WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
shopping jequitiba prefeitura ilheus embasa Neste site
maio 2020
D S T Q Q S S
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: ‘Felipe Olliver’

PREFEITURA DE ILHÉUS REBATE CRÍTICA DE BLOG SOBRE CONTRATAÇÃO DE BAILARINO POR MAIS DE R$ 7 MIL

O site www.fabiorobertonoticias.com.br publicou notícia sobre a contratação do bailarino e coreógrafo Felipe Olliver, nome artístico de Felipe Oliva Silva Santos, através da manchete “Prefeitura de Ilhéus contrata bailarino por mais de R$ 7 mil”, como se a contratação estivesse fora dos trâmites legais e sem parâmetros para pagamento.

A publicação gerou comentários desqualificados e preconceituosos, maculando a imagem do artista e deste órgão da Prefeitura de Ilhéus.

A matéria tendenciosa tem o claro objetivo de conspurcar o setor cultural da administração pública, que tem como princípios a valorização do artista local e a transparência da gestão. Diante disso, vimos a público esclarecer que:

  1. A contratação do bailarino para COORDENAR, realizar PALESTRA, WORKSHOP e APRESENTAR números de dança contemporânea, jazz e afro durante o FESTIVAL MAIO MÊS DA DANÇA, foi feita de acordo com o art. 25, inciso III, da Lei nº 8.666/1993. Exigiu-se toda a documentação necessária para sua participação;

  2. O Festival Maio Mês da Dança, em sua 27ª edição, caracteriza-se como um marco na preservação e valorização da dança profissional em Ilhéus e é promovido pelas Academias de Dança e pela Câmara Setorial de Dança. Ao colegiado coube a decisão pela contratação do artista, competindo à Secretaria Municipal da Cultura promover os meios para executar a contratação;

  3. Felipe Olliver é ilheense e iniciou suas atividades profissionais na Escola de Dança Tônus. Em 2013 ingressou no Curso Técnico de Ensino Médio em Dança da Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia. No mesmo ano foi integrado ao Ballet do Teatro Castro Alves (BTCA). Em 2014 ingressou na Escola de Ballet e Arte da Bahia como professor de dança moderna e contemporânea. Desde então participa como convidado especial da Cia A-rrisca, todos os anos, durante o Festival Maio Mês da Dança;

  4. O cachê de R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) a ser pago à Felipe Olliver, que mora atualmente em Salvador, inclui custos de alimentação, logística, transporte e taxas – que correram por sua conta – bem como a realização de uma palestra sobre a gestão da dança na atualidade, workshop de jazz para as academias e três apresentações artísticas nas modalidades dança contemporânea, jazz e afro. 

Iniciativas como essa ampliam as condições das práticas culturais da dança, estimulam o desenvolvimento técnico e artístico dos bailarinos de Ilhéus, incentivam o ballet e as formas inovadoras da dança proporcionando a formação de novas plateias.  Desta forma, a Secretaria Municipal da Cultura continuará a apoiar contratações desta natureza.



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia