WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

:: ‘Jabes’

JABES MONTA PALANQUE PRA OPOSIÇÃO

O PP, legenda do prefeito Jabes Ribeiro, foi agraciada pelo governador Jaques Wagner com a vice na chapa que vai disputar o comando da Bahia para os próximos 4 anos. O indicado pelo partido é João Leão, como suplente do candidato do PT, Rui Costa. Dessa história todos já sabem.
Mas o fato novo é que, aqui pelas bandas de Ilhéus, Jabes e o secretário de turismo do município, Alcides Kruschewsky, montam um belo palanque para a senadora Lídide da Mata, pré-candidata a governadora.
Ela é filiada ao PSB, que até meses atrás era do grupo de apoio ao governo Wagner, mas se rebelou puxada pela velha onda de renovação política que tem à frente o presidenciável Eduardo Campos, também do PSB.
Alcides, com o aval de Jabes, trará candidata da oposição à cidade.

Alcides, com o aval de Jabes, trará candidata da oposição à cidade.

Rival do PT e PP nas eleições deste ano, Lídice é uma das convidadas de honra para o Festival Aleluia Ilhéus, que começa no próximo dia 17. O convite à senadora foi confirmado por Alcides, que afirmou, no facebook, ter o convite o aval de Jabes.

JABES ANULA A SELEÇÃO DA SAÚDE

Saiu no diário oficial da prefeitura de Ilhéus desta quarta (02) portaria assinada pelo secretário de administração, Ricardo Machado, que anula a seleção simplificada para a secretaria da saJabes-JBOúde.
Na portaria, o município afirma que segue determinação judicial para informar aos aprovados no certame que eles não serão convocados.
A seleção foi aberta no fim do ano passado para preencher 300 vagas na saúde e anulada pela justiça há uma semana, atendendo pedido do Ministério Público do Trabalho, que enxergou a possibilidade de fraude.
Antes da ação ser solicitada pelo MPT, indícios de favorecimento a pessoas que apoiam o prefeito surgiram quando uma ilheense pediu ajuda ao vereador Roque do Sesp para ser aprovada no certame. O “help” da senhora foi feito em pleno facebook, para todos verem, lembre aqui.
Em nota distribuída à imprensa nesta quarta, Jabes afirma que a decisão judicial prejudica o atendimento à população carente da cidade, que necessita da atenção básica da área de saúde.

INTEGRANTE DO REÚNE ILHÉUS É ESFAQUEADO NA SAÍDA DE EVENTO COM JABES

Igor na clínica, após ser atendido.

Igor na clínica, após ser atendido. Foto: Blog Rumas.

Membros do coletivo Reúne Ilhéus aguardavam a saída do prefeito Jabes Ribeiro na porta da câmara, neste sábado (29), quando uma confusão foi armada.
Igor Carmo foi a vítima de Fábio Barreto

Igor Carmo foi a vítima de Fábio Barreto

Ao sair do prédio, onde acontecia um evento do Partido Progressista, os integrantes do Reúne tentaram conversar com Jabes e o teriam cercado.
Neste momento, Fábio Barreto, arrumador oficial de confusão e acusado de estupro há dois anos, teria esfaqueado um dos manifestantes, identificado até como Igor Carmo.
O golpe acertou a coluna do rapaz, que foi levado à clínica COCI, no Malhado, e passa bem.
SEGURANÇA DE JABES
Segundo o próprio Igor, em entrevista ao site O Defensor, Fábio Barreto atuava, no momento do golpe, como segurança do prefeito Jabes Ribeiro. JR, nas palavras da vítima, facilitou a fuga do acusado, que teria saído do local no veículo em que estava o gestor.
O espaço está aberto para esclarecimentos.

VEJA VÍDEO DE CONFRONTO ENTRE PM E “BLACK BLOCS” EM ILHÉUS

Flagrante de Maurício Maron.

Flagrante de Maurício Maron.

A confusão começou dentro do auditório da Justiça Federal, localizado no Centro da cidade, durante a audiência de apresentação do resultado da auditoria realizada no sistema de transporte do município (veja mais aqui).
O rapaz, identificado como Caio, de 18 anos, agrediu verbalmente e fez gestos obscenos para o prefeito Jabes Ribeiro. Ainda dentro do auditório, o policial militar identificado como Geraldo tentou agredir o manifestante.
Diante da confusão, a audiência foi encerrada. Na saída, um grupo vestido com roupas pretas, lenços e máscaras (lembra os manifestantes adeptos da estratégia black bloc) fechou parte do trânsito no Centro e, novamente, Caio teria depredado um ônibus em movimento.
A ação de vandalismo teria motivado o PM Geraldo a arrastar e imobilizar o rapaz pelo pescoço. Ele foi levado ao estacionamento da justiça federal e encaminhado à delegacia, como mostra o vídeo abaixo.
Caio é neto de uma funcionária de carreira do município, que trabalha diretamente com o prefeito, em seu gabinete. Segundo pessoas próximas ao rapaz, ele ingeriu bebida alcoólica antes da audiência.
A ação do PM levou a um rápido confronto entre manifestantes e homens da tropa de choque, que disparam pelo menos 3 tiros de balas de borracha.
Confira abaixo o vídeo com todos os momentos da confusão.

JABES COMPLETA 62 ANOS! O QUE VOCÊ DARIA DE PRESENTE AO PREFEITO?

Feliz aniversário!

Feliz aniversário!

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, adentra à boa idade. Nesta sexta, 14 de março, JR completa 62 anos. Este blog, munido das melhores intenções, quer saber do nobre leitor qual presente você daria ao gestor nesta data.
A seção de comentários está aberta, mas lembre-se que comentários ofensivos, palavrões e xingamentos não serão aceitos. 

CÂMARA IMPÕE DERROTA A JABES

Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

A câmara de vereadores de Ilhéus, pela primeira vez nesta legislatura, impôs ao prefeito Jabes Ribeiro uma derrota em votação importante. Aconteceu ontem (quarta, 12), em sessão que discutiu e votou os vetos feitos por JR no orçamento municipal para 2014.
Dos 19 vereadores, apenas 10 compareceram ao plenário para a votação e foram unânimes em derrubar o veto do prefeito às emendas apresentadas por eles mesmos.
Com isso, todas as indicações feitas pelos vereadores, como pequenas obras, deverão ser incluídas no orçamento e, quem sabe, executadas pelo gestor. 
A derrota de JR expõe uma base aliada que começa a perceber o balaio de gato em que se meteu. Tem por obrigação blindar a gestão e defendê-la, mas não tem visto muitas vantagens nessas empreitadas. O governo é mal avaliado pelo ilheense e não consegue tocar ações básicas que garantem o eleitorado do vereador. Além disso, faltam afagos diretos aos vereadores aliados, como cargos importantes em secretarias. 

VEREADOR ENDOSSA PEDIDO DE CASSAÇÃO DE JABES

Alisson e o documento. Clique para ampliar.

Alisson e o documento. Clique para ampliar.

O vereador Alisson Mendonça (PT) usou a tribuna da câmara, na tarde desta quarta (19), para argumentar sobre o pedido de cassação do prefeito Jabes Ribeiro, apresentado à mesa diretora da casa ao fim do discurso.
Segundo o parlamentar, apesar da ironia e aparente tranquilidade do gestor, transmitida em entrevista ao Blog do Gusmão, a situação requer muita atenção dos agentes políticos e da população.
Em seu discurso, com o ofício assinado pelo vice-prefeito, Cacá, em mãos, Alisson mostrou ao plenário o erro primário cometido pela administração jabista: ter permitido que Cacá, então gestor em exercício, assinasse o orçamento anual do município sem que os vetos tivessem sido analisados pela câmara, como manda a lei. O deslize foi continuado por Jabes, que executou, e continua executando, o orçamento sem a apreciação do legislativo.
O vereador trouxe à tona outro fato que torna o orçamento para 2014 inválido. Ao fim do ofício enviado à câmara e nunca apreciado pelos parlamentares, o vice-prefeito conclui que os motivos elencados no documento o levaram a “vetar integralmente o projeto de lei em questão”, no caso, o orçamento.
A assinatura e publicação do documento torna toda a aplicação de verbas do município para 2014 inválida. Assim, sequer o pagamento dos funcionários públicos deveria ser feito, afinal, não há orçamento e não há direcionamento das receitas.
De acordo com Alisson, a cassação de JR tem respaldo legal e pode ser feita após uma comissão da câmara apurar o caso. Se levado à frente o pedido, o grupo terá 90 dias para apresentar o resultado. O vereador encerrou o discurso pedindo a participação dos ilheenses no processo.

VEREADOR COCHILA DURANTE DISCURSO DE JABES

Sempre é notícia alguma “arte” do vereador ilheense Aldemir Almeida (PSB). Ontem, durante o discurso do prefeito Jabes Ribeiro, na reabertura dos trabalhos na câmara, o parlamentar não aguentou as quase duas horas de pronunciamento e tirou alguns cochilos. 
Do auditório, um dos manifestantes registrou a sonolência do vereador.
Aldemir dorme no plenário.

Aldemir dorme no plenário.

CÂMARA DE ILHÉUS REABRE TRABALHOS HOJE

Casa retoma os trabalhos. Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

Casa retoma os trabalhos. Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

A câmara de vereadores de Ilhéus retorna aos trabalhos nesta terça-feira (18), a partir das 16h. O prefeito Jabes Ribeiro ainda não foi confirmado na primeira sessão do ano. 
Os vereadores retornam ao trabalho já com um pedido de cassação, feito pelo petista Alisson Mendonça. Segundo o parlamentar, o vice-prefeito, Cacá, assinou o orçamento para 2014 e Jabes o executou sem submeter os documentos à apreciação do legislativo.
Contra a manobra errada é prevista cassação do gestor e a suspensão dos direitos políticos por cinco anos. Caberá ao legislativo a decisão.

SEGUNDO SINDICATO, PREFEITURA DE ILHÉUS MENTE SOBRE REINTEGRAÇÃO DE SERVIDORES

Uma nova guerra de informações começou a ser travada, desta vez entre a prefeitura de Ilhéus e o sindicato dos professores da cidade (APPI). No início da semana, a secretaria de comunicação divulgou nota afirmando que o Tribunal Regional do Trabalho havia derrubado decisão judicial que determinava a reintegração dos servidores exonerados em janeiro de 2013.
Nesta quinta (13), A Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI), rebateu a informação, ao declarar que não existe qualquer decisão do tribunal sobre a manutenção das demissões feitas por Jabes.
Segundo a diretoria da APPI, que moveu ação para reintegrar os cerca de 70 exonerados, a informação errada da secom busca somente confundir a opinião pública.
Dessa forma, até que haja qualquer publicação da justiça, ressalta a associação, fica mantida a decisão da juíza que determinou não somente a reintegração, como também o pagamento dos salários e outras vantagens do período de afastamento, com exceção dos servidores já reintegrados ao serviço. A determinação da juíza Alice Catarina Pires é que se cumpra imediatamente a ordem de reintegração, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 5 mil, a ser revertido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). 



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia