WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829

:: ‘presos’

CATORZE PRESOS FOGEM DO PRESÍDIO DE ITABUNA

PIMENTA
Fugitivos.

Fugitivos.

O presídio de Itabuna registrou na madrugada deste domingo (20) a fuga de catorze presos já condenados. Os fugitivos cavaram um túnel com trinta metros de comprimento por mais de 60 centímetros de largura. A movimentação somente foi percebida momentos depois
Nenhum dos presos havia sido recapturado até o final da tarde de hoje. O número de fugitivos foi confirmado após revista e contagem feita por homens do 15º Batalhão da PM e da companhia especializada Cipe Cacaueira.
Todos os fugitivos já foram identificados. Os fugitivos são Aldrex Lopes Francisco Lins, Bruno Souza Honorato, Cristiano Batista dos Santos, Edis Alves Santos, Edvaldo Pereira da Silva Júnior, George Nunes Alves, João Leonardo Santos Silva, João Marcelo Maia Silva, Josenei Santana Ramos, Leandro Nascimento de Brito, Marcos Eduardo de Jesus Gomes, Paulo Vieira Barbosa, Robson Pereira dos Santos e Rodrigo Paiva Santos.
O presídio reúne dezenas de internos que estão entre os mais perigosos do estado, a maioria das regiões sul, extremo-sul e sudoeste. A vigilância é feita por oito a dez policiais por turno. “É um barril prestes a explodir”, afirma autoridade policial ao PIMENTA.

MATERIAL FECAL ENCONTRADO EM PÃES SERVIDOS PARA PRESOS

Fato aconteceu na delegacia de Itaberaba-BA.

Fato aconteceu na delegacia de Itaberaba-BA.

Segundo informações do site Radar Notícias, um laudo pericial identificou a presença de material fecal em 93 pães servidos aos detentos da Delegacia Territorial do município de Itaberaba, sul da Bahia, em maio deste ano.
O Ministério Público da Bahia determinou que o Estado suspenda o contrato com a empresa que fornece o alimento.
A decisão da juíza Carmelita Arruda de Miranda ocorreu na segunda-feira (02/12), mas só foi divulgada nesta quinta (05/12). O MP informou em nota, que o material encontrado é, provavelmente, oriundo de roedores, com ovos e cistos de parasitas.
O Ministério Público afirma que os detentos da unidade reclamavam constantemente da qualidade da alimentação fornecida. Ainda segundo o MP, o Estado teria falhado na fiscalização e no controle de qualidade dos alimentos.
De acordo com os promotores Ana Carolina Tavares e Thomás Raimundo, autores da ação, o Estado instaurou processo administrativo para apurar o caso.
A secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) ainda não comentou o assunto.
A justiça determinou ainda, a contratação de um novo fornecedor.



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia