WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘livraria’

LIVRARIA SUPOSTAMENTE LIGADA A VEREADOR VENDE À PREFEITURA DE ILHÉUS

Gilmar Sodré, o Liquinha. Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

Gilmar Sodré. Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

O vereador Gilmar Sodré parece não ter perdido o costume de usar uma livraria à qual é supostamente ligado para vender à prefeitura de Ilhéus.
No governo de Newton Lima, quando não tinha mandato, Sodré era acusado de usar a empresa para fornecer grandes quantidades de cestas básicas ao município. Os fardos de alimentos seriam entregues à população carente.
Com o governo de Jabes Ribeiro, que pregou a austeridade da máquina pública no início da gestão, o quadro parece mudar pouco.
Agora, ao invés de fornecer alimentos, o vereador ataca vendendo R$ 410 mil em material de escritório ao município.
A empresa da qual supostamente é acionário, a GR Sodré Comercial Ltda, ou simplesmente Livraria Gabriela, ganhou licitação da prefeitura para fornecer, por um ano, material do tipo à secretaria de saúde.
Além da razão social, outras evidências ligam o vereador à empresa. Em sua declaração à justiça eleitoral no ano passado, o vereador confirmou que o prédio onde funciona a livraria lhe pertence.
Declaração feita pelo então candidato. Além de confirmar posse do prédio, a ficha no TRE confirma a ocupação de Gilmar: "empresário". Clique para ampliar.

Declaração feita pelo então candidato. Além de confirmar posse do prédio, a ficha no TRE confirma a ocupação de Gilmar: “empresário”. Clique para ampliar.

Em 2012, o vereador usou a livraria para bancar uma festa de carnaval na zona norte da cidade e não economizou nos releases, afinal, era ano de eleição.
A Lei Orgânica do Município, na Seção III, Artigo 35, alínea “a”, deixa claro que o vereador não pode firmar contrato com órgãos públicos.
Mais além, a seção II, alínea “a” do mesmo artigo, diz que os vereadores não podem “ser proprietários, controladores ou diretores de empresa que goze de favor, decorrente de contrato com pessoa jurídica de direito público municipal ou nela exerça função remunerada”.
Em seguida, no Artigo 36, a Lei Orgânica do Município prevê a perda de mandato para o parlamentar que infringir quaisquer das determinações do artigo anterior.
Mudança de lado
No pleito de 2012, Gilmar Sodré concorreu à câmara pelo PMN, partido que apoiou oficialmente a candidata derrotada Carmelita Ângela, do PT.
No início deste ano, Gilmar, devidamente eleito, aderiu ao bloco de sustentação ao prefeito Jabes Ribeiro, sem apresentar qualquer motivação plausível, a não ser as possíveis benesses do poder. 

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia