WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


secom bahia

secom bahia

camara ilheus









turkeynet

casa melo

agua mineral gabriela

auto escola brandao

whatsapp ilheus 24hs
dezembro 2021
D S T Q Q S S
« nov    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Jabes Ribeiro’

ONDE MANDA JABES, MANDA O IRMÃO

John e seu olhar de desdém aos servidores sem salários.

John e seu olhar de desdém aos servidores sem salários.

Ora, se Jabes é o mandatário maior de Ilhéus, por que seu irmão, John Ribeiro, não pode tirar proveito? Pois, caro leitor, por que não?
Nesta terça (11), John foi flagrado ao entrar na prefeitura, furando bloqueio dos agentes de saúde que protestavam na porta do Palácio Paranaguá.
Homem de trânsito mais que livre, bota o pé, e o dedo, onde quiser. Além de ser considerado a pedra no calo da secretária de saúde, Ledívia Espinheira.

ILHÉUS GANHA COLÉGIO UNIVERSITÁRIO DA UFESBA

Na ultima sexta feira (07), o vereador ilheense Raimundo do Basílio (foto) reuniu-se com a o prefeito Jabes Ribeiro e com o presidente da comissão de criação da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba), Naomar Monteiro, para tratar dos colégios universitários em Ilhéus.
Segundo o vereador, a previsão para inicio das atividades da universidade é o segundo semestre de 2014 e Ilhéus contará com 600 vagas nos colégios universitários.
Na ocasião, o vereador confirmou que pretende realizar uma audiência pública para esclarecer as dúvidas da população, bem como explicar pormenores do funcionamento da instituição de ensino superior.

OS ALOPRADOS DEFENSORES DAQUILO QUE NÃO HÁ DEFESA

marioneteSe nós fossemos o prefeito ilheense Jabes Ribeiro, nutriríamos grande preocupação ante a militância dos seus asseclas nas redes sociais.
Eles, no auge de seus delírios, parecem que colocam o jabismo como uma espécie de vertente extremista de uma dessas religiões, e se portam como verdadeiras antas da política.
Sem querer ofender os citados animais da nossa fauna.
Um deles, conhecido nas rodas políticas como exemplo mor da esquizofrenia intelectual ilheense, tem como passatempo predileto difamar o PT na grande rede.
Ora bolas, por acaso o partido do seu grande líder político, o PP (favor não confundir com as iniciais dos palhaços Patati-Patata), não é da base aliada do PT, tanto a nível, regional como estadual? Por acaso muitos pepistas não são beneficiados com indicações a cargos em órgãos públicos, graças a essa “aliança” com o partido da presidente Dilma?
Pelo que nos consta, sim.
Pois é Jabes, seria bom vossa senhoria domar as rédeas dos seus puxa-sacos de plantão. Ou melhor, buscar auxílio de um psiquiatra para que a dosagem de “tarjas preta” deles sejam intensificadas.
Se, defender o jabismo ao nosso ver já é uma postura política plenamente questionável, fazer isso sob a égide da insanidade e falta de inteligência, atacando até os aliados, é algo que preocuparia até o menos perspicaz dos políticos.
E podemos adjetivar o gestor do Paranaguá de qualquer coisa, menos de ser um político amador.
Pelas barbas do profeta, santa ignorância homem morcego….

PIADISMO MUNICIPAL DE ILHÉUS

pataBôzo, Patati, Patatá, dentre outros ícones do “palhacismo” nacional estão de olho em Ilhéus.
Isso porque vazou a informação de que a palhaçada (no sentido abjeto da expressão), foi convencionada enquanto ação oficial do município. Logo, tais personagens, perceberam a grande possibilidade de se darem bem por essas bandas das terras do sem fim.
Ante isso, já há quem apelide a secretaria de Comunicação de Central Municipal do Piadismo. Vejamos a pérola ventilada ontem nos meios de comunicação aliados do jabismo: “Prefeito de Ilhéus assina termo de adesão ao Programa Brasil Transparente”.
Bem, para uma gestão que ainda não foi capaz de sequer colocar no ar o seu portal da transparência, tal release soou como uma piada extremamente sem graça. Ou melhor, uma chacota com a inteligência coletiva.
E o humor institucionalizado não para por aí. Segundo denuncia do Blog Agravo, a choradeira do prefeito Jabes Ribeiro ante a situação financeira do município não é compatível com as suas ações.
O site afirma que diariamente chovem nomeações com cargos comissionados e afins. Tudo isso, claro, para conter a fome por cargos dos aliados que o ajudaram a se eleger. Se na suposta crise a postura é essa, imaginemos o que seria em épocas de vacas gordas. 
Logo, toda vez que ouvimos Jabes chorar, reclamando da situação econômica do município, interpretemos então como um grande e sonoro riso.
Só que, nesse caso, o motivo da piada somos nós.
Ilhéus tem palhaçada? Tem sim senhor…

A FACETA SÓRDIDA

falsidadeO episódio protagonizado hoje pelo vereador ilheense Rafael Benevides (PP), serviu para explicitar uma das mais sórdidas facetas da política: O jogo de interesse.
Como publicamos AQUI, o citado edil fez questão de deixar claro, através do Facebook, que está insatisfeito com os rumos que a gestão municipal está tomando.
Na ocasião, parafraseando o jingle de campanha de Jabes, ressaltou que “a esperança que bateu no seu peito, está se transformando em revolta”.
Mas há de se interpretar tal desabafo nas entrelinhas das suas reais motivações. Não tratou-se de uma crítica técnica à forma como o município vem sendo gerido, e sim, uma choradeira pública pelo fato do prefeito não estar atendendo os pedidos pessoais do vereador.  Leia-se indicações para cargos, etc.
Ou seja, pouco importa se há ou não um projeto de governo do partido em questão, já que tanto ele quanto Jabes compõem as fileiras do PP. Pouco importa as questões ideológicas em voga.
Nada importa.
O que vale é a velha prática do “toma lá dá cá”.
São coisas da política.

JABES VAI À JUSTIÇA FEDERAL

Não, o prefeito Jabes Ribeiro não foi prestar depoimento à jsutiça. Na última quarta (29), JR participou de audiência pública sobre a construção da nova ponte Centro-Pontal.
A audiência aconteceu à tarde, no auditório da justiça federal, em Ilhéus.
Esta, ao contrária da realizada há duas semanas na câmara de vereadores, contou com a presença do diretor-geral do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), Saulo Pontes, mas não foi tão divulgada quanto a anterior.

JABES COPIA NEWTON NOS GASTOS COM PESSOAL

Jabes e Newton: coincidências.

Jabes e Newton: coincidências.

Uma coisa ficou claríssima durante a prestação de contas (para burocrata entender, lembre aqui) feita pela prefeitura de Ilhéus ontem:  Jabes Ribeiro, o que prega austeridade, gasta mais que Newton Lima com a folha de pagamento do funcionalismo.
Os gastos excessivos com pessoal, entre outras coisas, levaram o ex-prefeito a ter as contas rejeitadas pelo TCM por cinco vezes.
Na prestação de contas, o secretário da fazenda, Marco Porto, mostrou que Jabes gasta, hoje, 77,30% das receitas com a folha. A Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece o teto de 54%. 
Em 2011, segundo o Tribunal de Contas dos Municípios, Newton Lima despejou 68% do orçamento anual em gastos com servidores. O inchaço da folha era inegável.
Para não ver as contas rejeitadas no fim do ano, Jabes mira nos servidores. Não, não os comissionados, que recebem salários altos e desempenham atividades questionáveis. Em entrevistas, o prefeito já confirmou a possibilidade de colocar na rua servidores devidamente concursados.
Se concretizar a promessa, será reincidente. Em fevereiro, exonerou 70 concursados. Enquanto isso, os postos ocupados por comissionados eram preenchidos.

A ARTE DE FALAR E NÃO DIZER NADA

discurso1A oratória, tal qual a escrita, é um dom comunicacional que poucos dominam com maestria e, a depender do grau de intimidade com tais, pode ser definido desde já o papel que cada um exercerá na sociedade.
Em relação à desenvoltura com os discursos, trata-se de uma virtude que levamos muito em conta, quando escolhemos os nossos representantes políticos. Quanto maior a sua habilidade em externar oralmente suas ideias, maiores serão as chances de cativar eleitores.
Obviamente que não trata-se de uma regra. Valderico e Newton Lima estão ai para não nos deixar mentir.
Mas, os que dominam a oratória, possuem uma outra virtude, que, aplicada à política, pode ter efeitos danosos ante a relação população-representante político. Trata-se da arte de falar com desenvoltura e nada dizer. É a verdadeira manifestação da chamada “não-comunicação”.
Ela é perigosa pelo simples fato de que alguém mais desavisado acaba comprando gato por lebre, e come a pilha de que algo na verdade foi dito, não percebendo o altíssimo grau de engodo ao qual foi sujeitado.
Prova disso foi a entrevista concedida pelo prefeito Jabes Ribeiro ao Blog do Gusmão.
Em determinado momento, o blogueiro questiona a respeito dos problemas judiciais que o gestor municipal enfrenta.
Com a tranquilidade de um Dalai Lama e tripudiando das instâncias jurídicas, Jabes se resume a afirmar que nada lhe acontecerá e que está bastante tranquilo, visto que, desde o seu primeiro mandato enfrenta problemas judiciais e sempre é absolvido.
Pelo que nos consta não é bem esse o quadro que vem se desvelando.
Jabes demonstra que confia na Justiça. Basta saber se a Justiça confia nele.
Aguardemos cenas dos próximos capítulos, que, tudo indica, prometem ser surpreendentes.

VIAJABES RIBEIRO

Dos cinco meses à frente do Paranaguá, um deles o prefeito esteve viajando, custeado pelos cofres públicos.

Dos cinco meses à frente do Paranaguá, um deles o prefeito esteve viajando, custeado pelos cofres públicos.

Segundo matéria publicada no Jornal Bahia Online, o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, desde que assumiu o comando do Paranaguá, há cinco meses, por exatamente um mês (contando os dias úteis e excluindo os feriados) esteve viajando. Tudo isso bancado com o dinheiro dos cofres da prefeitura, através de diárias que custeiam hospedagem, alimentação e transporte nos destinos.
Segundo a publicação, baseada em dados disponibilizados no Diário Oficial do Município, de 08 de janeiro a 23 de maio, o prefeito recebeu 23 diárias para “tratar de interesses do município”, sendo 20 destinadas a viagens a Salvador e 03 para Brasília.
Cada diária, sem contar as despesas com as passagens, sai por R$ 600. O que dá algo em torno de R$ 13.800, retirados dos cofres públicos municipais nesses primeiros cinco meses, para bancar as viagens do gestor municipal.
O JBO questiona o fato das diárias serem destinadas para despesas com hospedagem também nas idas para Salvador, sendo que o prefeito declarou ao TRE, na última campanha, que possui um apartamento na capital do estado.
Outro ponto questionável foi a justificativa de uma dessas diárias, solicitada sob o pretexto de ir à Salvador para reunião com o diretor da CAR, Vivaldo Mendonça, objetivando apresentar projeto de recuperação da central de abastecimento do Malhado. Detalhe: Tal viagem foi em uma quarta-feira. Dois dias depois, na sexta, Vivaldo veio para a cidade participar de uma solenidade da CAR.

PEGADINHA DO FIM DE SEMANA

malandro
Os cada vez mais crescentes adeptos do não-jabismo foram surpreendidos com uma notícia que correu a grande rede nesse fim de semana.
A manchete da matéria dizia que Jabes tinha sido pego pela justiça, em um das dezenas de processos que responde e que o empresário Cacá Gerando Sonhos e Colchões seria o novo prefeito.
Logo a informação foi disseminada nas redes sociais.
Mas, para a decepção coletiva, tudo não passou de uma pegadinha. Quando clicávamos no suposto link de um vídeo sobre o caso, aparecia a imagem do prefeito trajado de Sérgio Malandro.
Rááááááááá !!!


primark
casinos online no brasil





dom eduardo

lm mudancas

fale conosco













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia