WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas Neste site
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘Ministério da Educação’

CURSO DE MEDICINA PODE SER AUTORIZADO EM PORTO SEGURO

Porto Seguro recebeu a visita técnica dos médicos e representantes do MEC (Ministério da Educação), Dr. Geraldo Cunha Cury e Dr. José Welington Alves, para conhecer de perto a relação dos serviços cadastrados no sistema como parte integrante do processo de seleção para o curso de Medicina que deverá ser instalado no município.

Durante os dias 9 e 11/1, eles estiveram acompanhados das secretarias municipais de Educação, Cláudia Mello, e Saúde, Edna Alves, em visitas técnicas ao Pronto Atendimento de Trancoso, UPA Frei Calixto, Policlínica Municipal e Hospital Luís Eduardo Magalhães, sendo este um dos pontos mais importantes para o curso.

O prefeito em exercício, Beto Nascimento, também recebeu os representantes e se colocou à disposição para o que for necessário. “Porto Seguro ter um curso de medicina representa um grande avanço para o município e toda região, por isso, estamos muito felizes por recebê-los aqui”, afirmou.

:: LEIA MAIS »

PRAZO DE ADITAMENTO DE CONTRATOS DO FIES DO 2º SEMESTRE TERMINA NESTA SEGUNDA-FEIRA (20)

O Ministério da Educação prorrogou para o dia 20 de novembro o prazo para aditamento de renovação semestral dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) firmados no segundo semestre de 2017. A data foi publicada em portaria do Diário Oficial da União da última segunda-feira (16).

A medida vale para os contratos simplificados e não simplificados. O aditamento deve ser feito por meio do SisFies disponível no site do MEC e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, nos endereços www.mec.gov.br e www.fnde.gov.br.

MEC DIVULGA RESULTADO DE PRIMEIRA CHAMADA DO PROUNI

prouni
Os estudantes que se inscreveram no Programa Universidade Para Todos (ProUni) já podem conferir o resultado da primeira chamada pelo site do Ministério da Educação, pelo número 0800 616161 ou nas instituições participantes.
Se aprovado, o candidato deverá comparecer à instituição onde se candidatou com a documentação necessária para a comprovação das informações prestadas na ficha de inscrição até o dia 24 de janeiro. Os candidatos que não conseguirem apresentar a documentação exigida ou perderem o prazo serão reprovados.
Aqueles que não tiverem o nome na lista de aprovados em primeira chamada terão oportunidade na segunda chamada, que será divulgada no dia 3 de fevereiro. Para eles, o prazo de comprovação das informações prestadas na ficha de inscrição será até 6 de fevereiro.
Os candidatos que não tiverem sido aprovados em nenhuma das duas chamadas poderão manifestar interesse em aguardar por uma vaga na lista de espera nos dias 13 e 14 de fevereiro. As bolsas remanescentes serão distribuídas para esses candidatos conforme as notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Caso seja chamado na lista de espera, o candidato terá os dias 19 e 20 de fevereiro para comparecer à instituição com a comprovação dos dados da ficha de inscrição.
A documentação necessária para a comprovação das informações está descrita no site do MEC e inclui, além dos documentos de identificação pessoal como carteira de identidade e comprovante de reservista, comprovantes de rendimento e residência, comprovante de conclusão do ensino médio, de pagamento de pensão alimentícia e de deficiência, se for o caso. Professores deverão comprovar que exercem o magistério na educação básica e que são do quadro permanente de escola pública.
Podem se candidatar a uma bolsa integral ou parcial no ProUni os professores de ensino fundamental público que queiram cursar licenciatura, ex-estudantes de escola pública ou de escola particular que tenham utilizado bolsa integral e estudantes com deficiência.
Eles precisam comprovar renda bruta familiar de até um salário mínimo e meio por pessoa, para quem quiser bolsa integral, de até três salários mínimos por pessoa em caso de disputa por bolsa parcial de 50%. É necessário ainda ter participado do Enem e ter alcançado nota mínima de 450 pontos, além de não ter tirado zero na prova de redação.

INEP PUBLICA EDITAL SOBRE APLICAÇÃO DO REVALIDA A ESTUDANTES BRASILEIROS

G1
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou no Diário Oficial desta segunda-feira (15) o edital que detalha como será a aplicação do pré-teste do Revalida, exame de revalidação de diplomas de medicina estrangeiros, a estudantes brasileiros, conforme antecipado na última semana.
A prova vai ser aplicada no dia 25 de agosto. Segundo o Inep, a amostra de participantes brasileiros envolve 32 cursos e 3.745 concluintes do curso de medicina, representando todas as regiões do país. Desse total, 17 cursos são de instituições de ensino superiores privadas e 15 públicas – os nomes das instituições serão divulgados futuramente, de acordo com o Inep.
Segundo o edital, os estudantes que participarão do exame são parte de uma amostra elaborada pelo Inep e pela Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (SESu/MEC) além de instituições que, em 2013, utilizarão o pré-teste como instrumento de avaliação em seus processos de revalidação de diplomas médicos. Todas elas aceitaram espontaneamente participar do estudo, informa o Inep.
O texto publicado no DO informa que a aplicação das provas tem por “finalidade exclusiva subsidiar análises sobre a avaliação aplicada na primeira etapa do Revalida, e com ele não se confunde, tendo em vista sua adequação às Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de medicina”. Ou seja, o objetivo é testar em estudantes brasileiros a prova aplicada àqueles que estudaram no exterior.
O edital detalha o processo de inscrição: os coordenadores das instituições participantes irão cadastrar os alunos que poderão prestar o pré-teste. Em seguida, cada estudante tem de confirmar junto ao Inep, pela internet, se fará de fato a prova.

MEC APLICARÁ TESTES PARA MÉDICOS DE FORA EM ESTUDANTES DO BRASIL

revalidaO Ministério da Educação (MEC) vai aplicar o Exame Nacional de Diplomas Médicos (Revalida) para os estudantes dos cursos de Medicina do Brasil. A informação foi confirmada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, nesta sexta-feira, 12.
A prova – obrigatória para os médicos formados no exterior que querem atuar no País – será aplicada como um pré-teste para alunos do sexto ano ainda em 2013. A ideia é verificar se o exame está de acordo com a matriz curricular das faculdades brasileiras.
Criado em 2011, o Revalida teve índices de 90% e 91% de reprovação nos dois últimos anos. Segundo informou a assessoria de imprensa do Inep, a medida não tem o objetivo de avaliar a qualidade dos futuros profissionais brasileiros.
Ainda não há informações sobre quantos alunos (e de quais universidades) serão submetidos ao teste. A novidade foi divulgada quatro dias depois de o governo federal anunciar o programa “Mais Médicos”, com uma série de medidas para atender a demanda por profissionais da área no Sistema Único de Saúde (SUS).
Entre elas, a decisão de aumentar de seis para oito anos o tempo de duração dos cursos de Medicina no Brasil e a importação de médicos estrangeiros para atuação em cidades do interior e da periferia, possivelmente sem a exigência de revalidação dos diplomas.
Principais alvos do governo, os médicos formados em Portugal e Espanha têm bom desempenho no Revalida. Na prova de 2012, 37% dos diplomas portugueses obtiveram a revalidação – o país é o primeiro no ranking de aprovações. Em seguida, conseguiram mais aprovações os formados na Venezuela (26%), Argentina (20%) e Espanha (19%).
Em relação à nacionalidade dos candidatos, os venezuelanos, cubanos e argentinos têm as melhores classificações, com 27%, 25% e 20% de aprovação em 2012, respectivamente.
Os médicos brasileiros formados no exterior ficaram em 6º lugar, com apenas 42 dos 560 inscritos aprovados no Revalida no último ano – um índice de 7%. $Revalida$ O Revalida é anual e composto por duas etapas, ambas eliminatórias.
Primeiro o candidato é submetido a uma prova teórica e, posteriormente, uma avaliação prática das habilidades clínicas do profissional. Os candidatos reprovados podem se inscrever nos anos seguintes, sem número limite de tentativas.
De acordo com informações do Inep, os exames são orientados por uma matriz de correspondência curricular, que estabelece a avaliação de cinco grande áreas da atividade médica: cirurgia, medicina da família e comunidade, pediatria, ginecologia-obstetrícia e clínica médica.

ESTUDANTES TÊM ATÉ HOJE PARA SE INSCREVER NO PROUNI

O prazo para inscrições no Programa Universidade para Todos (ProUni) termina hoje (27) às 23h59. As inscrições devem ser feitas no site do programa. Inicialmente, o prazo final era o dia 25, mas o Ministério da Educação prorrogou a data. O ProUni oferece bolsas em instituições particulares de ensino superior.
Pode se inscrever o estudante que tenha feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas. O candidato não pode ter zerado a redação e deve ter cursado todo o ensino médio na rede pública ou ter tido bolsa integral em escola particular.
Com o adiamento da data para inscrições, o calendário do ProUni foi modificado. O processo terá duas chamadas. O resultado da primeira será divulgado no dia 30, e não mais no dia 28, pela internet. Do dia 1º de julho ao dia 8, o estudante pré-selecionado deverá comparecer à instituição de ensino para comprovar as informações prestadas no momento da inscrição, providenciar a matrícula e, se for o caso, participar de seleção própria da escola.
:: LEIA MAIS »

PRAZO PARA INSCRIÇÕES NO PROUNI TERMINA NESTA TERÇA-FEIRA

Termina nessa terça-feira (25) o prazo para as inscrições no Programa Universidade para Todos (ProUni). O programa é destinado aos estudantes que querem concorrer a bolsa de estudos em instituições particulares de educação superior. As inscrições devem ser feitas no site do ProUni até as 23h59.
O estudante que não tem o diploma de conclusão do curso superior também pode se inscrever no ProUni. É preciso, no entanto, que ele tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas. O candidato não pode ter zerado a redação e deve ter cursado todo o ensino médio na rede pública ou conseguido bolsa integral em escola particular.
O último balanço divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) registrou, até as 8h30 de hoje (24), 192 mil candidatos inscritos e 369 mil inscrições. Cada estudante pode fazer até duas opções de curso. Segundo o MEC, serão 90.010 bolsas no segundo semestre de 2013, entre bolsas integrais e parciais.
As bolsas integrais do ProUni são para os estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais são destinadas aos candidatos com renda bruta familiar de até três salários mínimos, por pessoa.
O processo terá duas chamadas. O resultado da primeira será divulgado no dia 28, pela internet. Desse dia até 5 de julho, o estudante pré-selecionado deverá comparecer à instituição de ensino para comprovar as informações prestadas no momento da inscrição, providenciar a matrícula e, se for o caso, participar de seleção própria da instituição.
O resultado da segunda chamada está previsto para 13 de julho. O estudante terá de 15 a 19 de julho para comprovar as informações e providenciar a matrícula.
Os candidatos não selecionados nessas etapas podem aderir à lista de espera do dia 26 a 29 de julho. Eles começarão a ser convocados a partir do dia 2 de agosto.

MAIS DE SEIS MILHÕES INSCRITOS NO ENEM

No último dia de inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013, o número de candidatos chegou a 6.342.250 no fim da manhã de hoje (27). O total de inscritos já é maior que o do ano passado, com 5.971.290 candidatos, e superou também a expectativa inicial do Ministério da Educação para essa edição, que era de aproximadamente 6,1 milhões de inscritos.
As inscrições para o Enem terminam às 23h59 de hoje e podem ser feitas pelo site do exame. As inscrições devem ser pagas até a próxima quarta-feira (29) e a confirmação só ocorre após o pagamento. As provas serão aplicadas nos dias 26 e 27 de outubro em todos os estados e no Distrito Federal.
A nota no exame pode ser usada para classificação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferecevagas em instituições públicas de educação superior e também para concorrer a vagas em instituições privadas de ensino, por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni). Uma boa avaliação no Enem é também requisito para conseguir bolsa no Programa Ciência sem Fronteiras e para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).
Os estudantes maiores de 18 anos que ainda não obtiveram a certificação do ensino médio podem fazê-la por meio do Enem. Eles devem pedir, no ato da inscrição, que o resultado do exame seja usado para a certificação.


primark
dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia