WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
ponte pontal ilheus Neste site
dezembro 2020
D S T Q Q S S
« nov    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: ‘dengue’

PREFEITURA PROMOVE AÇÕES EDUCATIVAS PARA CONTROLE DA DENGUE EM ILHÉUS

Ações educativas visam reduzir números de casos registrados na cidade.

Com o objetivo de sensibilizar a comunidade escolar de Ilhéus para se engajar mais na luta para o controle do mosquito transmissor da dengue no município, as equipes de Educação e Saúde e de Coordenação de Combate às Endemias da Secretaria de Saúde vêm reforçando ações estratégicas. As orientações básicas visando conscientizar os alunos acontecem nesta quinta-feira (18), na escola municipal Josephina Lemos, do distrito de Aritaguá.

As palestras também serão realizadas nesta sexta-feira (19), na unidade de ensino Henrique Cardoso, de Sambaituba. O calendário prevê ainda ações dia 22, na escola municipal de Barão de Cotegipe, situada na vila de Urucutuca, e dia 25, na escola Vila Olímpio. As atividades serão encerradas no dia 29, na escola Humberto de Campos, localizada no povoado de Ribeira das Pedras.

:: LEIA MAIS »

ILHÉUS REALIZA LEVANTAMENTO DE INFESTAÇÃO DO AEDES AEGYPTI NOS DOMICÍLIOS

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), por meio do setor de Combate a Endemias, realiza em todos os bairros de Ilhéus, o Levantamento de Índice Rápido (LIRA), nos dias 30 e 31 de outubro e 1º de novembro.

A ação atende a uma resolução do Ministério da Saúde, publicada no Diário Oficial da União que torna obrigatória a realização de levantamento de infestação por Aedes Aegypti em todos os municípios do país.

A Sesau salienta a importância dos moradores permitirem a visita dos agentes de endemias nos domicílios. “As informações coletadas serão utilizadas para direcionar as ações de prevenção e controle do mosquito, auxiliando na prevenção tanto da dengue, quanto da Chikungunya e do Zika vírus”, informa a secretária de Saúde, Elizângela Oliveira.

Para o suporte ser mais efetivo, a Sesau informa que acaba de chegar mochilas com equipamentos de controle e combate a este fenômeno que são doenças causadas pelo mosquito.

A população pode entrar em contato para informar sobre focos pelo Disk Dengue 0800 0242 031.

PREFEITURA DE ITABUNA DÁ UMA FORÇA À DENGUE

Levantamento de fevereiro aponta que o índice de infestação pelo mosquito da dengue em Itabuna chega próximo aos 25% dos lares. A situação preocupa. O verão acabou, mas o calor continua e água parada representa sério risco. A situação, no entanto, parece preocupar pouco. No Centro da cidade, na Praça Camacam, o velho chafariz quase nunca usado acumular água e pode ser um prato cheio para o mosquitinho.

Levantamento de fevereiro aponta que o índice de infestação pelo mosquito da dengue em Itabuna chega próximo aos 25% dos lares. Os número preocupam ou deveriam. O verão acabou, mas o calor continua e água parada representa sério risco. No Centro da cidade, na Praça Camacam, o velho chafariz quase nunca usado acumular água e pode ser um prato cheio para o mosquitinho. Foto: Andrei Sansil/Ilhéus 24h.

PRONTO ATENDIMENTO DA DENGUE É ABERTO EM ILHÉUS

dengueO Pronto Atendimento (PA) para manejo clínico da situação da dengue no município de Ilhéus foi aberto na manhã desta segunda-feira, dia 17, em Ilhéus, na Rua Major Homem Del’Rey, 95, bairro Cidade Nova, próximo ao Hospital São Jorge. O ato de abertura contou com a presença do prefeito Jabes Ribeiro, do secretário de Saúde, José Antonio Ocké, do diretor do Hospital Regional Luiz Viana Filho, Julio Gúzman.
A unidade funciona no CAE II, também conhecido como Centro Municipal de Atendimento Especializado (CMAE), de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas, com equipes de plantão formadas por médico, enfermeira, três técnicas de enfermagem, além de outros colaboradores, até o próximo dia 31 de maio.
Os pacientes graves que necessitarem de hospitalização, serão encaminhados para o Hospital Regional Luiz Viana Filho. Nesses casos, estarão à disposição desses pacientes, dois médicos e uma enfermeira que serão acionados a cada internação, devendo acompanhá-los até a alta hospitalar.
Segundo informação da coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Patrícia Dickie de Almeida, estamos na semana epidemiológica número 12 e foram registrados 43 casos confirmados de dengue até a semana nove. Nenhum caso foi notificado de dengue hemorrágica.
Os bairros com maior número de casos notificados são a Conquista e o Teotônio Vilela, com quatro casos registrados cada um; Iguape, Jardim Savóia e Malhado, com três casos, cada um; e Princesa Isabel com dois casos. Os demais bairros não passam de um caso registrado.

EPIDEMIA: SUBTIPO DA DENGUE DEVE FAZER MAIS VÍTIMAS EM 2014

aedes-aegypti-5Um novo subtipo da dengue classificado como DEN-4 deve fazer mais vítimas neste ano. De acordo com a Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, dos 4.460 casos da doença confirmados no país, entre janeiro e julho de 2013, 58,9% eram do recém-descoberto DEN-4.
Doença infecciosa, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti contaminado, a dengue pode causar uma diminuição na quantidade de plaquetas – o que induz sangramento – e de leucócitos, glóbulos brancos que integram o sistema imunológico.
No Brasil, atualmente há quatro subtipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. Segundo o infectologista José Ribamar Branco, a dengue hemorrágica, a forma mais perigosa, “é a evolução de um caso clássico da doença por falta de diagnóstico e acompanhamento médico ou por automedicação”, esclarece.
Os primeiros casos da doença foram diagnosticados no país em 1692. Ao longo dos séculos, a dengue alternou períodos de maior contaminação com outros de menor incidência, porém, em 2008, ela se tornou uma epidemia.
Nos últimos cinco anos, mais de cinco milhões de casos prováveis já foram registrados.

PLANO DE COMBATE A DENGUE EM ILHÉUS É DISCUTIDO

dengue (1)Os sanitaristas da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), João Emanuel Araújo e Agnaldo Orrico, reuniram-se nesta quinta-feira, dia 19, com o comitê técnico da Secretaria de Saúde de Ilhéus para discutir o Plano de Contingência da Dengue para o ano de 2014. 
Araújo e Orrico são técnicos da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Sesab responsáveis pelo monitoramento do sistema de informações que acompanha diariamente os fatos relacionados à dengue no Estado. Nesse sentido, a visita serve para ajustar as diretrizes que nortearão o Plano de Contingência da dengue para o próximo ano.
Nesta sexta-feira, dia 20, pela manhã, os técnicos continuarão discutindo com o secretário municipal de Saúde, Antonio Ocké, e, à tarde, realizarão nova reunião do comitê que elabora o plano de ações para prevenção, controle e combate à dengue na zona urbana do município. Os sanitaristas da Sesab alertaram para o risco potencial de uma epidemia na região, considerando a ocorrência de um surto da dengue, este ano, no Extremo Sul do Estado. “Historicamente, os pesquisadores observaram dados entomológicos e epidemiológicos, no Rio de Janeiro, que apontam para a migração do mosquito de uma região para outra”, explicou João Emanuel Araújo.
Conforme Araújo, “é importante que se diga que o combate a dengue deve ser que encarado por todos os segmentos da sociedade porque não é um problema restrito à saúde, mas uma ocorrência que afeta toda a população”. De acordo com a coordenadora do Serviço de Vigilância Epidemiológica da Sesau, Patrícia Dickie, o último Levantamento de Índice Rápido (LIRA) revelou que o nível de infestação do mosquito Aedes aegypti é maior nos altos da Boa Vontade, do Basílio, Novo Vilela, do Carvalho e do Formoso, e nos bairros do Salobrinho, Sapetinga, Princesa Isabel, Teotônio Vilela, Ilhéus II e Cidade Nova. 

MUNICÍPIOS TERÃO R$ 360 MILHÕES PARA COMBATER A DENGUE

DENGUEO Ministério da Saúde repassará mais de R$ 360 milhões para municípios de todo o país intensificarem o combate ao mosquito da dengue, o Aedes aegypti. A medida foi publicada na edição de hoje (20) do Diário Oficial da União.
Os recursos fazem parte do Fundo Variável de Vigilância em Saúde (PVVS), do Componente de Vigilância em Saúde de incentivo financeiro para a qualificação de ações de vigilância. Dados do Ministério da Saúde apontam que o país já reduziu em 30% o número de mortes por dengue e tem, atualmente, um dos menores índices de mortalidade pela doença nas Américas, com 0,03 óbitos para cada 100 notificações.
Novo mapa da dengue revela que 157 municípios brasileiros estão em situação de risco para a doença, outros 525 em alerta e 633 cidades com índice satisfatório. Os dados fazem parte do Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (Liraa), apresentado ontem pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha.
O levantamento revelou que três capitais estão em situação de risco: Cuiabá, Rio Branco e Porto Velho. Outras 11 – Boa Vista, Manaus, Palmas, Salvador, Fortaleza, São Luís, Aracaju, Goiânia, Campo Grande, Rio de Janeiro e Vitória – apresentaram situação de alerta.

GALPÃO DE RECICLAGEM IRREGULAR NA AVENIDA ESPERANÇA REVOLTA MORADORES

A existência de um galpão de reciclagem situado na avenida Esperança, Ilhéus, está revoltando moradores locais.
Na verdade, segundo eles, o espaço se converteu em um verdadeiro depósito de lixo, viveiro em potencial para larvas do mosquito da dengue.
Semana passada, de acordo com relatos, o tal galpão pegou fogo por volta das 2 horas da madrugada e por pouco as casas vizinhas não foram atingidas, podendo acarretar em vítimas fatais.
Segundo informações chegadas ao ILHÉUS 24H, o galpão não possui alvará de funcionamento.
Um dos moradores afirmou que já denunciou a situação à secretaria municipal de Meio Ambiente, só que, até o momento, nenhuma providência foi tomada.
“Tenho casas para alugar no local, e estou amargando sérios prejuízos, pois ninguém quer mais ficar por lá, por conta da grande quantidade de ratos e insetos que se concentram no galpão”.
Cadê a secretaria municipal competente?
Boa pergunta.

BAHIA: MOSQUITOS DA DENGUE SÃO LIBERADOS

denguePesquisadores liberaram, nesta quinta-feira, mosquitos da dengue na cidade de Jacobina, na Bahia, que tem cerca de 80 mil habitantes. A medida faz parte de um programa de controle do Aedes aegypti, que conta com empresas privadas e governo.
Os mosquitos geneticamente modificados foram desenvolvidos pela empresa britânica Oxitec. Em 2012, eles foram liberados, de forma controlada, em Juzeiro, também na Bahia. Os insetos foram criados num laboratório da organização social Moscamed.
Em avaliações anteriores, segundo a Moscamed, “foi possível reduzir rapidamente a quantidade total de mosquitos da dengue existente em uma determinada localidade da área urbana”. No distrito de Mandacaru, localidade da cidade de Juazeiro, o nível de infestação inicial de mosquitos Aedes aegypti foi reduzido em 96% em um período de seis meses, após o início das liberações dos mosquitos, informou a organização.
Segundo a secretaria estadual de Saúde da Bahia, nos primeiros três meses de 2013, foram registrados 72 casos de dengue em Jacobina, que tem cerca de 48 mil habitantes vivendo em áreas urbanas, mas tem um histórico recente de um surto epidêmico, onde foram registrados mais de 1.700 casos e dois óbitos em 2012. As liberações dos mosquitos serão realizadas de duas a três vezes por semana e terão como ponto de partida a região noroeste da cidade.

ITABUNA: COMITÊ DE COMBATE À DENGUE ELEGE NOVA DIRETORIA

Tilson.

Tilson Mota.

O Comitê Municipal de Acompanhamento e Assessoramento das Ações de Controle da Dengue de Itabuna elegeu nova diretoria para mandato de dois anos. Foi eleito presidente Tilson Mota; vice-presidente, Carlos Correa; 1ª secretária, Aline Carvalho; e 2º secretário, Glauco Santos. O Comitê é composto por 27 representantes de instituições itabunenses e se constitui ferramenta importante na discussão e elaboração das ações para o combate aos focos da doença.
Enfermeiro do Departamento de Vigilância Epidemiológica, o presidente do Comitê Tilson Nunes Mota disse que o primeiro passo será o planejamento das ações para o segundo semestre. “Todos os representantes vão propor ações e apresentar na próxima reunião”, informou.
A nova diretoria avalia que mesmo com os números positivos, que indicam queda de casos da dengue, é preciso planejar as ações e mobilizar as pessoas. “A sociedade deve estar alerta para as atividades de prevenção. O Comitê entende que não é o momento de cruzar os braços” disse o presidente.



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia