WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
ilheus brindes
maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘SERVIDORES’

OBRIGADO PELA JUSTIÇA, JABES REINTEGRA MAIS SERVIDORES

Depois de exonerá-los, o prefeito Jabes Ribeiro, agora sob determinação judicial, reconvoca para apresentação e reintegração mais uma parte dos servidores colocados na rua em janeiro de 2013. Clique aqui para ver a relação.
No diário oficial de quarta (08), o município já havia convocado 6 trabalhadores.
O prefeito exonerou, à época, 73 servidores concursados admitidos pelo ex-gestor Newton Lima, alegando irregularidades e inchaço da folha.
As reintegrações cumprem determinação da justiça, a pedido da Associação dos Professores de Ilhéus e do Ministério Público do Trabalho.

SERVIDORES SÃO REINTEGRADOS EM ILHÉUS

A secretaria de administração da prefeitura de Ilhéus convocou, no diário oficial de ontem (quarta, 08), seis servidores concursados para retornarem aos seus postos. Os trabalhadores foram exonerados há um ano, pelo prefeito Jabes Ribeiro, lembre aqui.
À época, foram exonerados 73 servidores. Em outubro passado, a juíza da 1ª Vara do Trabalho em Ilhéus, Alice Catarina Pires, já havia determinado a reintegração do grupo. A ação civil pública foi movida pela APLB e pelo Ministério Público do Trabalho.
Jabes alega que a contratação dos 73 trabalhadores, feita nos últimos meses do governo Newton Lima, era irregular e afetava os cofres públicos. 
Contraditoriamente, ao mesmo tempo em que exonerava concursados, o prefeito contratava aleatoriamente e nomeava pessoas em cargos em comissão.
A lista dos servidores reintegrados você confere ao clicar aqui.

ESCOLAS E POSTOS CONTINUARÃO FECHADOS EM ILHÉUS

Enilda Mendonça. Foto: O Tabuleiro.

Enilda Mendonça. Foto: O Tabuleiro.

A previsão é de Enilda Mendonça, presidente da Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI). Em entrevista ao radialista Gil Gomes, nesta manhã (07), a sindicalista ratificou que o problema de postos de saúde e escolas fechadas é anterior à greve dos servidores, encerrada nesta segunda-feira.
Enilda lembrou que inúmeras escolas sequer abriram este ano, seja por falta de professores e funcionários, seja por falta de merenda.
Sobre os postos de saúde, a sindicalista enfatizou que, no início do ano, o prefeito Jabes Ribeiro demitiu todos os contratados da saúde, o que inviabilizou o funcionamento das unidades básicas, mas não recrutou novos servidores.
Na tarde de hoje, os cinco sindicatos vão entrar com ação contra o município pedindo a reposição do índice de inflação e o reajuste do piso nacional para os professores.

SERVIDORES REJEITAM PROPOSTA INDECENTE DE JABES

Assembleia realizada há pouco. Foto: Fábio Bomfim/Ilhéus24h.

Assembleia realizada há pouco. Foto: Fábio Bomfim/Ilhéus24h.

Acabou agora pouco a assembleia dos servidores grevistas de Ilhéus. As cinco categorias de trabalhadores rejeitaram integralmente a proposta apresentada pelo prefeito Jabes na tarde de terça (24).
Um dos termos do acordo previa a reposição da inflação em 5,83%, mas determinava a redução de 20% da jornada de trabalho dos funcionários que recebem acima de mil reais. Não custa lembrar que reduzir horas de trabalhos é o mesmo que cortar salários.
Segundo o repórter Fábio Bomfim, do ILHÉUS 24H, os servidores saem, neste momento, do ginásio de esportes, onde aconteceu a assembleia, e marcham para a porta da prefeitura. No trajeto, o trânsito deve ficar lento.

PROPOSTA DE JABES AOS SERVIDORES BEIRA A INDECÊNCIA

Reunião de ontem.

Reunião de ontem.

Beira o inacreditável a proposta feita ontem (terça, 24) pelo prefeito Jabes Ribeiro aos servidores grevistas. Única feita em dois meses de greve, a proposta prevê a concessão dos 5,84% de reposição da inflação, mais 7,97% de adequação ao piso nacional dos professores. Parece razoável, depois de 60 dias de paralisação, mas não vale o quanto pesa.
No mesmo termo proposto durante a reunião, o prefeito dá 5,84% para repor inflação, mas vai reduzir em 20% a jornada de trabalho dos servidores que ganham mais de mil reais. Segundo a presidente da Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI), Enilda Mendonça, redução de jornada é o mesmo que reduzir salários.
No programa Alerta Geral, comandado por Gil Gomes na Santa Cruz AM, nesta quarta (25), Enilda, com seu estilo didático, desenhou o cenário proposto por Jabes. Em outras palavras, o prefeito quer dar quase 6% com uma canetada e retirar 20% com outra, bem mais pesada.
Apelando à matemática, quem ganha R$ 1.000,00 ao mês, vai passar a receber R$ 1.058,40. No entanto, terá a jornada e o próprio salário reajustados em 20%, passando a ganhar R$ 846,72.
A proposta, que beira o indecente, será apreciada em assembleia na manhã desta quarta-feira (24), no ginásio de esportes, no centro da cidade.

LÚ É MANTIDO NA PRESIDÊNCIA DO SINSEPI

Lú foi reconduzido à presidência, mas pode sofrer revés.

Lú foi reconduzido à presidência, mas pode sofrer revés.

Apesar da decisão judicial que determinava a suspensão do pleito, a eleição pra nova diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais de Ilhéus (Sinsepi) ocorreu e foi encerrada por volta das 17h desta sexta-feira (13).
Segundo o repórter Fábio Bomfim, do ILHÉUS 24H, as urnas registraram 695 votos ao total. Foram 7 nulos, 11 brancos e 677 válidos, em favor da chapa única, liderada pelo sindicalista Lú. Logo ao fim da apuração, a diretoria foi empossada.
A pressa para apuração e posse tem motivo. A decisão judicial que determinou a suspensão do pleito só não foi cumprida porque nenhum dos citados estava na sede do sindicato para ser notificado. A intervenção do judiciário foi solicitada pelo agente de trânsito Valério Bomfim, sob a alegação de que alguns candidatos não poderiam entrar na disputa por terem pendências anteriores.
A peleja será retomada na próxima segunda, quando a diretoria já empossada vai prestar esclarecimentos à justiça do trabalho.

OAB EMPAREDA JABES RIBEIRO

jabesA Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Ilhéus, entrou no balaio de gato estabelecido entre a prefeitura e os servidores em greve há 50 dias. Em nota publicada pelas categorias, a OAB afirma que o prefeito Jabes Ribeiro é obrigado pela constituição a conceder a reposição salarial dos servidores.
Jabes, no entanto, usa da imposição e intransigência para negar o direito do trabalhador de recuperar o que foi levado pela inflação. As categorias já se dispuseram, inclusive, a receber a ínfima reposição de 6% parcelada, mas jabes se mantém irredutível
Ao descumprir a constituição, o prefeito fica vulnerável à ação da justiça, que ainda está com os olhos vedados.

PREFEITURA E SINDICATOS SUPERAM IMPASSE SOBRE GASTOS COM PESSOAL

Reunião realizada hoje.

Reunião realizada hoje.

A Prefeitura de Ilhéus e sindicatos dos servidores acordaram que o valor da despesa de pessoal a ser computado para o cálculo do índice será de R$13.312.448,51. O impasse era uma das barreiras para que fosse firmado o acordo salarial reivindicado pelos sindicatos.
No montante acordado, estão incluídos fatores como folha de pagamento, provisões de décimo terceiro e férias de professor, inativos e revisão geral anual, além da aplicação do reajuste do Piso Nacional da Educação. Os elementos excluídos para o cômputo foram os índices de terceirização.
O consenso ocorreu na manhã desta sexta-feira, dia 30, durante reunião entre a Comissão Permanente de Negociações da Prefeitura e representantes sindicais. Na ocasião, o governo municipal disponibilizou para os sindicatos a planilha que representa o valor acordado.

SOBROU PARA VILA NOVA

Servidores grevistas de Ilhéus caminharam e panfletaram pelo bairro da Conquista na manhã desta sexta (23). Quando o grupo, com cerca de 100 pessoas, passava pela frente da Rádio Conquista FM, algumas pessoas fizeram gestos obscenos para funcionários da emissora. Sobrou até para o radialista Vila Nova, que comanda o programa O Tabuleiro. Num ato pra lá de hostil, o pessoal gritou “Vila Nova viado”. Confira o vídeo.

 

SERVIDORES PEDEM IMPEACHMENT DE JABES. MAGAL QUER CONVOCAÇÃO DO PREFEITO

Os cinco sindicatos de servidores municipais de Ilhéus, todos em greve há mais de um mês, vão protocolar na câmara de vereadores um pedido de impeachment do prefeito Jabes Ribeiro.
As entidades argumentam que o prefeito descumpre a Constituição Federal, que garante aos trabalhadores a reposição salarial do valor corroído pela inflação.
Diante da intransigência de JR, os servidores abriram mão do reajuste e só reivindicam a reposição, também negada pelo gestor.
Convocação
Na sessão de hoje, o vereador Fábio Magal discursou pedindo a convocação do prefeito ao plenário para discutir. O requerimento verbal será colocado em votação ainda nesta quarta-feira (21).

dom eduardo

arquiteto











WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia