WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Marcel Leal’

MAGAL CONTESTA AS “100 NOMEAÇÕES”

Vereador fala em perseguição por parte do jornal chefiado por Marcel Leal.

Vereador fala em perseguição por parte do prefeito.

Em contato com este blog, o vereador Fábio Magal (PSC) contestou nota publicada na coluna Malha Fina, do A Região, que afirma ter o vereador indicado mais de 100 cargos no governo Jabes.
Segundo Magal, foram apenas cinco indicações e há como provar. O vereador considerou a nota como uma forma de perseguição ao seu mandato por parte do prefeito. Magal rompeu com o governo na última semana e agora tem mandato independente.

MAGAL TEM 100 CARGOS NO GOVERNO

Magal e os cargos.

Magal e os cargos.

A afirmação acima é da coluna Malha Fina, do jornal A Região, publicada no último fim de semana. Apesar de o vereador ter afirmado no plenário da câmara, na última terça (6), que indicou apenas cinco cargos no governo Jabes, a publicação, chefiada por Marcel Leal, contesta.
“O vereador ilheense Fábio Magal é mais esperto que a esperteza. Fez barulho para dizer que estava devolvendo 11 cargos na prefeitura para romper com Jabes. Mas tem quase 100 cargos e não 11. É rompimento de mentirinha?”, pergunta a nota.
No discurso que oficializou a entrega dos cargos e o rompimento com o prefeito, Magal citou os postos ocupados por pessoas de sua indicação: administradores do Hernani Sá, Vila Juerana, Santa Maria e dois postos no Projovem e Peti (secretaria de assistência social).
Com a palavra, o vereador.

JORNALISTA DEFENDE AÇÃO DA POLÍCIA CONTRA MANIFESTANTES

Marcel publicou na rede por volta das 11h de hoje.

Marcel publicou na rede por volta das 11h de hoje.

Pelo twitter, o jornalista itabunense Marcel Leal, editor geral do jornal A Região, criticou os protestos de estudantes contra o aumento das tarifas de ônibus pelo Brasil. Na rede de microblog, nesta manhã, Marcel argumentou que a ordem não pode ser perturbada por “minoria que usa passagem como pretexto para baderna”.
Na noite de ontem (quinta, 13), cerca de 250 pessoas que participavam dos protestos em São Paulo foram presas por policiais militares, inclusive jornalistas.
Sites noticiaram que a violência foi iniciada pela tropa de choque.
Também no twitter, a jornalista Rita Lisauskas mostra uma visão diferente:
Rita é da Band, uma das poucas emissoras que mostrou, de fato, a truculência policial durante o protesto.

Rita é da Band, talvez a única emissora a mostrar a truculência policial durante o protesto.

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia