WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
ilheus brindes
outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: ‘PP’

NEGROMONTE JÚNIOR, O “BABY HITLER”

PIMENTA
Na sede doentia por cargos, deputado do PP se comporta como um pequeno coronel, representante da velha política que imperou na Bahia nos tempos de ACM.

Na sede doentia por cargos, deputado do PP se comporta como um pequeno coronel, representante da velha política que imperou na Bahia nos tempos de ACM.

Nas negociações em torno do processo sucessório, o PP tem seu peso e briga por espaço, o que é normal. Mas o que incomoda a muita gente, inclusive dentro do partido, é a voracidade e agressividade do deputado estadual Mário Negromonte Jr. quando o assunto é ocupação de cargos na máquina administrativa.
Como um esfomeado, o “Baby Hitler’, como alguns passaram a chamá-lo, atropela a tudo e a todos para abocanhar fatias cada vez maiores do poder. A atitude, e as artimanhas, não são em defesa do PP, mas do “próprio si”, e causam aborrecimento ao governo, tumultuam a relação e constrangem até os correligionários.
Gente do próprio PP avalia que Negromonte Jr. se comporta como um pequeno coronel, representante da velha política que imperou na Bahia nos tempos de “Malvadeza”. Como os tempos são outros, o aprendiz de ditador segue firme para o isolamento.

COM SEDE INSACIÁVEL DE CARGOS, PP PODERÁ COMPOR CHAPA DE OPOSIÇÃO PARA GOVERNADOR DA BAHIA

O deputado federal Mário Negromonte (PP) e o pré-candidato a governador da Bahia, Geddel Vieira Lima (PMDB), se reuniram para, supostamente, selar o pato.

O deputado federal Mário Negromonte (PP) e o pré-candidato a governador da Bahia, Geddel Vieira Lima (PMDB), se reuniram para, supostamente, selar o pacto.

Não é novidade nenhuma que o PP é um partido adesista e desprovido de ideologia. Seja lá quem for que estiver no comando, eles estarão lá, como espécies de sanguessugas, parasitando cargos e indicações, para colher as consequentes benesses políticas.
Orgulham-se do passado carlista e, mesmo compondo (até segunda ordem) as fileiras da base de sustentação do governador Jaques Wagner e da presidente Dilma, não fazem questão de esconder que são espécies de estranhos no ninho.
Prova disso é a postura dos militantes progressistas de Ilhéus, por exemplo, que, mesmo mamando nas tetas do estado, através de cargos dados pelo PT, não pestanejam em exalar o seu esquizofrênico anti-petismo a qualquer custo.
Segundo informações do site Bahia Notícias, interlocutores do PMDB “confidenciaram” que o pré-candidato à governador Geddel Vieira Lima, e o seu irmão, o deputado estadual Lúcio, teriam se reunido com o deputado federal Mário Negromonte (PP) e o atual presidente dos progressistas na Bahia, o deputado estadual João Leão, para tratar de um possível pacto entr as duas legendas na eleição para governador do estado.
Além disso, de acordo com o site, nessa quinta (20), ocorreu outro encontro entre Geddel e Negromonte.
O Bahia Notícias ressalta que a desavença dos pepistas com Wagner teria duas provas: A ausência dos parceiros no encontro feito com integrantes da bancada da maioria na Assembleia Legislativa para discutir a Proposta de Emenda à Constituição e a briga que o partido tem travado internamente no Palácio de Ondina para ocupar mais espaços.
O site confirmou que, de fato, o PP tenta mudar o comando do Detran, atualmente sob a batuta do major Maurício Botelho, e reaver a Companhia de Desenvolvimento Regional (CAR), cujo titular, Vivaldo Mendonça, é indicado do deputado federal Luiz Argolo, que migrou para o Solidariedade no ano passado.
Haja fome.

O NOME DELE É ESPERTEZA: MÁRIO NEGROMONTE QUER A ESPOSA COMO VICE-GOVERNADORA

negromonte_okSem a menor condição de encabeçar uma chapa majoritária na Bahia, o PP quer se consolidar na função de partido “papagaio de pirata”. Aliás, fato que é uma característica da sigla, desde os nada saudosos tempos do carlismo.
Se a política fosse uma dramaturgia, o Partido Progressista seria algo como um figurante, tipo aqueles pipoqueiros que aparecem em quarto plano em cenas externas.
Mas agora o partido de Jabes, Jonh Ribeiro, Isaac Albagli, Jamil Ocké de Olinda e o tal do Negromonte (pai e filho), sem esquecer do colecionador de ônibus, deputado Ronaldo Carrego, quer deixar a figuração e se tornar coadjuvante.
Sim, o deputado federal Mário Negromonte quer que sua esposa, a prefeita da cidade de Glória, Ena Wilma, seja a vice na chapa que tem como cabeça o petista Rui Costa.
Engraçado é perceber essa demonstração de amor ao PT, por parte dos ex-carlistas pepistas, sendo que em Ilhéus, a sigla da estrela vermelha é endemonizada impiedosamente por asseclas do jabismo.
Um Oscar para eles!

ALGUNS MOTIVOS PARA OS ILHEENSES FICAREM ATENTOS EM 2014

olhos
01 – Jabes Ribeiro, apesar de perigar ser defenestrado do Paranaguá a qualquer momento, continua oficialmente sendo o prefeito de Ilhéus. Logo, é de extrema importância que a população redobre suas atenções ante os desmandos administrativos oriundos da alta cúpula da atual gestão municipal, que, só para refrescar nossas memórias, ofertou aos ilheenses no finado 2013, postos de saúde fechados e escolas sem merenda e com o ano letivo invalidado. Ou seja, se o que há de mais importante em uma administração pública foi negligenciado dessa forma, o que esperar do resto?
02- 2014 é ano de eleições para presidente, governador, senador e deputados estaduais e federais. É justamente nesses últimos cargos políticos que devemos atentar. Não tardará para que o jabismo comece a “vender” à população de Ilhéus os seus candidatos, a exemplo do que foi feito em 2010, quando nos foi apresentado os nomes de Ronaldo Carletto (estadual) e Mário Negromonte (federal), ambos do PP, como  sendo os candidatos de Jabes. Após conseguirem boa votação local e terem sido devidamente eleitos, eis que nos questionamos: O que eles fizeram por Ilhéus e pela região? Nada. Então atenção mais do que redobrada para os nomes que o prefeito objetiva apresentar ao povo ilheense, para que lembremos em quem não votar em hipótese alguma.
03 – Muito cuidado com o conteúdo político de alguns sites, blogs e programas de rádio da cidade. Eles são adestrados para, ante os sentidos mais desavisados da população, transformar em vítimas os vilões, e vice-versa. Algo que esse ano foi feito com os jovens do Reúne Ilhéus. Para alguns, o fato de terem protagonizado um grande ato de resistência em frente ao paço Paranaguá, cobrando melhorias e transparência na lógica inflacionária dos preços das passagens, os fizeram errados, sendo que certo estava Jabes, mesmo com a explícita “falta de vontade” em fazer com que tal quesito fosse esmiuçado.
04 – Atenção redobrada para alguns secretários municipais e partidários do jabismo, que utilizam as redes sociais para “jogar para torcida”. Como assim? Simples e facilmente detectável. Farão marketing político ante ações primárias e obrigatórias para qualquer gestão pública, e as transformarão em grandes feitos, sendo que as milhares de questões pendentes, em especial as que dizem respeito aos bairros periféricos, perigam continuar sendo negligenciadas e colocadas como se fossem culpa de gestões passadas. O mestre dessa estratégia é o super secretário Isaac Albagli, que é capaz de demonstrar grande fúria ante o lixo acumulado na nobre Soares Lopes, mas é inoperante ante problemas crônicos existentes em bairros como o Malhado, Nossa Senhora da Vitória, dentre outros.
05 – Nenhum ilheense em sã consciência aturará mais uma das grandes estratégias adotadas pelo prefeito Jabes Ribeiro em 2013: A de colocar a culpa do caos administrativo local no colo da gestão municipal passada. Vale ressaltar que os problemas existentes em Ilhéus, sim, são culpa também do prefeito Newton Lima, mas só quem é desprovido de cérebro há de crer que as quatro gestões jabistas (incluindo a de João Lyrio), não deixaram seu rastro de podridão no Paranaguá. Além do que, para quem pediu 100 dias para arrumar a casa, afirmar que um ano de administração não foi suficiente para a citada arrumação, é na melhor das hipótese, uma grande tripudiação com a inteligência coletiva.
06 – Muita atenção ante a incongruência ideológica, a ingratidão e o execrável oportunismo do PP, sigla política de Jabes Ribeiro, Jonh Ribeiro, Jamil Ocké e Isaac Albagli. Tal partido é da base aliada da presidente Dilma e do governador Jaques Wagner. Só que, muitos dos seus militantes, mesmo sendo beneficiados com cargos em vários setores da administração federal e estadual, atacam o PT, como se o partido da estrela vermelha fosse o grande culpado por todas as mazelas do mundo. Vejamos, se é assim que eles tratam os aliados, o que esperar que eles façam com aqueles que os ajudaram a se eleger? Olho aberto para essa sigla que se orgulha do seu passado carlista e que pongará no primeiro galho político que signifique benesses para os seus asseclas.
O espaço está aberto para que os leitores citem outros motivos que suscitarão atenção dos ilheenses nesse ano recém nascido.

UMA BIÓPSIA DO PARTIDO PROGRESSISTA

PP-debandada (1)Se há uma sigla nesse país que tem como principal característica a não ideologia política, o oportunismo dúbio e o adesismo, de longe se destaca o partido do prefeito Jabes Ribeiro, o PP.
Sem falar que hoje, a citada agremiação política, é um dos principais refúgios de políticos corruptos do país.
Bem, só para começo de conversa vale ressaltar que tal sigla é a que atualmente abriga o ex-governador de São Paulo, Paulo Maluf.
Só para lembrar, Maluf tem diversas acusações de corrupção e outros crimes, foi preso em 2005 e é atualmente procurado pela Interpol, devido a um mandado expedido pela promotoria de Nova Iorque, que o acusa de movimentar ilicitamente milhões de dólares no sistema financeiro internacional sem justificativa fundamentada.
Vale ressaltar que o PP é também o partido do deputado federal Jair Bolssonaro, que se destaca por suas declarações racistas e homofóbicas, respondendo alguns processos por isso. O deputado, em meio as manifestações que exigiam redução do preço da passagem dos coletivos de São Paulo, afirmou: “Parlamentar não deve andar de ônibus”.
Sem sairmos do estado, temos o lastimável exemplo do deputado federal Mário Negromonte. Apresentado por Jabes como seu candidato nas eleições de 2010, o cacique mor do PP na Bahia é acusado de, enquanto ministro das Cidades, favorecer empreiteiras que doaram dinheiro para as campanhas do seu partido. Ele também é acusado de desviar dinheiro público para saldar despesas de uma companhia aérea, além, da mais recente, de deixar de empenhar R$ 24 milhões em emendas parlamentares, o que provocou uma rebelião da bancada.
Para finalizar, em 2010, 23 candidatos do partido tiveram a candidatura barrada pela lei da Ficha Limpa, se convertendo como o segundo partido com maior quantidade de candidaturas barradas.
Esse é o PP de Jabes, de Jonh Ribeiro, de Jamil Ocké e, sem esquecer, de Ronaldo Carlleto, deputado que é um dos donos da Via Metro e cuja família quase que monopoliza o setor do transportes coletivos na Bahia e que doou uma notável quantia para a campanha de Jabes, explicando a inércia do prefeito ante as cobranças populares locais sobre melhorias nos coletivos e redução do preço da passagem.

NO FACEBOOK, JABISTA AFIRMA QUE DILMA É CRIMINOSA E DEVE SER PRESA

Eduardo Sobral.

Eduardo Sobral.

Um dos homens de confiança do prefeito Jabes Ribeiro, e ocupante de um cargo na Sudic, graças a cota do PP na gestão Wagner, o auto-intitulado “evangelista” Eduardo Sobral não tem papas na língua quando o assunto é desmerecer o partido da estrela vermelha.
Através do seu perfil no Facebook, são constantes os desabafos e demonstrações de repúdio à política petista.
Hoje (14), o jabista, que, vale ressaltar, realiza um bom trabalho na cidade, no que diz respeito à recuperação de dependentes químicos, atacou a presidente Dilma de maneira pesada, afirmando que ela é uma criminosa e que deveria ser presa, juntamente com sua quadrilha.
Vejamos o que ele escreveu: “Quando era candidata, a presidente Dilma afirmou que é um crime privatizar a Petrobrás e o pré-sal. Então prendam essa criminosa e sua quadrilha de corruptos e dilapidadores pois eles estão fazendo justamente isso”.
Bem, vale lembrar que o partido do jabista Sobral, o PP, além de ser aliado de Wagner, comanda o ministério das Cidades, através do paraibano Aguinaldo Ribeiro.
Ou seja, ao afirmar que há uma quadrilha no comando do governo federal, ele, querendo ou não, inclui o seu próprio partido, uma das siglas que dão sustentação ao governo Dilma, logo, ele também. Confuso isso hein?
Cremos nós que essa confusão de posicionamento do citado jabista, vai, no mínimo, causar certo mal estar na cúpula progressista local.
Pois é caro Sobral, vossa senhoria como comentarista político é um grande evangelista.

SEGUNDO NEGROMONTE PT, PP E PSD MARCHARÃO JUNTOS NAS ELEIÇÕES PARA GOVERNADOR

mario-negromonte-Roberto-Struckert-Filho-PRLíder de um dos maiores partidos da base de sustentação ao governo estadual, o presidente do PP na Bahia, deputado federal Mário Negromonte, quis evidenciar ontem o peso da sigla na sucessão de 2014 e surpreendeu ao dizer que a chapa majoritária já foi definida pelo governador Jaques Wagner (PT), sendo composta pelo PT, PP e PSD. A declaração teve reação negativa dos aliados que ficaram de fora, a exemplo do presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo (PDT), e positiva daqueles que são cotados a entrar no processo, como o vice-governador Otto Alencar (PSD)
As afirmações de Negromonte surgem após a reunião realizada entre a cúpula progressista e o governador, na última sexta-feira. O gestor tem intensificado as conversas com os líderes partidários. Além do PP, ele teve diálogos com o PDT e consta que também já teria si encontrado com lideranças do PCdoB. Segundo Negromonte, o governador teria confirmado a presença do PP, sendo ele próprio o nome que irá ocupar a vice e o PSD de Otto no Senado.
Ele justificou que o PP é “o fiel da balança” na briga pelo Palácio de Ondina. “Nós ajudamos muito quando o PMDB saiu da base e o governador garantiu na conversa de sexta-feira que nós estaremos na majoritária. Esse espaço já está garantido, o governador nos confirmou”, afirmou.
O ex-ministro das Cidades voltou a reiterar o “tamanho do partido” no Estado. “Vale quanto pesa. O projeto nacional é mais importante para o PT e os outros partidos vão ficar observando as movimentações. Cada partido vai pressionar o PT para ceder apoio nos estados e o PT vai ter que dizer: vamos perder os anéis mas não vamos perder os dedos”. Negromonte disse ainda que o candidato do PT que irá encabeçar a chapa vai ser definido até o dia 15 de novembro.
Pré-candidato ao governo, Nilo (PDT) reagiu em nota enviada à imprensa. Ele “crê” que o PDT terá lugar na chapa. “Pois a vaga para o Senado é do partido – ocupada pelo senador João Durval”.
De acordo com o pedetista, a conversa que a direção da legenda manteve com o governador não aponta, ainda, por qualquer definição. Mas avisou: “Caso o alijamento ocorra, fica mantida a minha pré-candidatura”. Otto disse que o governador ainda não conversou com ele sobre o assunto, mas agradeceu a “lembrança de Negromonte. “Ele e Leão são meus amigos. Mário é muito sincero e eu confio muito no que ele fala”, afirmou.

O VEREADOR CONFUSO

confusoA vida dos vereadores de situação, definitivamente, anda bastante complicada. Vendo de camarote a credibilidade da gestão ao qual dão sustentação na câmara, cair por terra gradativamente e em ritmo galopante, muitos já se preocupam seriamente com a possibilidade de terem suas trajetórias políticas maculadas ao serem associadas ao jabismo.
Um que não esconde o incômodo é o vereador Rafael Benevides (PP).
Ontem, durante a abertura dos trabalhos do legislativo no segundo semestre, Benevides notadamente se perdeu em seu discurso.
Por um lado batia no governo municipal, do outro tentava assoprar. Suava, titubeava, e no final das contas ninguém entendeu qual foi de fato o real posicionamento do vereador.
O citado edil já vem sendo apelidado nos bastidores de Confuso, remetendo a um personagem do programa humorístico Pânico na Band, que não consegue elaborar frases conexas, causando muitos risos em quem o assiste. 

JUSTIÇA CONDENA EX-DEPUTADO DO PP BAIANO

Reginaldo da Silva Germano já foi candidato à prefeito pelo PP em Itabuna.

Reginaldo da Silva Germano já foi candidato à prefeito pelo PP em Itabuna.

A Justiça Federal condenou o ex-deputado federal Reginaldo da Silva Germano e a assessora parlamentar dele, Suelene Almeida Bezerra, por improbidade administrativa.
Os dois foram denunciados pelo Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) pelo desvio de R$ 720 mil em recursos da Saúde, além de fraudes em licitação e violação da imagem do Congresso Nacional.
A condenação é mais uma resultante da “Operação Sanguessuga” para investigação da chamada “máfia das ambulâncias”, que fazia compras superfaturadas de unidades móveis de saúde em todo o país.
Com a decisão, Germano terá que ressarcir integralmente à União R$720 mil, referente ao dano causado; pagar multa civil de R$360 mil e arcar com outros R$ 80 mil a título de danos morais.
O ex-parlamentar, que já foi candidato à prefeito pelo PP em Itabuna, no Sul da Bahia, com apoio da Igreja Universal, também foi condenado à perda da função pública que ocupar na época do trânsito em julgado da sentença, à suspensão dos direitos políticos por oito anos, à proibição de contratar com o poder público por cinco anos e ao pagamento de multa civil no valor de metade do valor do dano causado (R$ 360 mil).
Além disso, o pepista perdeu ainda a benção da instituição religiosa por conta do escândalo.
Já Suelene teve pena de perda da função pública, suspensão de direitos políticos por cinco anos, pagamento de multa civil de R$15 mil e proibição de contratar com o poder público.

PP NÃO SABE PARA ONDE VAI

Se há uma sigla que anda tipo barata tonta nos bastidores políticos, ante as definições de quem vai apoiar ou não nas eleições governamentais de 2014, com certeza a que se destaca de longe é o PP do prefeito Jabes Ribeiro.
Para complicar ainda mais o meio de campo no ninho progressista, lideranças políticas do sul e extremo sul baiano se reuniram em Teixeira de Freitas e sugeriram o nome do deputado estadual Ronaldo Carletto (PP) para compor a chapa majoritária governista como vice-governador.
Presentes ao encontro 19 prefeitos, 28 ex-prefeitos, 14 vice-prefeitos, 73 vereadores, além dos deputados João Leão (PP), Janio Natal, Temóteo Brito, Luis Augusto (PP), Tom Araujo (DEM), Ronaldo Carletto (PP), o secretário de Portos, Carlos Costa, além de lideranças representativa da sociedade organizada.


debenhams
dom eduardo

lm mudancas

arquiteto













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia