WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘crianças’

ILHÉUS INICIA PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO AO TRABALHO INFANTIL

Início Atividades PETI. Foto: Secom Ilhéus.

Início Atividades PETI. Foto: Secom Ilhéus.

As atividades educativas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) referentes ao calendário 2017, iniciou nesta semana. No total, são mais de 80 crianças e adolescentes entre 6 a 15 anos matriculadas no Peti. Diariamente, elas têm aulas de esportes, lazer, cultura, capoeira, artes e informática, entre os turnos matutino e vespertino.

A abertura dos trabalhos se deu anteontem, 7, com uma reunião de pais e responsáveis pelos alunos. Na oportunidade, foi apresentado o programa que mostra a importância do acompanhamento familiar, bem como se verificou como o processo pode gerar bons resultados por meio dos serviços oferecidos, se houver o estreitamento de laços entre alunos, pais, responsáveis e equipe de trabalho da SDS.

Presente ao evento, a secretária de Desenvolvimento Social, Soane Galvão, falou sobre a importância do programa. “É essencial para o desenvolvimento social e educativo que crianças e adolescentes participem das atividades realizadas aqui. Buscamos um novo espaço, com mais conforto e comodidade para elas terem um melhor desempenho durante as aulas e se sentirem bem no local”, afirmou.

:: LEIA MAIS »

CRIANÇAS DO CONSTRUINDO UM FUTURO MELHOR FAZEM APRESENTAÇÃO ARTÍSTICA AMANHÃ

Crianças beneficiadas pelo projeto.

Crianças beneficiadas pelo projeto.

Os alunos do projeto CICON – Construindo um Futuro Melhor fazem apresentação artística amanhã (17), como parte do encerramento das atividades do ano letivo. As crianças e adolescentes das aulas de música e canto coral mostrarão seus talentos ao público a partir das 18 horas, em frente à sede da Associação Comercial de Ilhéus.
CICON – Construindo um Futuro Melhor atende 150 alunos com idade entre 06 e 15 anos do Centro Comunitário Nossa Senhora da Conceição, no bairro Nelson Costa. Duas vezes por semana, as crianças participam de atividades esportivas como futsal, vôlei, basquete, handebol e iniciação ao canto. Os adolescentes têm aulas de flauta doce, futsal para os garotos e ginástica rítmica para as meninas. O pré-requisito para integrar o projeto é a matrícula e frequência regular na escola.
O projeto é desenvolvido há dois anos, fruto da parceria entre a Unidade Sul do Sesi e CICON Construtora. De acordo com a coordenadora pedagógica, Fabiane Oliveira, a oferta de atividades diferenciadas para as crianças e jovens contribui para a inclusão educacional e social, uma vez que residem numa área de vulnerabilidade social. A equipe que acompanha os alunos é composta ainda pela coordenadora esportiva Arlinda Siqueira e os professores Helder Celestino, Verônica Ribeiro e Solange Skromov.

CRIANÇAS PROIBIDAS DE BRINCAR EM CONDOMÍNIO ILHEENSE

proibidoEssa foi a medida adotada pela síndica do condomínio Jardim Boa Vista, no bairro do Pacheco, em Ilhéus.
Em decreto, ela proibiu terminantemente as crianças que residem no condomínio de jogar bola, vôlei, andar de skate e qualquer outra prática recreativa nas dependências do conjunto habitacional.
Caso queiram se divertir, segundo o decreto, que façam apenas dentro de uma sala batizada de “espaço de convivência”, com poucos metros quadrados.
Tal decisão revoltou os moradores, que afirmam tratar-se de um afronte ao Estatuto da Criança e do Adolescente.
Vale ressaltar que o artigo 31 da Convenção dos Direitos da Criança, da ONU afirma: “Toda criança tem o direito ao descanso e ao lazer, a participar de atividades de jogo e recreação apropriadas à sua idade e a participar livremente da vida cultural e das artes”.
Segundo um morador, a ordem é que os seguranças do condomínio, caso flagrem alguma criança brincando, tomem a bola, o skate ou o que estiver sendo usado no lazer em questão.
Ele afirma que os órgãos competentes já foram informados da situação e que inclusive o Conselho Tutelar já foi ao condomínio.
Só que, até o momento, nenhuma atitude concreta foi tomada.
Por enquanto, lá, continua em vigor o decreto: Proibido brincar.
Clique no “Leia Mais” e veja o decreto. :: LEIA MAIS »

CRIANÇAS EM PROPAGANDAS: MINISTÉRIO PÚBLICO FECHA O CERCO

publicidade_infantil
A Associação Brasileira de Produção de Obras Audiovisuais (Apro) realizou nessa quinta-feira 31, um encontro com produtoras e jornalistas para debater sobre as novas orientações jurídicas quando as produções audiovisuais (que engloba cinema, TV e digital) usarem casting infantil e juvenil. A determinação, que também inclui a fotografia, é do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

De acordo com o TRT, a participação das crianças nas gravações é considerada como trabalho, e por isso, devem estar de acordo com as leis trabalhistas. Para isso, será necessário fazer um pedido de alvará, com no mínimo dez dias de antecedência da filmagem, para cada criança.

A decisão é apoiada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e determina que crianças até 16 anos precisam de alvará de autorização para poder gravar. Vale lembrar que a necessidade do documento não é para a veiculação do conteúdo, e sim para a gravação. E por isso, coloca outros obstáculos no caminho das produções.

GALINHA PINTADINHA SEQUER TINHA SHOW AGENDADO EM ITABUNA

A agenda do grupo.

A agenda do grupo.

A organização da Expoita prometeu para as 10h desta segunda-feira (14) explicações sobre o atraso de cinco horas para o início do espetáculo infantil “Galinha Pintadinha”. Para frustração de milhares de pais e crianças, o espetáculo estava marcado para às 16h, mas só começou às 21h.
Além de ter de aguentar o atraso, o público presente no parque de exposições  de Itabuna ficou com uma baita dúvida: a atração era a original ou um genérico para enrolar os pequeninos?
Há quem aposte na segunda opção. Para reforçar as dúvidas, numa verificada básica ao site do espetáculo, logo se vê que não havia show da Galinha Pintadinha para Itabuna no sábado (12). O grupo estava em turnê por Santa Catarina durante todo o fim de semana.
Agora, só nos resta ouvir as explicações dos organizadores da exposição.

SEMANA DEDICADA ÀS CRIANÇAS E AO ALEITAMENTO MATERNO NO HMN

brincando de coisa seriaAções de promoção à saúde da criança são realizadas durante toda a semana no Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, através do projeto “Brincando de Coisa Séria”. Atividades lúdicas, educativas e de formação científica integram a programação que marca a passagem do Dia da Criança e a Semana Interdisciplinar do Aleitamento Materno.
A iniciativa conta com o apoio da provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna e colaboração direta das Irmãs Auxiliadoras e parceria de instituições de ensino.
O objetivo é incentivar o desenvolvimento integral da criança na primeira infância, prevenir a violência na infância e adolescência, um pré-natal de qualidade, além de um nascimento seguro e humanizado e consequente atenção à saúde do recém-nascido e correto aleitamento materno.
Nesta quarta-feira (9), a partir das 15h30min, serão realizadas atividades lúdicas com brincadeiras com palhaço, apresentações de ballet e do grupo musical “As Sapecas”. Já às 19h, será ministrada a palestra “Formação de Grupos de apoio ao aleitamento Materno”, com a enfermeira e mestra da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Isabel Cristina Piton Lins. O tema “Aleitamento Materno e nutrição na primeira infância” será debatido pela nutricionista Paulina Barros.
Para encerrar a programação do projeto “Brincando de Coisa Séria”, na sexta-feira (11) será levada muita diversão para as crianças internadas no Hospital Manoel Novaes. Durante toda a tarde, as crianças poderão visitar “barraquinhas’ de jogos de pescaria, tiro ao alvo e de argolas, brincar em pula-pula, piscina de bolinhas, em jogos Xbox, entre outros.

CRECHE DE MÁ QUALIDADE PODE CAUSAR IMPACTO DE LONGO PRAZO ÀS CRIANÇAS

De acordo com pesquisadores da USP, Fundação Getúlio Vargas e da ONU, creches de má qualidade podem fazer com que as crianças tenham desempenho escolar pior do que as que não frequentaram esse tipo de unidade.
Especialistas analisaram as notas de matemática de crianças da 4ª série que participaram do Sistema de Avaliação de Educação Básica (Saeb), em 2005, levando em consideração também a escolaridade das mães. O objetivo era saber se ir à creche trazia resultados positivos para as crianças.
Eles perceberam que, entre os filhos de mães com baixa escolaridade, os que frequentaram creches tiveram resultado pior no Saeb do que os que não frequentaram. O impacto positivo nas notas dos alunos só ocorreu nos casos em que as mães das crianças estudaram pelo menos até os últimos anos do ensino fundamental.
:: LEIA MAIS »

cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia