WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas Neste site
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘Paulo Atto’

SECRETÁRIO GARANTE QUE ACERVO ESTÁ PRESERVADO

acervoA prefeitura de Ilhéus se manifestou diante da denúncia de que o acervo público do município está abandonado numa casa do Centro da cidade (lembre aqui).
Segundo o secretário de cultura, Paulo Atto, todo o acervo da Biblioteca Pública Adonias Filho  e do Arquivo Público estão preservados em locais apropriados, onde permanecerão até que sejam realizados os serviços de revitalização do antigo prédio do Colégio General Osório.
Também de acordo com o titular, “semanalmente, uma equipe realiza vistorias nos locais onde está o patrimônio, para verificar qualquer pendência que exija ação mais imediata”, informa o secretário.
O Arquivo Público foi transferido para o prédio dos Comerciários, na Praça J.J. Seabra, no início do governo Jabes Ribeiro. “Pois se encontrava ainda no Colégio General Osório, em total descaso, sem condicionamento e jogado no chão, como foi bastante divulgado na época, relembra Paulo Atto”.
Segundo o secretário a expectativa é que em breve tempo seja anunciada a reforma do antigo colégio, e tanto a biblioteca quanto o arquivo, retornem para seus locais originais.

750 MIL REAIS PARA O TEATRO MUNICIPAL

teatro municipalMário Negromonte, ex-ministro das cidades e deputado federal, que teve como cabo eleitoral o prefeito Jabes Ribeiro, resolveu fazer algo por Ilhéus. Por meio de emenda, o parlamentar destinou R$ 250 mil para a obra de reforma do Teatro Municipal.
As emendas para a reforma, que dura a começar, já chegam a R$ 750 mil.
Segundo o secretário municipal de Cultura, Paulo Atto, os recursos serão investidos em diversas intervenções físicas, como a substituição das poltronas, requalificação dos camarins e dos banheiros, recuperação das vigas estruturais e da cobertura da casa das máquinas e a implementação de melhorias nos sistemas de iluminação e de ar condicionado.
A reforma do Teatro Municipal inclui a execução de obras voltadas para ajustar o espaço aos novos padrões de acessibilidade. Estão previstas também a compra de equipamentos técnicos da área cênica e a realização de serviços de limpeza, pintura e higienização geral do espaço cultural.  

JABES ESQUECEU OS SERVIDORES DA ANTIGA FUNDAÇÃO CULTURAL

fundacao culturalTransformada em secretaria pelo prefeito Jabes Ribeiro há dois meses, a Fundação Cultural de Ilhéus não deixou somente seu caráter jurídico de lado, mas também os servidores.
Funcionários da antiga fundação sequer receberam os vencimentos este ano. A troca de classificação só deixou mais profundo o buraco.
A categoria reclama do prefeito e do secretário de cultura, Paulo Atto, que não atendem, e do Sindicato dos Servidores Municipais, que dá de ombros para o problema.
Nesta quarta, o grupo de “esquecidos” se reúne para discutir medidas que garantam os pagamentos devidos. O encontro será na sede da secretaria, a partir das 13h. O Ministério Público pode entrar na jogada.

AGORA SAI A REFORMA DO GENERAL OSÓRIO?

Homens trabalhando no prédio. Foto enviado por leitor do blog.

Homens trabalhando no prédio. Foto enviado por leitor do blog.

Funcionários da prefeitura de Ilhéus trabalham desde cedo no prédio do antigo colégio General Osório, no centro da cidade. O imóvel, onde funcionou também a biblioteca municipal, está abandonado desde a gestão de Newton Lima.
Por telefone, a servidora Geni, da secretaria de cultura, confirmou a reforma do imóvel, mas não soube dar detalhes. O secretário de cultura, Paulo Atto, não está na cidade.
Na última semana (lembre aqui), o ILHÉUS 24H publicou que a justiça, atendendo pedido do Ministério Público do Estado (MP), reforçou a multa e determinou o bloqueio de bens do município para bancar a reforma do prédio.

SECULT NEGA BOICOTE A JOSÉ DELMO

José Delmo.

José Delmo.

Em contato com o ILHÉUS 24H, a secretaria de cultura de Ilhéus esclarece o imbróglio envolvendo o ator José Delmo.
Ontem (terça, 16), noticiamos que Delmo estava impedido de usar o espaço Casa de Jorge Amado para contar suas histórias. O ator acusa o secretário de cultura, Paulo Atto, de boicotar seu trabalho de anos.
Na nota enviada, a secretaria esclarece que “não está boicotando o ator José Delmo e que o mesmo não possui nenhum vínculo formal com a entidade. Ao contrário, o ator teve licença para atuar durante os meses de janeiro a março, executando seu trabalho de “contador de histórias” no Auditório Sosígenes  Costa, bem como no período do Aleluia Ilhéus Festival”.
Na nota, o órgão alega que o auditório utilizado por Delmo possui uma agenda com outros eventos e ele foi informado em janeiro deste ano que haveria a interrupção.
Nesta quarta (17), o ator, depressivo, declarou que pensava em se matar. Nada custa à secretaria disponibilizar outros espaço para as atividades de Delmo.
Clique no leia mais e confira o esclarecimento na íntegra.

:: LEIA MAIS »

IMPEDIDO DE TRABALHAR, ATOR JOSÉ DELMO PENSA EM SE MATAR

José Delmo (1)Ontem noticiamos com exclusividade a informação de que o ator José Delmo (LEIA AQUI), tinha sido impedido de fazer suas encenações, na parte interna da Casa de Jorge Amado, em Ilhéus.
A ordem partiu do secretário municipal de Cultura, o Sr. Paulo Atto.
Delmo é um dos ícones do teatro na região. Com seu elogiadíssimo monólogo “O Contador de Histórias Grapiúna”, ele retrata com brilhantismo o clima e os sentimentos que norteavam a chamada civilização do cacau. Foi um dos fundadores do Grupo de Artes Macuco, de Buerarema, e virou atração turística trajado de coronel do cacau, apresentando geniais esquetes no centro histórico da cidade.
Triste com a situação e visivelmente depressivo, o ator, devido a situação, confessou que pensa em ceifar a própria vida, tamanha humilhação e constrangimento que vem sendo obrigado a passar.
Uma prova de que o secretário Paulo Atto é um estranho no ninho, visto que, trata com desdém as legítimas manifestações culturais da nossa cidade.
O ILHÉUS 24H repudia por completo a atitude do secretário de Cultura. 

SECRETÁRIO DE CULTURA BOICOTA JOSÉ DELMO

José Delmo sente falta do trabalho.

Expulso, José Delmo sente falta do trabalho.

Contador de histórias há anos, o ator e poeta José Delmo revelou ao ILHÉUS 24H que foi proibido de continuar seu trabalho dentro da Casa de Jorge Amado, no centro histórico da cidade.
A ordem para impedi-lo de usar o espaço e interagir com os turistas teria partido do secretário de cultura de Ilhéus, Paulo Atto.
O ator foi, ao lado de Ramon Vane, o idealizador do Grupo de Arte Macuco, nos anos 80. O projeto sagrou-se como um dos mais importantes movimentos de arte e cultura do sul da Bahia.
Triste, Delmo reclama que, além de fazer falta no bolso, a proibição tem lhe tirado o sono. O ofício faz falta no dia-a-dia.
Este blog não conseguiu contato com Atto, mas o espaço está aberto.

cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia