novembro 2014
D S T Q Q S S
« out    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

:: ‘reúne ilheus’

PIADINHA DA ATRANSPI

A associação das empresas de transporte coletivo de Ilhéus, a Atranspi, emitiu nota, na noite de ontem (terça, 20), sobre a falta de ônibus nas ruas. Segundo o texto, apesar de não haver impedimento, a frota da São Miguel foi recolhida porque a empresa recebeu ameaças de depredação.
A nota afirma também que as empresas gostariam de manter o direito do cidadão de ir e vir. Mas como garantir tal direito ao cobrar R$ 2,40 de tarifa e oferecer péssimos serviços à população?

O REÚNE ILHÉUS EXAGEROU NO ATO DE HOJE?

Redução da tarifa de transporte, criação do passe único, revitalização da frota, fim da dupla função de motorista e cobrador. Estas são as principais reivindicações do movimento Reúne Ilhéus, surgido na onda de protestos de junho e mantido até agora.
Em julho, o grupo, sem ter as reivindicações atendidas, ocupou a prefeitura e, depois de uma determinação judicial, deixou o prédio e fincou bandeira em frente ao Palácio Paranaguá.
A ocupação chegou hoje (terça, 20) ao trigésimo quinto dia, marcado por protesto em frente à garagem da empresa Viametro, o que impediu a circulação da frota da viação.
O ato de hoje divide opiniões. Há quem veja como um radicalismo deixar trabalhadores e estudantes sem condução. Têm aqueles que concordam com ações mais enérgicas, que mexam com o cotidiano da cidade e chame a atenção da sociedade, do poder público e das empresas de transporte, que voam em céu de brigadeiro, com fiscalização mínima de suas atividades.
E você, leitor do ILHÉUS 24H, o que acha do ato de hoje? A seção de comentários está aberta. Lembre-se que comentários com acusações e ofensas vão pra lixeira.

EM NOTA JABES REPUDIA “AÇÕES RADICAIS” DO REÚNE ILHÉUS

jaja
A secretaria de Comunicação da prefeitura de Ilhéus divulgou nota pública, se manifestando sobre a paralisação dos transportes coletivos hoje em Ilhéus.
De acordo com a publicação, o prefeito Jabes Ribeiro apela para o bom senso dos integrantes do grupo, e pede que os ônibus sejam liberados, já que tal situação está causando sérios prejuízos à população.
Segundo a nota, o prefeito dialogou pessoalmente com representantes do grupo e, além de lhes ter entregue todos os documentos que foram solicitados, comprometeu-se a realizar uma auditoria nas planilhas de custos apresentadas pelas empresas de transportes, para avaliar a justeza ou não do valor das tarifas.
Cliquem no Leia Mais e leiam a nota na íntegra.
:: LEIA MAIS »

ÔNIBUS NÃO TÊM PRAZO PARA VOLTAR A CIRCULAR

Grupo se concentra em frente ao portão da garagem. Foto do Blog Agravo.

Grupo se concentra em frente ao portão da garagem. Foto do Blog Agravo.

Foi o que afirmou Valdemir Conceição, integrante do movimento Reúne Ilhéus, em participação, agora pouco, no programa O Tabuleiro, apresentado por Vila Nova na Conquista FM.
Segundo ele, “não vai sair nenhum ônibus” durante esta terça (20). O protesto fecha, desde as primeiras horas da madrugada, a garagem da empresa Viametro e impede a saída dos ônibus. Temendo depredações aos veículos, a São Miguel recolheu a frota.
O movimento reivindica uma conversa com o prefeito Jabes Ribeiro que se recusa, há um mês, a receber o grupo.

HUMOR: PABLO DO ARROCHA E O REÚNE ILHÉUS

Revolucionários do Reúne Ilhéus flagrados em show de arrocha. (Foto: José Nazal)

Revolucionários do Reúne Ilhéus flagrados em show de arrocha. (Foto: José Nazal)

Nada de Caetano Veloso, Chico Buarque e Geraldo Vandré. Isso é coisa do passado. Revolucionário de hoje em dia que se preze dança é arrocha.
Prova disso é que dois dos principais membros do movimento Reúne Ilhéus foram flagrados em um famoso evento do citado gênero musical, sucedido em Ilhéus no último sábado (17).
Tal estilo é caracterizado por ter qualidade musical questionável e possuir letras que nada acrescentam de produtivos aos seus ouvintes.
Mas engana-se quem acha que os citados revolucionários do “Reúne”, estavam no festejo com intuitos meramente recreativos.
Na verdade eles foram entrar em contato com uma das atrações do evento, o “cantor” Pablo, para que ele concedesse autorização para que suas músicas pudessem ser executadas dia e noite em frente ao Paranaguá, aumentando de maneira consideravelmente irritante as pressões para que a administração municipal dê ouvidos às suas reivindicações.
Pois é, com essa tortura musical nos tímpanos alheios, sentimos que o citado movimento está bastante perto de ter seus anseios atendidos.
Ê paixão!

NOTA PÚBLICA DO REÚNE ILHÉUS

Movimento ocupou, por 30 horas, o Palácio Paranaguá, em julho.

Movimento ocupou, por 30 horas, o Palácio Paranaguá, em julho.

O movimento REÚNE ILHÉUS surgiu a partir de um interesse popular e espontâneo em colaborar com a construção e controle social de políticas públicas na cidade de Ilhéus, sendo seu primeiro foco o transporte coletivo, acompanhando a onda nacional de levantes sobre o tema, que parte de uma discussão repleta de prerrogativas sobre a municipalização, ampliação e melhoramento dos serviços públicos. Dada a terrificante realidade do transporte coletivo em Ilhéus, o movimento cresceu em força e argumento, atingindo níveis de estudo de documentação e investigações ainda maiores que poderia tencionar. Pela defesa da dignidade humana e do cidadão ilheense, respeitando seu direcionamento político, o REÚNE ILHÉUS sempre se apresentou como um grupo SUPRAPARTIDÁRIO, ou seja, estamos acima de qualquer partidarismo, embora nossa composição abarque membros de vários partidos e também apartidários.
Anteontem, dia 16 de agosto, alguns integrantes do movimento realizaram uma viagem para Salvador em obrigações particulares, desvinculadas das atividades da ocupação e movimento. Num ato de descuido, alguns deles, até mesmo pela forte integração à causa e sentido orgânico do grupo, usaram o termo “Membros do REÚNE ILHÉUS” para legendar uma imagem inserida numa situação partidária. O REÚNE ILHÉUS nega essa associação com veemência.
Convidamos, também, toda a população de Ilhéus para acompanhar o requerimento da Comissão Especial de Inquérito sobre o transporte coletivo na cidade, uma denúncia que o movimento elaborou através de um massivo trabalho sobre a caixa preta do transporte. Venham todos conhecer a realidade da ocupação em frente à Prefeitura. Juntos somos muitos.

O REÚNE ILHÉUS NÃO PODE PERDER O FOCO

E o foco?

E o foco?

No protesto da última quarta-feira (14), veja fotos aqui, cerca de 1000 pessoas foram às ruas do centro de Ilhéus. Nos cartazes hasteados, frases de efeito pedindo a saída do prefeito Jabes Ribeiro se faziam mais presente que as reivindicações iniciais do grupo, a redução justa da tarifa de transporte.
A presença de políticos e a inegável insatisfação popular com o prefeito deram o tom do protesto. Essa mesma presença, por vezes, descredibiliza o movimento, que passa a ser visto pela população não mais como reivindicatório, mas como palanque eleitoreiro.
Tomar cuidado é preciso.

VÍDEO MOSTRA INTEGRANTE DO REÚNE ILHÉUS SENDO PRESO

Danilo Matos, colaborador do ILHÉUS 24H, flagrou o momento em que um integrante do Reúne Ilhéus é preso por policiais militares, durante o ato realizado na tarde desta quarta (14), no centro da cidade.
Um grupo de manifestantes pichou ônibus e foi repreendido pelos policiais, que usaram spray de pimenta e foram truculentos em alguns momentos. O manifestante foi preso com mais duas pessoas. Os três foram liberados cerca de 30 minutos após a prisão. Confira o vídeo.

 

REÚNE ILHÉUS CONVOCA GRANDE ATO NESTA QUARTA

Primeiro ato levou milhares de ilheenses às ruas.

Primeiro ato levou milhares de ilheenses às ruas.

O movimento Reúne Ilhéus convoca para às 15h desta quarta (14), um grande ato com saída da frente da prefeitura. O grupo convida toda a sociedade e deve ter o apoio dos sindicatos municipais que estão em greve.
As pautas do movimento seguem as mesmas de um mês atrás, quando iniciaram os protestos: auditoria das planilhas das empresas de transporte, redução da tarifa com base no estudo e melhorias nos transporte, por meio da substituição de ônibus velhos e criação de bilhete único.
O ato seguirá movimentos nacionais que também vão às ruas hoje e será numa data estratégica. Amanhã (quinta, 15), o grupo completa um mês de ocupação à rua em frente à sede do governo, à espera de uma conversa com o prefeito Jabes Ribeiro.

EM NOTA, REÚNE ILHÉUS FALA EM CONTRADIÇÕES DAS CONCESSÕES DO TRANSPORTE

Durante a elaboração da denúncia formal para a Comissão Especial de Inquérito do Transporte Público, a ser votada na Câmara Legislativa de Ilhéus, o movimento social REÚNE ILHÉUS encontrou dois itens nos contratos de concessão das empresas São Miguel e Via Metro que demonstram a completa irresponsabilidade, irregularidade e contradição dos Editais de Licitação de 2000 e 2003, aos quais essas empresas venceram para a prestação do serviço público coletivo de transporte.
No Capítulo 7, A Cláusula 39 do Contrato de Concessão da empresa São Miguel e 40, no caso da Via Metro, sobre a cobrança da tarifa, veda o “efeito retroativo em qualquer hipótese e com variações limitadas ao aumento e diminuição dos custos operacionais”, ferindo o disposto pela Lei Orgânica Municipal, no Art. 275, que confere competência ao Poder Público Municipal o estabelecimento do valor da tarifa. No entanto, no item logo abaixo, a Cláusula 40 da São Miguel e 41 da Via Metro, colocam “se durante a vigência do termo de concessão forem criados novos tributos, encargos sociais e trabalhistas e acidentários, ou modificadas as alíquotas dos atuais, ou ainda, concedidas ou revogadas isenções de forma a, comprovadamente, aumentar ou diminuir os ônus decorrentes do termo de concessão, serão revistos de IMEDIATO os valores correspondentes a esses itens nas fórmulas de cálculo dos custos, após a confirmação oficial, a fim de adequá-las a essas modificações ocorridas, quaisquer diferenças delas decorrentes, sem que caracterize atraso de pagamento”. Ou seja, há uma contradição escandalosa no contrato, uma vez que o mesmo veda a redução da tarifa em absoluto, além de não respeitar as desonerações tarifárias sobre a cadeia de transportes, já vigentes.
Com isso, o REÚNE ILHÉUS confirma ao ilheense: a redução da tarifa é justa e deve ser imediata. Para além disso, as más relações entre o poder público e as empresas de ônibus em Ilhéus são evidentes aos olhos, e esse questionamento é ainda reforçado pela postura da Prefeitura Municipal, que se nega veementemente ao diálogo com o movimento. Esse silêncio, apesar de todos os gritos, rezas e clamores da população, é entendido como uma declaração de culpa no cartório. Não permitiremos mais esse comportamento em nossa cidade. Chega!
Em alguns dias, a denúncia da CEI será enviada para requerimento e votação pelos vereadores na Câmara. Estaremos de olho em quem são os parlamentares interessados nos direitos básicos do povo. Como já dito: Desfrutem, os senhores também, dessa responsabilidade. 

WAGNER RECEBE O MPL. JABES DÁ AS COSTAS AO REÚNE ILHÉUS

Governador com o MPL.

Governador com o MPL.

O governador Jaques Wagner recebeu, na noite de ontem (sexta, 09), representantes do Movimento Passe Livre, na capital baiana.
A reunião durou mais de 3 horas. Os membros do MPL pedem redução da tarifa e passe livre para policiais da região metropolitana. Outro item é a formação de uma comissão para debater a mobilidade urbana em todas as cidades do estado.
O movimento também pede mudança nos projetos estruturais que foram apresentados pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder). Segundo o MPL, os projetos atuais privilegiam o transporte privado, deixando o transporte público, ciclistas e pedestres em segundo plano.
O governador se comprometeu a aprofundar as conversas sobre a redução da tarifa do transporte metropolitano e a criar uma câmara setorial de transporte, pelo Conselho Estadual das Cidades, informou, em nota, a Secretaria da Comunicação da Bahia.
Em tempo: Em Ilhéus, movimento de juventude, com reivindicações semelhantes, tenta, há quase um mês se reunir com o prefeito Jabes Ribeiro. Sem conseguir a conversa, o grupo ocupa a praça em frente à prefeitura. 

AVISO DE ABANDONO DE EMPREGO

Corre “zumzum resenhístico” na praça da prefeitura, ocupada há 23 dias pelo Reúne Ilhéus, sobre um aviso de abandono de emprego por parte do prefeito Jabes Ribeiro.
Desde que o movimento em frente à prefeitura foi iniciado, o prefeito não despacha de lá, seu devido local de trabalho. Frisamos que os jovens acampados não impedem a entrada de ninguém no Palácio Paranaguá.

MARGINAIS PLANEJAM AÇÕES CONTRA O REÚNE ILHÉUS, AFIRMA SITE

Segundo informações do site Chico Andrade, o movimento Reúne Ilhéus corre sérios riscos de ser alvo da ação de algumas pessoas má intencionadas, que estão sorrateiramente se aproximando do acampamento, em frente à sede da prefeitura de Ilhéus.
Comenta-se que tais “infiltrados”, estejam seguindo ordens de pessoas que se sentem incomodadas com as reivindicações dos manifestantes, e que planejam até mesmo atear fogo nas barracas.
Policiais simpáticos ao movimento já investigam a situação.
Um dos apontados pelos membros do movimento, como uma das pessoas possivelmente má intencionadas, é um cidadão de Ilhéus, apadrinhado de alguns conhecidos políticos locais, famoso por fustigar intrigas e participar de brigas, e que no ano passado foi acusado de pedofilia.
Todo cuidado é pouco nessa hora!

GUY VALÉRIO ADERE AO REÚNE ILHÉUS

Sem deixar a defesa incondicional do jabismo de lado, o blogueiro Guy Valério, que mantém o blog O Sarrafo, se juntou ao movimento Reúne Ilhéus. Informa o repórter Fábio Roberto que Guy deixou de lado as críticas ao coletivo e agora, como parte apoiadora dos atos e reivindicações, abrirá as portas de seu site para divulgar as informações do grupo que pede a redução da passagem na cidade.

Sem deixar a defesa incondicional do jabismo de lado, o blogueiro Guy Valério, que mantém o blog O Sarrafo, se juntou ao movimento Reúne Ilhéus. Informa o repórter Fábio Roberto (autor da foto acima), que Guy deixou de lado as críticas ao coletivo e agora, como parte apoiadora dos atos e reivindicações, abrirá as portas de seu site para divulgar as informações do grupo. As boas vindas foram dadas pelo Reúne no facebook.

O REÚNE ILHÉUS PRECISA DE SUA AJUDA

Apesar do esgotamento causado pelas condições precárias do acampamento, o grupo se mantém de pé.

Apesar do esgotamento causado pelas condições precárias do acampamento, o grupo se mantém de pé.

Ao 21º dia acampado em frente à prefeitura, o movimento Reúne Ilhéus precisa, agora mais que nunca, de sua ajuda. Os apoios virtuais têm lá seu peso, mas as ajudas físicas se fazem necessárias nessa quarta semana de mobilização.
Pelas redes sociais, o movimento informa que precisa de água, pratos e talheres descartáveis.
O Reúne se mantém mobilizado à espera da análise técnica da planilha de custos das empresas de transporte. A promessa de auditoria nos papéis foi feita há três semanas pelo prefeito Jabes Ribeiro, que ainda não a cumpriu.
Em contrapartida, o movimento já divulgou suas primeiras conclusões sobre as planilhas, confira aqui.

whatsapp





grapiuna web pop

twitter
facebook