WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
ilheus brindes
setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

:: ‘corrupção’

POPULAÇÃO TERÁ PAPEL DECISIVO NA CASSAÇÃO DE JABES

Câmara votará pela cassação do prefeito de Ilhéus por grave crime de improbidade administrativa.

Câmara votará pela cassação do prefeito de Ilhéus por grave crime de improbidade administrativa.

Conforme publicamos mais cedo, o vereador Alisson Mendonça (PT), encaminhou ao presidente da câmara de vereadores de Ilhéus, o pedido de cassação do prefeito Jabes Ribeiro (PP).
Segundo postagem do citado vereador, em seu perfil no Facebook, o vice-prefeito Cacá Colchões, enquanto estava interinamente no cargo, publicou o orçamento de 2014 e Jabes, quando retornou das férias, o executou, sem a câmara apreciar e votar os vetos.
Conforme denúncia do blog Agravo, o prefeito já teria realizado pagamento de folha e algumas outras despesas com o orçamento, algo que é totalmente inconstitucional.
Alisson afirma que tal situação, iguala a atual gestão à do ex-prefeito Valderico, no quesito “gravíssimo crime de improbidade administrativa”.
Agora, basta saber se a câmara decidirá ou não pela cassação de Jabes. E para que isso ocorra, a população terá papel fundamental, indo em peso nas próximas e decisivas sessões, e, pressionando, olho no olho, os seus vereadores, eleitos justamente para denunciar e fiscalizar descalabros como os que estão sendo cometidos no Paranaguá.
Pois é amigos. Mais do que nunca, está em nossas mãos o futuro político de Ilhéus.

SELEÇÃO DA SAÚDE EM ILHÉUS: CRITÉRIO PARA CONSEGUIR VAGA É SER AMIGO DE VEREADOR ALIADO DO PREFEITO

risada
Competência? Experiência na área? Melhor desempenho na prova? Demonstração de conhecimento?
Nada disso caros leitores. Para que uma pessoa fosse agraciada com uma das vagas na seleção pública da secretaria munipal de Saúde em Ilhéus, os critérios em voga eram outros.
Vejamos um caso que se sucedeu.
Duas nutricionistas apresentaram seus documentos. Uma, com bastante experiência na área, e a outra, recém saída da faculdade, foi estagiária da primeira.
Acontece que, a estagiária, tinha uma carta na manga: Em meio aos documentos apresentados estava a cópia da sua nomeação como assessora de um vereador da base aliada do prefeito Jabes Ribeiro.
Aí a parada ficou fácil. Quem ficou com a vaga foi a amiga do vereador. E, segundo informações, foi uma regra estabelecida pela alta cúpula do Paranaguá, e, todos da base aliada foram beneficiados com a prática.
Estão vendo só como são as coisas? Em Ilhéus, mais vale ser apaniguado de um vereador jabista do que ter competência profissional.
Tá certo isso produção?

O QUE FALTA PARA JABES SER CASSADO?

prefeito JabesIsso é o que a enorme maioria dos ilheenses se questionam diariamente, ante a enxurrada cotidiana de denúncias contra o prefeito ilheense Jabes Ribeiro.
Ontem (03), divulgamos aqui que o gestor ilheense foi obrigado pelo Ministério Público a devolver R$ 14 milhões aos cofres públicos.
Ou seja, se ele foi intimado a devolver é porque o dinheiro não é dele. E, se o dinheiro não lhe pertence, logo, podemos considerá-lo como sendo um usurpador de coisas alheias. Resumindo: ladrão. Com o perdão da terminologia chula, porém, deveras realista.
Ora bolas, qual é o lugar que um ladrão deve estar alojado?
Por enquanto, por mais absurdo que isso possa parecer, sentadinho e sorridente no trono de prefeito do palácio Paranaguá.
Caso resolvamos fazer uma nada aprazível visitinha às instalações do presídio Advogado Ariston Cardoso, lá, teremos a oportunidade de nos deparar com traficantes, assassinos, latrocidas e ladrões. Esses últimos, com certeza, se vivessem duas ou três vidas, desempenhando intensivamente as suas “profissões”, jamais acumulariam a quantia que o prefeito Jabes Ribeiro terá que devolver aos cofres públicos municipais.
Isso sem falar nos absurdos casos mais recentes, como o dos R$ 3 milhões usados para contratar um empresa que faria o serviço de recapeamento asfáltico, sendo que nada foi feito, e a compra das rosquinhas para as crianças engolirem a seco como merenda escolar.
Ah, tem também a situação das escolas municipais e postos de saúde fechados, ano letivo atrasado, perseguições à servidores e esquema de corupção para beneficiar apaniguados nas seleções públicas sucedidas no município.
Ante todos esses casos, repetimos o questionamento do título dessa postagem: O que falta para Jabes ser defenestrado do cargo de prefeito?
Vale ressaltar que não podemos esperar nada da câmara de vereadores, composta na sua maioria, por vereadores que dão sustentação ao desgoverno convencionado e rezam na cartilha de Jabes, como cães adestrados, que, após receberem um comando, são compensados com alguma espécie de benefício.
Só nos resta esperar que a justiça seja feita, e que coloque o prefeito onde de fato ele deveria estar. Ou seja, longe do Paranaguá, e perto dos seus colegas de profissão. Bem ali, em uma nada simpática instalação situada na avenida “Esperança”.
Que seja ela a última a morrer…

PF DESARTICULA MAIOR ESQUEMA DE FRAUDE DA HISTÓRIA DA CAIXA

caixa-economica-fachada-banco-2005-size-598A Polícia Federal iniciou, na manhã deste sábado (18), uma operação para combater a que é apontada como a maior fraude já sofrida pela Caixa Econômica Federal.
Foram emitidos, pela Operação Éskhara, cinco mandados de prisão preventiva, 10 mandados de busca e apreensão e um mandado de condução coercitiva nos Estados de Goiás, Maranhão e São Paulo.
De acordo com a PF, a fraude consistiu na abertura de uma conta corrente na agência do município de Tocantinópolis (TO), em nome de uma pessoa fictícia, criada para receber um falso prêmio da Mega-Sena no valor aproximado de R$ 73 milhões.
O dinheiro foi creditado e, em seguida, transferido para diversas outras contas. As investigações apontam para a participação no esquema de um suplente de deputado federal maranhense.
O gerente geral da agência de Tocantinópolis foi preso, por envolvimento no crime. Até o final da manhã, a PF também já havia apreendido aproximadamente 70% do dinheiro desviado.
Participam da operação 65 agentes federais. Os acusados serão indiciados pelos crimes de peculato, receptação majorada, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas, caso condenados, podem chegar a 29 anos de reclusão.

RENDA DE 24 AMISTOSOS DA SELEÇÃO BRASILEIRA FOI DESVIADA PARA OS EUA

TRIBUNA
Esquema ocorreu desde 2006, na gestão de Ricardo Teixeira.

Esquema ocorreu desde 2006, na gestão de Ricardo Teixeira.

renda de 24 amistosos da seleção brasileira foi desviada para contas nos EUA durante gestão de Ricardo Teixeira na CBF. As contas eram de empresas com sede nos Estados Unidos, registradas em nome de Sandro Rosell, atual presidente do Barcelona e ex-representante da Nike no Brasil. Ele é amigo íntimo do ex-presidente da CBF. A notícia foi veiculada na edição desta quinta-feira (15/08) do jornal “O Estado de S. Paulo”.
Segundo o jornal, a prática foi comum a partir de 2006. De acordo com a reportagem, a ISE, empresa que gerencia os amistosos da seleção, fechou um acordo para negociar 24 amistosos com a empresa Uptrend Development LLC, com sede em Nova Jersey. A assinatura no contrato é de Alexandre R. Feliu, o nome oficial de Sandro Rosell Feliu.
Pela reportagem, os lucros de cada partida da seleção, cerca de US$ 1,6 milhão, eram divididos. Uma parte ia para a CBF e a outra para a conta da empresa de Rosell. Pelas contas divulgadas,  US$ 1,1 milhão seguia para a CBF como pagamento pelo cachê. O restante, cerca de US$ 450 mil, era encaminhado para contas nos EUA em uma empresa de propriedade de Rosell.
O contrato divulgado pelo jornal aponta que pelos 24 jogos o valor total previsto seria de US$ 10,9 milhões para a empresa nos EUA. Dividido por 24  chega-se ao valor de US$ 450 mil por jogo.

NÃO MEXA COM PASTOR CORRUPTO, PREGA MALAFAIA

Um vídeo bastante polêmico foi postado nesta segunda-feira (29) no YouTube: o pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus, faz uma pregação intimidadora aos fiéis. Ele pede aos crentes para não denunciarem os pastores ladrões, “pois ninguém deve se meter com os ungidos de Deus”. Confira.

 

SOCIEDADE NÃO ACREDITA NO COMBATE À CORRUPÇÃO

corrupçãoA organização não governamental (ONG) Transparência Internacional divulgou estudo hoje (9) em que mostra o descrédito das pessoas nas instituições públicas para combater a corrupção no mundo. Pelo menos uma em cada quatro pessoas admite que pagou suborno por serviços públicos. Mas a pesquisa revela que dois terços daqueles que receberam propostas de suborno negaram a oferta
Os entrevistados dizem que a corrupção se agravou nos últimos anos e defendem o combate à prática. Denominado O Barômetro Global da Corrupção 2013, o levantamento ouviu 114 mil pessoas em 107 países, no período de setembro de 2012 a março de 2013, e mostra que a corrupção é um fenômeno amplo. É a oitava versão da pesquisa sobre o mesmo tema, envolvendo vários países.
Dos entrevistados, 27% admitiram que pagaram suborno para ter acesso a serviços públicos e instituições no último ano. De acordo com a pesquisa, nove em cada dez pessoas disseram que estão dispostas a colaborar para combater a corrupção.
O trabalho mostra ainda que dois terços daqueles que receberam propostas de suborno negaram a oferta, sugerindo, segundo os pesquisadores, que os governos, a sociedade civil e o setor empresarial devem intensificar seus esforços para conseguir que as pessoas contribuam para reverter a corrupção.
A presidenta da Transparência Internacional, Huguette Labelle, disse que os índices de suborno em nível mundial ainda são elevados, mas o fato de o cidadão querer combater a prática e a corrupção em geral deve ser avaliado como positivo.
O  Barômetro Global da Corrupção 2013 alerta também que em vários países os entrevistados demonstraram não confiar nas instituições encarregadas de combater a corrupção e outros delitos. Em 36 países, eles citaram a polícia como o setor mais corrupto. Nos mesmos locais, a polícia é apontada como responsável por 53% dos pedidos de suborno.
:: LEIA MAIS »

DIA HISTÓRICO: UM DEPUTADO VAI PARA A CADEIA PELA PRIMEIRA VEZ NO BRASIL

AGÊNCIA BRASIL
Deputado federal Natan Donadon se entregou hoje à polícia e foi conduzido ao presídio,

Deputado federal Natan Donadon se entregou hoje à polícia e foi conduzido ao presídio.

Primeiro deputado federal preso durante o exercício do mandato desde a promulgação da Constituição Federal de 1988, Natan Donadon (RO) será levado ainda na tarde de hoje (28) para o presídio da Papuda, em Brasília. Segundo a Polícia Federal (PF), neste momento, ele está sendo levado para a Vara de Execuções Penais, em Brasília, para se apresentar ao juiz. No presídio, de acordo com a PF, o deputado vai ficar separado dos demais presos, em cela especial.
Condenado pelo Supremo Tribunal Federal pelos crimes de peculato e formação de quadrilha, Donadon se apresentou ao superintendente da Polícia Federal, Marcelo Mosele, em uma parada de ônibus, na área sul da capital federal, com o advogado Nabor Bulhões.
Ontem (27), o PMDB de Rondônia comunicou a expulsão do deputado Natan Donadon condenado a 13 anos, quatro meses e dez dias de prisão por desvio de R$ 8,4 milhões da Assembleia Legislativa de Rondônia, quando era diretor financeiro da instituição. O irmão de Natan, deputado estadual Marcos Donadon, também foi expulso do partido por condenação da Justiça.

2 MIL ILHEENSES VÃO ÀS RUAS CONTRA A CORRUPÇÃO. CONFIRA FOTOS

Cartaz mostra insatisfação. Foto: Fábio Bomfim/Ilhéus 24h.

Cartaz mostra insatisfação. Foto: Fábio Bomfim/Ilhéus 24h.

O Movimento Reúne Ilhéus realizou nesta quarta (26) novo protesto pelas ruas do centro da cidade. Compondo a marcha nacional contra a corrupção, o grupo iniciou as atividades às 14h, mesmo com a possibilidade de chuva e um adversário de peso, o jogo da seleção brasileira.
Os empecilhos foram facilmente batidos e cerca de 2000 manifestantes caminharam pelo centro da cidade com cartazes pedindo punição para políticos corruptos e melhorias na educação e saúde.
O ato foi encerrado agora pouco, com a liberação do trânsito na região central, principalmente na ponte do Pontal.
Mais fotos do protesto você vê ao clicar no Leia mais. As imagens são do repórter Fábio Bomfim.

:: LEIA MAIS »

CORRUPÇÃO AGORA É CRIME HEDIONDO

AGÊNCIA BRASIL
congressoO plenário do Senado aprovou hoje (26) projeto de lei que inclui as práticas de corrupção ativa e passiva, concussão, peculato e excesso de exação na lista dos crimes hediondos. Com isso, as penas mínimas desses crimes ficam maiores e eles passam a ser inafiançáveis. Os condenados também deixam de ter direito a anistia, graça ou indulto e fica mais difícil o acesso a benefícios como livramento condicional e progressão do regime de pena. O projeto agora segue para a Câmara.
O autor do projeto, senador Pedro Taques (PDT-MT), justifica que esses crimes são delitos graves praticados contra a administração pública que “violam direitos difusos e coletivos e atingem grandes extratos da população”. “É sabido que, com o desvio de dinheiro público, com a corrupção e suas formas afins de delitos, faltam verbas para a saúde, para a educação, para os presídios, para a sinalização e construção de estradas, para equipar e preparar a polícia, além de outras políticas públicas”, diz o autor do projeto.
O texto original de Taques, contudo, previa a qualificação como hediondo apenas para os crimes de corrupção ativa e passiva e de concussão (obter vantagem indevida em razão da função exercida). O relator do projeto, senador Álvaro Dias (PSDB-PR), incluiu em seu parecer também os crimes de peculato (funcionário público que se apropria de dinheiro ou bens públicos ou particulares em razão do cargo) e excesso de exação (funcionário público que cobra indevidamente impostos ou serviços oferecidos gratuitamente pelo Estado).
“Sem a inclusão do peculato e do excesso de exação, a proposição torna o sistema penal incoerente, pois não há razão justificável para considerar crimes hediondos a corrupção e a concussão e não fazê-lo em relação ao peculato e ao excesso de exação”, alega Dias.
O relator também acatou emenda do senador José Sarney (PMDB-AP) para incluir homicídio simples cometido de maneira qualificada na categoria de crimes hediondos. Sarney alegou que um crime praticado contra a vida está entre os mais graves e não poderia ficar fora da lista.
Foi aprovada ainda emenda do senador Wellington Dias (PT-PI) que aumenta a pena do crime de peculato em até um terço quando ele for considerado qualificado, ou seja, cometido por autoridades e agentes políticos.

dom eduardo

arquiteto













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia