WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘estudo’

MULHERES SE DESILUDEM DUAS VEZES ANTES DE ENCONTRAR O AMOR, AFIRMA ESTUDO

coracao_partido
Tá tentando superar o fim do seu segundo namoro? Relaxa. Essa vai ser sua última decepção. O próximo amor vai ser pra valer.
É o que mostra o estudo encomendado pelo australiano Graeme Simsion, para o lançamento da versão de bolso de seu livro O Projeto de Rosie (história sobre a busca de Don Tillman pela esposa perfeita). Os pesquisadores conversaram com 2 mil britânicos casados (e felizes) para saber sobre relacionamento: quantos romances e parceiros sexuais tiveram, quantas pessoas beijaram até encontrar o marido ou esposa.
E os resultados mostram que, em média, as mulheres passam por dois relacionamentos sérios (e sofrem duas vezes com o fim deles) antes de encontrarem o verdadeiro amor. Até lá, elas terão outros três namoricos curtos, beijado 15 caras, levado dois bolos em encontros (e encarado outros quatro que foram uma furada), ficado com quatro caras por apenas uma noite, e transado com sete homens.
Já eles, em média, namoram sete mulheres, transam com 10, e levam dois bolos antes de achar a parceira ideal.
Vale lembrar que a pesquisa foi feita lá no Reino Unido. Será que por aqui os números de parceiros e relacionamentos seriam semelhantes?

TESTÍCULO GRANDE É SINÔNIMO DE INFIDELIDADE, DIZ ESTUDO

O GLOBO
dois ovos
O tamanho do testículo de um homem pode indicar grande potencial de infidelidade. Segundo um estudo realizado por cientistas da Universidade de Oslo, na Noruega, os primatas que possuem esse órgão em maiores proporções são mais propensos a serem infiéis.
De acordo com o professor Petter Bockman, que participou dos trabalhos, também é possível determinar o grau de fidelidade da fêmea olhando para o tamanho dos testículos do homem. A menos fiel terá macho com testículos maiores, descreve.
– Se o macho vai apenas fertilizar a fêmea e não tem nenhum competidor, ele precisa apenas de uma quantidade suficiente de espermatozoide que atinja o óvulo. Se a companheira está ao lado, é inteligente da parte dela optar por algo que ofereça uma maior quantidade sêmen – disse o pesquisador ao jornal inglês “The Telegraph”.
A lógica ocorre desta forma pois há um fluxo mais abundante de sêmen em testículos maiores. Aqueles que deixam a maior quantidade de esperma têm a maior chance de gerar descendentes.
Bockman alerta que os chimpanzés Bonobos têm grandes testículos e costumam acasalar em grandes grupos, diferentemente, por exemplo, dos gorilas – cujos órgãos são uma vez e meia menores que o dos seres humanos.
Ainda segundo a pesquisa realizada na Noruega, animais com curta expectativa de vida podem ter grandes testículos. É o caso dos gafanhotos. Neles, o órgão ocupa metade da massa corporal. Nos ouriços-do-mar, o exemplo se repete.
– Os testículos dos ouriços são ainda maiores. Eles desovam diretamente no oceano, para aumentar a chance de fertilizar os óvulos. Na pratica, os ouriços-do-mar são enormes testículos com um pouco de casca em torno dele – explica Bockman.

ESTUDO APONTA QUE SEXO DEIXA AS PESSOAS MAIS INTELIGENTES

F5
SEXCOUm novo estudo mostra que praticar sexo pode melhor a performance e aumentar a neurogênese (a produção de novos neurônios) na parte do cérebro onde as memórias de longo prazo são formadas, o hipocampo.
Os cientistas da Universidade Maryland, nos Estados Unidos, descobriram que ratos de meia-idade que fizeram sexo apresentaram mais sinais de melhora da função cognitiva e da “função do hipocampo”, aponta artigo publicado pela “The Atlantic”.
Ter relações sexuais também ajuda a balancear os efeitos do estresse crônico, de acordo com estudo conduzido pela Universidade Konkuk de Seoul (Coreia).
O experimento feito com ratos revelou que a atividade sexual pode ser útil “para a neurogênese no hipocampo adulto e a função de memória de reconhecimento contra as ações supressivas de estresse crônico.”
A revista questiona se o contrário pode acontecer: “pessoas mais inteligentes fazem mais sexo?”.
Infelizmente a resposta é “não”. Na verdade, adolescentes mais inteligentes tendem a começar a vida sexual mais tarde.
Ter uma grande memória diminui a probabilidade de uma iniciação sexual precoce dos adolescentes, de acordo com um estudo da Universidade da Pensilvânia, realizado em 2012.
Para os que sonham em ficar mais inteligentes apenas com sexo, a chefe do Centro Colaborativo de Neurociência da Universidade Rutgers, Tracey J. Shors, logo avisa que não é tão simples.
Muitas atividades podem aumentar a velocidade com que novas células cerebrais nascem, mas apenas a aprendizagem com esforço, aumenta sua sobrevivência.
“Você pode fazer novas células com o exercício, Prozac e sexo”, disse a psicóloga.
“Se você fizer o treinamento mental, você vai manter mais células vivas que você produzir. E se você fizer ambos, você terá o melhor dos dois mundos –você está fazendo mais células e as mantendo mais vivas.”

cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia