WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘gastos públicos’

RENAN E HENRIQUE ALVES ALEGARAM QUE VIAGENS SERIAM A SERVIÇO

renam
Nas solicitações para usar as aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB), os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara dos Deputados, Henrique Alves (PMDB-RN), alegaram que suas viagens seriam “a serviço”, de acordo com o que estabelece o Decreto 4.244/2002 – que prevê atendimento apenas para situações em que haja motivo de segurança, emergência médica, serviço e deslocamentos para o local de residência permanente.
Consultada pela Agência Brasil, a FAB informou que, após receber das autoridades as informações sobre a natureza do voo solicitado, não cabe a ela questionar ou checar se as justificativas apresentadas procedem, e que, no caso dos presidentes das duas casas legislativas, foi apenas informada de que a viagem seria oficial, “mas sem especificar a natureza do serviço”.
Ainda de acordo com a assessoria da FAB, recebidas as solicitações das autoridades, cabe ao gabinete do Comando da Aeronáutica autorizar o voo. “Sempre tendo por base a solicitação formal e considerando os motivos alegados, sem necessidade de apurar a agenda da autoridade”.
Segundo a Folha de S.Paulo, Renan Calheiros usou o avião para ir ao casamento de Brenda Braga, filha do líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), em Trancoso, no sul da Bahia. Também de acordo com jornal, Henrique Alves usou um avião da FAB para levar a noiva, parentes dela, enteados e um filho ao jogo da seleção brasileira no Maracanã, no domingo (30) passado, quando foi disputada a final da Copa das Confederações.
Em nota, o deputado informou quarta-feira (3) que vai reembolsar os cofres públicos com os valores correspondentes às passagens aéreas dos parentes e amigos. Nesta sexta (5), o senador informou que também devolverá o valor equivalente ao custo da viagem, após ter afirmado que não o faria.

PRESIDENTE DA CÂMARA VAI PAGAR POR TER USADO AVIÃO DA FAB PARA LEVAR PARENTES A JOGO DA SELEÇÃO

Presidente da câmara dos deputados usou avião oficial para levar familiares à final da Copa das Confederações.

Presidente da câmara dos deputados usou avião oficial para levar familiares à final da Copa das Confederações.

O presidente da câmara dos deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN), informou hoje que pagará à União os custos da viagem relativos a sete passageiros que foram levados por avião da FAB ao Rio de Janeiro.
Segundo a assessoria do deputado, o mesmo encomendou ao seu próprio gabinete um levantamento de quanto custariam as respectivas passagens de Natal ao Rio de Janeiro, de modo a poder pagar este valor ao Estado.
O parlamentar usou um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) para transportar a noiva e parentes até o Rio de Janeiro para assistirem a final da Copa das Confederações no Maracanã, no último domingo.
Foi utilizado um jato C-99, o qual buscou os referidos em Natal/RN, decolando às 19:30h de sexta-feira, rumo ao Rio de Janeiro. O retorno deu-se no domingo, às 23h (após o evento esportivo).

CUSTO OFICIAL DA COPA SOBE 10% E VAI ATÉ R$ 28 BILHÕES

estádioO custo oficial da Copa-2014 subiu 9,7% e já atingiu em torno de R$ 28 bilhões. A informação é do secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, que explicou que a revisão do número oficial será feita após a Copa das Confederações. Na última atualização, em abril de 2013, o balanço oficial apontava R$ 25,520 bilhões.
Luis Fernandes confirmou que, com a atualização no momento, esses valores giram em torno de R$ 28 bilhões. Mas o número preciso será sabido ao final da competição quando for feita a revisão da matriz de responsabilidades do governo federal, que inclui todas as obras da Copa.
Não foram especificados ainda pelo ministério todos os itens que levaram à majoração do orçamento. Esse valor ainda está abaixo da previsão do governo federal de usar R$ 33 bilhões na organização do Mundial.
Os custos com o Mundial têm sido um dos pontos de críticas dos protestos que tomaram as ruas das capitais brasileiras e reuniram 250 mil pessoas nesta segunda-feira. O representante do Ministério defendeu os recursos usados na competição porque entende que eles se revertem em desenvolvimento para o país. Até disse que também terão impacto em saúde e educação, áreas que os manifestantes reivindicam que tenha mais dinheiro, em detrimento da competição.
:: LEIA MAIS »

cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia