WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘Marina’

IBOPE: DILMA ABRE 8 PONTOS SOBRE MARINA

Dilma retoma a dianteira.

Dilma retoma a dianteira.

Pesquisa Ibope de intenção de voto para presidente da República divulgada nesta sexta-feira (12) mostra Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, com 39% das intenções de voto e Marina Silva (PSB) com 31%. Aécio Neves (PSDB) aparece com 15%. Os demais candidatos somados acumulam 2%. Brancos e nulos somam 8% e indecisos, 5%.

De acordo com o levantamento, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em um eventual segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a ex-senadora teria 43% e a atual presidente, 42%. No segundo turno, brancos e nulos são 10% e indecisos, 5%.

A edição da pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira foi realizada entre os últimos dias 5 e 8, antes portanto da pesquisa Datafolha divulgada na última quarta (10) e realizada entre os dia 8 e 9. O levantamento do Ibope foi divulgado somente nesta sexta por opção do contratante, a CNI.

Na pesquisa anterior do Ibope, do último dia 3, Dilma tinha 37%, Marina, 33%, e Aécio, 15%. O percentual de indecisos era de 5% no último levantamento e o dos que disseram que votarão nulo ou em branco era de 7%.

COORDENADOR LGBT DEIXA A CAMPANHA DE MARINA

REVISTA FÓRUM

marinaLuciano Freitas, coordenador do núcleo LGBT da campanha de Marina Silva (PSB), deixou o cargo. A decisão veio após a candidata recuar em seu programa de governo sobre direitos dos gays, quando sofreu pressão, via Twitter, do pastor Silas Malafaia.

Em entrevista ao jornal O Globo, Freitas não escondeu a decepção com as mudanças no trecho do programa de governo. “O que redigimos foi exatamente o que saiu. Esperávamos que tivesse cortes. Ficamos surpresos com o que foi publicado.”

Apesar da sequência de fatos, Freitas nega que tenha saído por conta do recuo de Marina. “Eu já estava decidido a sair porque estava sem tempo e depois desses contratempos”. O coordenador do núcleo LGBT atuará, agora, na campanha de Paulo Câmara ao governo do estado de Pernambuco.

Coordenador geral da campanha de Marina, Walter Feldman não contemporizou e demonstrou incômodo com a decisão. “Ninguém é obrigado a apoiar, ninguém é obrigado a ficar. Aquilo que foi reformado expressa exatamente a opinião da candidata e dos coordenadores do programa de governo.”

BEBETO GALVÃO APOSTA EM VITÓRIA DE MARINA APÓS DEBATE NA TV

Bebeto e Marina.

Bebeto e Marina.

A posição política da presidenciável Marina Silva (PSB) tem deixado socialistas de todo país mais do que animados. Primeiro por conta do resultado da pesquisa Ibope, que aponta vitória da candidata no segundo turno das eleições. Além disso, logo na sequência do resultado positivo da pesquisa, os correligionários consideram que Marina teve uma atuação “irretocável” no primeiro debate presidencial da Band na noite desta terça-feira (26).

Na Bahia, o dirigente estadual do PSB e um dos principais candidatos do partido para deputado federal, Bebeto Galvão, considera que os resultados divulgados pela pesquisa, que aponta destaque ascendente para Marina, foram evidenciados na prática durante o debate entre os candidatos na televisão. “Combinando seriedade e serenidade para da debater o país, ela teve a atuação de maior destaque no encontro, mostrando que está de fato apta a discutir as questões do Brasil real, pois pretende construir através do diálogo permanente com a sociedade”, declara.

Bebeto avalia ainda que Marina Silva tem todas as condições para concluir o primeiro turno das eleições em primeiro lugar. “Não apenas chegaremos ao segundo turno, mas chegaremos lá na ‘pole position’. Agora chegaremos nessa condição sem aquela arrogância que pode ser ilustrada com a Seleção Brasileira que achou que ganharia o jogo antecipadamente. A pesquisa é importante, mas a eleição só se define no dia 05 de outubro”, finaliza Bebeto Galvão.

JEAN WYLLYS: “MARINA É REFÉM DA COVARDIA”

DO BRASIL 247
Jean e Marina.

Jean e Marina.

As declarações da ex-ministra Marina Silva sobre o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, renderam polêmica ontem na imprensa e nas redes sociais (leia mais).
Líder da causa LGBT, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) foi um dos que protestaram contra a defesa de Marina, que afirmou, no Recife, que Feliciano era criticado por ser evangélico, e não por suas declarações.
Com atitudes racistas e homofóbicas, o parlamentar do PSC e pastor evangélico da Assembleia de Deus foi alvo de protestos por vários dias seguidos quando assumiu o comando do colegiado.
Segundo Marina Silva, porém, “hoje, se tenta eliminar o preconceito contra gays substituindo por um preconceito contra religiosos”.
Pelo Twitter, Jean Wyllys afirmou que faltou à ex-senadora criticá-lo por seu comportamento racista e homofóbico, que ela está em cima do muro sobre diversos assuntos e em busca de um eleitorado conservador, assim como está a presidente Dilma.

cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia