WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas Neste site
ilheus brindes
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘Polícia Militar’

BEBÊ COM DIFICULDADE PARA RESPIRAR É SOCORRIDO POR PMS APÓS PEDIDO DE AJUDA DO PAI

Situação ocorreu na localidade do Largo do Luso, no bairro de Plataforma. Criança que não teve a idade divulgada estava sufocando com catarro provocado por virose. Foto: Divulgação/SSP-BA.

m bebê que estava com dificuldade para respirar foi socorrido por agentes da 14ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Lobato), na noite da sexta-feira (2), após o pai da criança pedir a ajuda dos policiais para levá-la para um hospital, no bairro de Plataforma, no subúrbio ferroviário de Salvador.

A informação foi divulgada pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) na manhã deste sábado (3). De acordo com a SSP, os agentes faziam rondas em uma localidade conhecida como Largo do Luso, quando foram acionados pelo pai do bebê, que não teve a idade divulgada.

Conforme a secretaria, no momento da abordagem, a criança já apresentava roxidão na pele. Ao constatarem a gravidade da situação, os agentes perceberam que o bebê precisava de atendimento imediato, e, ainda no local, prestaram os primeiros socorros usando técnicas de reanimação.

:: LEIA MAIS »

PRIMEIRO PM MORTO NA BAHIA ESTE ANO, SARGENTO É SEPULTADO EM ITAGIMIRIM

Corpo foi enterrado em Itagimirim, onde vítima morava. Françual Manoel Santos foi baleado durante operação na cidade de Eunápolis. Foto: Reprodução/Facebook.

O corpo do sargento da Polícia Militar, Françual Manoel Santos, de 48 anos, foi enterrado na tarde de domingo (4), na cidade de Itagimirim, onde ele morava, no extremo sul da Bahia. O PM foi baleado e morto na madrugada de sábado (3), em Eunápolis, também no sul. Ele era casado e deixa dois filhos.

Durante o sepultamento, os militares fizeram cerimônia com tiros em homenagem a Françual, que deixa esposa e dois filhos. O enterro foi acompanhado por dezenas de pessoas.

O sargento é o primeiro PM a ser morto na Bahia este ano. Françual estava na corporação há 25 anos.

:: LEIA MAIS »

MAIS DE 56 MIL SERVIDORES DA SEGURANÇA PÚBLICA DA BAHIA SERÃO BENEFICIADOS COM GANHO REMUNERATÓRIO ATÉ 2018

Governador da Bahia Rui Costa. Foto: Reprodução.

O Governo do Estado vai promover o alinhamento ao salário mínimo para as polícias Militar, Civil e Técnica, além do Corpo de Bombeiros. Com essa medida, mais de 56 mil servidores da Segurança Pública terão significativos ganhos remuneratórios já em 2017 e em 2018. A informação foi divulgada pelo governador Rui Costa durante o #PapoCorreria, transmitido ao vivo pelas redes sociais, na última terça-feira (7). 

A medida do governo vai gerar em 2018 um custo aos cofres públicos de, aproximadamente, 324 milhões ao ano. Os ganhos serão concedidos de forma escalonada: em novembro de 2017 e em novembro de 2018. Com esta reestruturação, nenhum servidor da Segurança Pública terá soldo ou vencimento básico abaixo do salário mínimo, atendendo a um pleito das categorias.

Confira o vídeo do anúncio: 

PM LANÇA OPERAÇÃO VERÃO EM 36 CIDADES DA BAHIA

pm bahiaComeça na manhã de sexta-feira (3) a Operação Verão 2014 da Polícia Militar, que oferecerá à população de todo o estado o reforço de 20 mil policiais e bombeiros.
A ação dos agentes será intensificada em praias, pontos turísticos, festas populares, museus, igrejas, parques e reservas ecológicas – um incremento de até 100% do efetivo em locais com maior fluxo de pessoas.
A Operação contempla 36 localidades baianas com vocação turística, como Ilhéus, Lençóis, Porto Seguro e Praia do Forte.
Com a presença do governador Jaques Wagner e do secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, a solenidade de lançamento acontece às 8h30, no Jardim dos Namorados, em Salvador, quando serão demonstrados os uniformes específicos da ação, viaturas e equipamentos, além da participação de representações das tropas.

DEPUTADO QUER SEPARAR BOMBEIROS E PM NA BAHIA

Por meio de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) sugerida na Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado Capitão Tadeu Fernandes (PSB) defendeu, nesta terça-feira (20), um antigo pleito dos agentes do Corpo de Bombeiros do estado, que querem a emancipação definitiva em relação à Polícia Militar, gestora das operações da corporação.
O parlamentar explicou que a união tem prejudicado a atuação de ambas as instituições, já que diminuiria a autoridade dos bombeiros e tornaria mais “pesada” a administração da PM. “A atividade dos bombeiros é defesa civil e, da PM, segurança pública. São coisas distintas. Com a subordinação, o Corpo de Bombeiros não tem poder para fiscalizar e interditar prédios perigosos, por exemplo, o que acaba prejudicando a proteção da população. Além disso, o vínculo tem gerado falta de investimento e prejudicado o desenvolvimento da corporação“, explicou.
De acordo com Tadeu, apenas três estados brasileiros ainda mantêm as duas entidades ligadas: Bahia, São Paulo e Rio Grande do Sul. “Onde o Corpo de Bombeiros se tornou independente, a polícia também saiu favorecida”, argumentou. A proposta, que precisa de 21 assinaturas para ir adiante no plenário da Casa, já conta com 35 nomes de apoio. Segundo o legislador, o projeto deve seguir para a Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Assembleia, mas ainda não há data definida para a votação.

‘GOVERNO NÃO VAI APURAR NENHUMA DENÚNCIA DE ABUSO POLICIAL’, DIZ PRISCO

BAHIA NOTÍCIAS
amigosO vereador soteropolitano Marco Prisco (PSDB), líder da greve da Polícia Militar em fevereiro de 2012, disse discordar com a truculência policial aplicada nas manifestações do Movimento Passe Livre.
Segundo o edil, o Batalhão de Choque da Polícia Militar é preparado para agir desta forma. “A Choque recebeu ordens. Os coronéis que estão à frente da tropa são truculentos e o governador sabia disso”, declarou.
Na tentativa de justificar os excessos cometidos pelos servidores, o tucano disse que o Código Penal Militar impõe obediência às determinações e pediu a desmilitarização da companhia. “O código é o último resquício da ditadura. O cidadão não sabe, mas se o policial não cumprir a ordem do superior, ele pode ter prisão de dois a quatro anos decretada. Nós, militares, queremos a desmilitarização da PM”, afirmou.
Quando questionado sobre as investigações que o Estado pode abrir para apurar os casos de violência ocorridos nos últimos protestos, Prisco foi enfático em dizer que “o governo não vai apurar nenhuma denúncia de abuso policial, nem as mais graves”. Tal posição, segundo ele, é contraditória, já que, “o governo sempre foi de militantes e agora trata a população desse jeito”. 

MPF DENUNCIA PRISCO POR CRIMES DURANTE A GREVE DA PM

Segundo o MPF, Prisco foi o maior beneficiado pelo movimento grevista.

Segundo o MPF, Prisco foi o maior beneficiado pelo movimento grevista.

O Ministério Público Federal na Bahia ofereceu denúncia no dia 9 de abril contra sete pessoas entre vereadores, soldados e cabos da Polícia Militar por diversos crimes, a maioria deles contra a segurança nacional.
Os vereadores são integrantes e ex-integrantes do quadro da PM, que, segundo o MPF, tiraram proveitos políticos com a greve do ano passado.
Foram denunciados: os vereadores de Salvador, Marco Prisco (ex-policial militar e líder do movimento) e de Jequié/BA, Gilvan Souza Santana; o cabo Jeoás Nascimento dos Santos; os soldados Josafá Ramos dos Santos e Jeane Batista de Souza; o líder da greve dos Bombeiros no Rio de Janeiro, Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos, e David Salomão dos Santos Lima, de Vitória da Conquista/BA.
A lista de crimes é grande: formação de quadrilha; roubo de veículos de transporte público; sabotagem contra instalações militares; paralisação de serviços públicos essenciais para a defesa, a segurança ou a economia do país; incitação à violência.
De acordo com o MPF/BA, os sete denunciados formaram uma quadrilha armada com o objetivo de lesar o Estado Democrático de Direito. Órgão afirma ainda que a articulação nacional que teve a greve visava nitidamente interesse político.
O MPF também acusa o líder do movimento, Marco Prisco, de usar crianças e mulheres como escudos no período em que os grevistas ocuparam o prédio da Assembléia Legislativa da Bahia.

dom eduardo

lm mudancas

arquiteto













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia