer sinalização do governador.
Segundo o Sindsaúde, durante a paralisação, os serviços de urgência e emergência serão preservados.

SESAB COBRA CONTA DE R$ 6 MILHÕES DA PREFEITURA DE ILHÉUS

Jabes-JBOJabes Ribeiro recebeu uma fatura pra lá de salgada da Secretaria Estadual de Saúde.
Segundo o site, a prefeitura recebeu notificação da Sesab para quitar, até o próximo sábado (22), um débito de R$ 6,286 milhões referente à contrapartida do município na compra de medicamentos e insumos para os postos de saúde.
Segundo o colunista Levi Vasconcelos, do A Tarde, desde 2005 a Prefeitura de Ilhéus não paga a conta.



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia