WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
coronavirus 155 Neste site
abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

:: ‘Enem 2017’

POLÍCIA FEDERAL CUMPRE MANDADO DE BUSCA E APREENSÃO PARA APURAR PLÁGIO NA REDAÇÃO DO ENEM

Ação da polícia ocorreu na manhã desta sexta-feira (19), em Salvador. Banca de correção das provas apontou plágio de livro de Maria do Carmo Ribeiro. Foto: Divulgação/Polícia Federal.

A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta sexta-feira (19), um mandado de busca e apreensão em Salvador para investigar uma suspeita de fraude no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2017.

De acordo com a PF, a banca responsável pela correção das provas, realizadas no dia 5 de novembro de 2017, identificou que, na prova de redação, o candidato investigado plagiou a sinopse do livro “Redação de Surdos: Uma Jornada em Busca da Avaliação Escrita”, da autora Maria do Carmo Ribeiro. A sinopse está disponível em sites da internet. O tema da redação do Enem no ano passado era “Desafios para a Formação Educacional dos Surdos”.

A polícia ainda não detalhou em qual bairro foi realizada a busca e apreensão, nem o material que foi recolhido. Entretanto, explicou que a partir da comunicação da suspeita à Polícia Federal foi instaurado inquérito policial e solicitada à Justiça Federal a expedição do mandado de busca, com o objetivo de localizar elementos de prova que levem ao esclarecimento completo da fraude.

:: LEIA MAIS »

RESULTADO DO ENEM 2017 DEVE SAIR ÀS 11H DESTA QUINTA-FEIRA, DIZ INEP

Notas devem ser divulgadas na hora do início da entrevista coletiva sobre o Enem 2017 com o ministro da Educação, diz Inep.

O resultado da edição do ano passado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2017) deve sair às 11h desta quinta-feira (18), segundo informou na tarde desta terça (16) o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Na mesma hora a presidente do Inep, Maria Inês Fini, o ministro da Educação, Mendonça Filho, e a secretária-executiva do MEC, Maria Helena Guimarães Castro, darão uma entrevista coletiva à imprensa em Brasília, para falar sobre as notas do exame. A primeira aplicação aconteceu nos dias 5 e 8 de novembro, e a segunda, voltada para pessoas privadas de liberdade (o Enem PPL), ocorreu nos dias 12 e 13 de dezembro.

:: LEIA MAIS »

ENEM 2017: CANDIDATO QUE NÃO TRANSCREVEU FRASE NO CARTÃO RESPOSTA TERÁ PROVA CORRIGIDA, DIZ INEP

Governo diz que decisão é ‘extraordinária’, e que frases devem ser transcritas na prova deste domingo (12). Foto: Reprodução.

A prova dos participantes que se esqueceram de transcrever a frase do Caderno de Questões para a o Cartão-Resposta do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 será corrigida. A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta quinta-feira (9).

O Inep informou que esta foi uma decisão interna do instituto que só foi possível porque os novos mecanismos de segurança do Enem – a prova personalizada, a partir de 2017; e a coleta do dado biométrico, desde 2016 – podem ser combinados para cumprir a função da transcrição da frase.

“Pode prescindir, por essa razão, a função da transcrição da frase, excepcionalmente em caso de esquecimento por parte do participante, de forma a impedir que outra pessoa faça a prova no lugar de um inscrito. A frase permitia a verificação grafológica, com o objetivo de checar se o autor da redação era realmente a pessoa inscrita. Com o dado biométrico, a Polícia Federal pode checar todas as digitais. Já a prova personalizada impede a troca de Cadernos de Questões”, diz o texto.

Entretanto, o Inep deixa claro que é necessário transcrever a frase na segunda etapa de aplicação, deste domingo (12).

“A decisão pela correção dos participantes que se esqueceram da transcrição é uma decisão extraordinária. Tal medida, em caráter excepcional, visa evitar qualquer tipo de prejuízo ao participante que, por esquecimento, deixou de transcrever a frase”, afirma o Instituto.

Fonte: G1

‘NÃO ENTENDI NADA’, AFIRMA ESTUDANTE SURDA QUE PRESTOU A PROVA DO ENEM

Jovem recebeu auxílio de intérprete, mas tradução foi apenas de palavras. Profissional diz que surdos precisam entender o contexto das orações. Foto: Reprodução. 

Uma estudante surda de Santos, no litoral de São Paulo, encontrou dificuldades para responder às questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizado no último fim de semana. Embora uma legislação específica garanta que o candidato com deficiência auditiva receba auxílio de um intérprete em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), as duas profissionais que assistiram Natália Carla, de 19 anos, traduziam apenas palavras, seguindo uma recomendação da coordenadoria regional da prova. A norma dificultou a interpretação do contexto das perguntas e alternativas por parte da jovem, já que LIBRAS não utiliza preposições ou conectivos em textos, como a língua portuguesa. A estudante escreveu uma carta de próprio punho e levará o caso à promotoria de Justiça, sugerindo mudanças.

No documento, ela relata a dificuldade que encontrou durante o exame. “O surdo não entende a estrutura da língua portuguesa. Apenas quem fala português entende o Enem. Os surdos precisam de interpretação do conteúdo de toda a prova. Não entendi nada. Precisamos de Tudo em Libras, por favor”, pede a jovem.

As provas do Enem devem seguir a Recomendação nº 001/2010 do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade) que aborda sobre “a aplicação do princípio da acessibilidade à pessoa surda ou com deficiência auditiva em concursos públicos, em igualdade de condições”. Libras foi oficializada como a segunda língua brasileira, após a publicação da Lei nº 10.436/2002. 

:: LEIA MAIS »

ENEM 2017: CÁRMEN LÚCIA NEGA PEDIDO DA PGR E DA AGU PARA ZERAR REDAÇÃO QUE FERIR DIREITOS HUMANOS

Decisão mantém sentença da Justiça Federal que permite descontar no máximo 200 pontos de redação contrária às diretrizes do Inep; autora do pedido, Associação Escola sem Partido diz que regra impõe ‘politicamente correto’ aos alunos.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, negou neste sábado (4) pedidos da Procuradoria Geral da República (PGR) e da Advocacia Geral da União (AGU) para permitir ao Ministério da Educação (MEC) dar nota zero a redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) com teor considerado ofensivo aos direitos humanos.

Na prática, a decisão de Cármen Lúcia mantém decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) do último dia 25 que proíbe anular a redação tida pelos examinadores como contrária aos direitos humanos. Conteúdo desse tipo poderá levar o candidato a perder, no máximo, 200 pontos (de um total de 1.000), conforme a avaliação do corretor.

Porta de entrada para a maioria das universidades públicas do país, o exame começa neste domingo (5) com as provas de redação, português, literatura, língua estrangeira, história, geografia, filosofia e sociologia. Estão inscritos mais de 6,7 milhões de candidatos.

A decisão de Cármen Lúcia é temporária e poderá ser revista posteriormente pelo STF no julgamento de mérito, numa análise mais aprofundada da questão, na qual AGU e PGR poderão se manifestar novamente. Não há tempo, porém, para uma nova decisão da Corte, até a prova deste domingo (5), que venha a reverter a decisão de Cármen Lúcia.

:: LEIA MAIS »

A UM DIA DO ENEM, EMBATE JUDICIAL PREOCUPA ESTUDANTES

Educadores recomendam respeitar direitos humanos na redação, apesar de liminar

Às vésperas da realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a correção da redação ainda é uma questão judicial indefinida. O Ministério da Educação (MEC) tenta suspender na Justiça uma liminar que impede que redações que desrespeitem os direitos humanos fiquem com nota zero, como prevê o edital do Enem. A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu nesta sexta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) de liminar do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), que atendeu ao pedido da Associação Escola Sem Partido para que o respeito aos direitos humanos não sirva de critério para anular redações. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, também pediu a suspensão da liminar ao STF. A questão deve ser analisada pela ministra Cármen Lúcia no plantão do STF.

Fonte: O Globo

SUTRAN FAZ OPERAÇÃO ESPECIAL DE TRÂNSITO PARA PROVA DO ENEM EM ILHÉUS

A superintendência de Transporte e Trânsito (Sutran), vinculada à secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito de Ilhéus, informou que será adotada uma operação especial em alguns pontos da cidade a fim de dar suporte à realização das provas do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio. O plano será efetivado nos dias 5 e 12 de novembro, no horário das 9 às 19 horas.

Segundo informações do chefe de Operações de Trânsito, Clóvis Evangelista de Macêdo Júnior, o esquema especial de ordenamento se faz necessário pelo grande fluxo de candidatos da cidade para a prova do Enem e também pelo fato de Ilhéus receber, nessas datas, centenas de estudantes oriundos de diversos municípios da região.

Ele explica que não ocorrerão mudanças no tráfego, apenas intervenções para garantir melhor fluidez no trânsito. Conforme o plano, a Ponte Lomanto Júnior, de acesso à zona sul, será monitorada entre às 11 e 13 horas.

Nos demais locais, o controle de trânsito será estabelecido entre às 13 e 15 horas, mais precisamente na Praça Cairu, no semáforo da Rua Maria Quitéria e na rótula em frente à Receita Federal, no centro; no Colégio Estadual, no Malhado; em frente à Faculdade Madre Thais, na Avenida Itabuna; e na Avenida Lomento Júnior, no acesso ao Colégio da Polícia Militar.

ENEM 2017: DEZ DICAS IMPORTANTES PARA CONTROLAR A ANSIEDADE NA HORA DE FAZER A PROVA

Imagem: Ministério da Educação.

Para muitos candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, mais complicado do que assimilar o conteúdo ao longo dos estudos é controlar a ansiedade na hora da prova. A psicóloga Kátia de Lima elaborou uma lista com dez dicas que ajudam o candidato a controlar a ansiedade na hora de prestar o exame.

A primeira, lembra ela, é saber respirar. “Ninguém vai apagar da sua mente o que você estudou. Se ficar nervoso achando que vai ‘dar branco’, pare, respire e pense que a sua parte, que era estudar, você fez.” Abaixo, confira a lista dos procedimentos fundamentais que Kátia de Lima enumera para um bom desempenho.

1 – Respire. A forma correta de respirar é soltar o ar, esvaziar o pulmão e ir puxando, novamente, o ar, lentamente. Faça cinco respirações dessas antes da prova.
2 – Controle o pensamento. Não se trata de pensar positivo, mas de ser realista. É preciso pensar: “Eu estudei para o Enem, resolvi provas, tive o auxílio de livros, professores, então vou fazer a prova com o que sei”.
3 – Esqueça o “dar branco”. Se você estudou, nada vai apagar isso da sua mente. O que pode acontecer é o medo ser tão grande que leva o cérebro à luta ou à fuga, deixando o pensamento racional para segundo plano. Se começar esse sentimento, respire, vá ao banheiro e tome água.
4 – Gerencie o tempo. Fique atento ao relógio a cada meia hora, mas não pensando nisso durante todo o tempo. A rapidez para responder questões vem de uma leitura mais concentrada. É importante, também, treinar antes da prova. Hoje muitos estudam com som ou com TV ligada alegando que se trata de multitarefas – mas não é verdade. Então, na hora do estudo, fique concentrado de fato.
5 – Não tente praticar adivinhação. Muitos perdem a noite de sono porque querem saber exatamente o que vai cair na prova, qual vai ser o tema da redação etc. Você não pode adivinhar o futuro; faça a sua parte, estude e se prepare.
6 – Cuide da alimentação, que deve ser balanceada no dia anterior à prova. Leve lanche e água. Esta é uma preocupação produtiva.
7 – Saia de casa cedo. Chegar ao local da prova com tempo para acalmar a mente é muito importante.
8 – Preste atenção ao seu perfil. Há pessoas que respondem melhor se no dia anterior à prova relaxarem a mente, forem ao cinema ou ficarem com a família. Outras são tão ansiosas que, se forem aconselhadas a não tocar nos livros na véspera da prova, ficam em pânico. Se você se enquadra no segundo caso, leia apenas pequenos resumos.
9 – Esqueça a tal revisão nos minutos anteriores ao teste. Quando entrar na sala de aula, nada de ler anotações. Isso joga para o cérebro a informação de que há uma ameaça, fazendo surgir o medo. Da mesma forma, se for conversar com alguém na sala, evite falar sobre a prova, para não despertar o medo ou qualquer sensação de insegurança.
10 – Seja confiante. Acredite em você e saiba que, se não for possível dessa vez, outras virão. Há alunos que vão para a prova como se fosse a última oportunidade da vida. O Enem é uma grande oportunidade, mas a prova não pode ser vista como uma ameaça.

Fonte: Ministério da Educação 

ENEM 2017: LACTANTES TERÃO ATENDIMENTO ESPECÍFICO NOS DIAS DE PROVAS

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao Ministério da Educação, preparou um esquema especial para atender as candidatas ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que são lactantes. O objetivo é garantir tanto o direito à amamentação das crianças como o tratamento isonômico para todos os candidatos ao exame. Do total de 16.898 atendimentos específicos que serão realizados em todo o país, 7.920 são para lactantes.

 

A solicitação para o atendimento específico foi feita durante a inscrição para o Enem. As mães poderão deixar as salas de provas para amamentar seus filhos acompanhadas por um fiscal. Além disso, os acompanhantes das lactantes permanecerão em uma sala próxima, junto a outro fiscal. Caso haja mais de um acompanhante no mesmo local, eles permanecerão juntos na mesma sala.

“A amamentação é um dos atos mais importantes que a mulher pode fazer por seu filho. É um período sagrado. E o Enem é um exame inclusivo; por isso, a nossa preocupação com a inclusão e o bem-estar de todos os participantes”, observa a diretora de Gestão e Planejamento do Inep, Eunice Santos. Não há limites de vezes para as mães saírem da sala. Contudo, não será concedido tempo adicional na prova. Portanto, caberá a elas se organizarem para conciliar a realização do exame com a amamentação.

:: LEIA MAIS »

ENEM 2017: CONFIRA DICAS SOBRE O QUE LEVAR NO DIA DO EXAME E QUE HORAS CHEGAR AO LOCAL DE APLICAÇÃO DAS PROVAS

Pela primeira vez, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acontece em dois domingos. As provas serão aplicadas nos dias 5 e 12 de novembro. Mas como acontece todos os anos, os candidatos devem ficar de olho no relógio para não perder a hora. Todos os portões serão fechados impreterivelmente às 13h, conforme horário de Brasília. A atenção deve ser dobrada em estados que tenham fuso horário diferente. Os candidatos devem chegar com antecedência, pois em locais de prova grandes ou muito movimentados o tempo para achar a sala pode ser maior que o esperado.

No Acre, os portões fecham às 10h. Já nos estados do Amazonas, Rondônia e Roraima os candidatos só poderão entrar no local da prova até às 11h. Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins fecharão os portões às 12h. Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, às 13h.

:: LEIA MAIS »



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia