WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
faculdade de ilheus
ilheus brindes
abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

:: ‘mendigos’

PRAIA BADALADA DE FLORIANÓPOLIS FAZ PROTESTO “ANTIMENDIGO”

FOLHA
Moradores fazem protesto por mais segurança e contra mendigos na praia.

Moradores fazem protesto por mais segurança e contra mendigos na praia.

“Não precisamos de mendigos: Fora!”, dizia um cartaz carregado por um grupo de pessoas em uma avenida da badalada praia de Canasvieiras, em Florianópolis.
Poucos metros à frente, no meio da passeata, outra mensagem: “Balneário Camboriú, para de jogar mendigos na nossa praia (que vergonha)”.
Munidos de faixas, cartazes, alto-falantes e carro de som, moradores iniciaram uma campanha pela saída de moradores de rua da região.
A cena foi flagrada no último dia 26. Desde então, outro protesto foi realizado, e um terceiro está marcado para o próximo dia 11.
Segundo os moradores, o número de sem-teto cresceu nos últimos meses. “Aqui virou o Éden deles”, afirma o presidente do conselho de segurança do bairro, Carlos Hennrichs, 67.
O aumento é maior no início da temporada de verão, diz a empresária Luciana da Silva, 31, que organizou o protesto. “Estamos tentando limpar a praia para a chegada do turista. Isso está queimando nossa imagem”, reclama.
Ela diz que a chegada de “mendigos de fora” trouxe risco à segurança, como furtos e outros crimes. Há um mês, um morador de rua morreu em uma briga no bairro.
“Todo dia tem um bando diferente. As pessoas têm medo de andar na rua, são abordadas, ameaçadas”, afirma.
Os protestos, porém, não são um consenso na praia.
“Eles não têm albergue, não têm onde tomar banho, e o pessoal só sabe criticar. Essa praia é só para quem tem dinheiro? E o pobre, vai morar onde?”, rebate a cabeleireira Rosângela Chaves, 54.
Sentado com dois amigos próximo à praia, o catarinense Cleber Zanini, 25, diz que mora na rua “por não ter opção”. “Se tivesse um albergue [para ir], seria maravilhoso.”
Após os protestos, a Prefeitura de Florianópolis diz que intensificou a abordagem de assistentes sociais nas ruas e que investigou denúncias sobre possível ação de outras prefeituras transferindo mendigos, mas afirma que as suspeitas não procedem.
O secretário de Assistência Social, Alessandro Abreu, negou aumento de moradores de rua em Canasvieiras e descartou a participação dessas pessoas em crimes.

VEREADOR DIZ QUE MENDIGOS DEVERIAM VIRAR RAÇÃO PRA PEIXE

CORREIO
Um projeto de lei que proíbe voto a moradores de rua fez um vereador da cidade de Piraí, no Rio de Janeiro, virar alvo de críticas no Youtube. Em sessão ordinária da Câmara Municipal da Cidade, Paulo Carvalho de Oliveira, o Russo (PT do B), declarou que os moradores de rua deveriam virar comida de peixe.
“Mendigo não tem que votar. Mendigo não faz nada. Ele não tem que tomar atitude nenhuma. Aliás, acho que deveria até virar ração para peixe. Eu não dou nada para mendigo. Não adianta me pedir que eu não dou. Se quiser, vai trabalhar”, afirmou o vereador em defesa do projeto.
O vídeo foi postado no Youtube na última sexta-feira (25) e moradores de Piraí já se organizam para realizar um protesto contra Paulo Carvalho. O presidente da Câmara de Piraí, Wilden Vieira da Silva, o Prico (PSD), afirmou que deve tomar medidas em relação a Russo quanto ao caso.
Em entrevista ao jornal Extra, o prefeito Luiz Antônio da Silva Neves (PSB) reprovou as declarações: “Achei lamentável, porque trata-se de uma questão que deveria ser sensível a todos nós. Não é admissível uma declaração dessas de um representante político. Espero que ele se retrate”.
Veja a declaração a partir de 1:32:

 

VEREADOR LUKAS PAIVA PROPÕE SESSÃO PARA DISCUTIR SITUAÇÃO DOS MENDIGOS

Lukas.

Lukas.

Discutir a situação dos mendigos e moradores de rua que vivem em Ilhéus e buscar políticas públicas para atender a essas pessoas. Esse é o objetivo principal da sessão especial proposta pelo vereador Lukas Paiva (PMN), que acontecerá no dia 03 de dezembro na Câmara Municipal e vai contar com a participação de representantes de órgãos e entidades ligadas as áreas da assistência social, direitos humanos, saúde, educação e segurança, além de associações e clubes de serviços.
A iniciativa de propor a sessão especial, segundo Lukas Paiva, surgiu após observar o grande número de mendigos em Ilhéus perambulando pelas ruas, dormindo em marquises, sem que haja por parte da Prefeitura nenhuma política de assistência e amparo a esses cidadãos. “Precisamos colocar esse assunto em pauta, buscar as políticas sociais e cobrar de quem é de direito essas ações voltadas para a assistência social”, justificou o vereador.
Lukas Paiva lembrou ainda que a moradia, a saúde e a educação são direitos humanos fundamentais, mas o que se vê em Ilhéus é um número expressivo de pessoas que vive em condições absurdas, morando nas ruas e pedindo esmolas.
“Esses cidadãos que vivem nas ruas precisam de um olhar especial, de  uma atenção maior do poder público. Faltam programas do governo municipal, falta fiscalização da entrada dessas pessoas na cidade e falta alojamento.  Discutir essa questão dos moradores de rua é uma forma de buscarmos juntos amenizar essa situação”, concluiu Lukas Paiva


wedding dresses
debenhams
dom eduardo

arquiteto











WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia