WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘cinema’

COSTA DO CACAU: QUATRO PRAIAS EM ESTADO IMPRÓPRIO PARA BANHO

praias-urbanas-malhado

Das praias avaliadas pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema) na Costa do Cacau, Litoral Sul – BA, quatro se encontram em estado impróprio para banho neste fim de semana.

O Inema recomenda que os banhistas evitem as praias de : Malhado (próximo ao bar do Litrão) , Marciano (próxima a escultura da Sereia),  Sul ( Enfrente as barracas, em direção ao Aeroporto) e Opaba (próximo a barraca Brilho de Luau).

O material é analisado e os exames bacteriológicos confirmam as praias impróprias para o banho. A praia é considerada própria quando houver no máximo em 80% das amostras, 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou ainda 100 enterococos por 100 mL de água. Ainda que nas análises anteriores a qualidade da água esteja dentro dos parâmetros considerados próprios para banho, se o valor obtido na última amostragem for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água, a praia é considerada imprópria. Esses critérios foram estabelecidos pela resolução 274/2000 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

UBATÃ GANHA CINEMA… MAIS UMA OPÇÃO PARA OS ITABUNENSES

Cinema cheio em Ubatã.

Cinema cheio em Ubatã.

Um investimento de duzentos mil reais devolveu a Ubatã, pequena cidade da região cacaueira, três salas de cinema, que funcionam no centro da cidade. O Cine Center virou ponto de encontro dos moradores locais, como informa reportagem do site Ubatã Notícias.

A empreitada é de um empresário da cidade, que não poupou recursos para manter a boa acústica e trazer os principais filmes em cartaz.

Em tempo: Itabuna, cidade com mais de 200 mil habitantes, está há anos sem cinema. O último fechou durante reformas no shopping Jequitibá. Promessas de reabertura não faltam, mas concretizá-las que é o bicho. Agora, além das salas de Ilhéus, os itabunenses têm mais uma opção.

CINEMA COM PIPOCA NA FAIXA EM ITABUNA

Django desacorrentado Cine Ficc
O projeto “Cine FICC”, da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) coloca em cartaz na próxima terça-feira (25), o filme “Django Livre”, dirigido por Quentin Tarantino. O filme foi produzido em 2012 e traz, no elenco, nomes como Leonardo Di Caprio, que interpreta Calvin Candie, Jamie Foxx na pele de Django, Christoph Waltz como o Dr. King Schultz e Samuel Lee Jackson como Stephen.
O filme conta a história de Django, um escravo liberto que, sob a tutela de um caçador de recompensas alemão, Christoph Waltz, torna-se um mercenário perigoso. Depois de auxiliar seu mentor em alguns trabalhos por dinheiro, os dois partem para uma missão pessoal: encontrar e libertar a esposa de Django das garras de um fazendeiro inescrupuloso.
O filme recebeu críticas muito positivas e foi indicado para cinco categorias no Oscar 2013, incluindo a de “Melhor Filme”. O ator Christoph Waltz recebeu vários prêmios por sua atuação. Entre eles, o Globo de Ouro, BAFTA e seu segundo Oscar de “Melhor Ator Coadjuvante”.
As sessões do “Cine Ficc” acontecem todas as terças, sempre a partir das 19hs. A entrada é franca e a pipoca é de graça.
Serviço
CINE FICC – “DJANGO DESACORRENTADO”
Data: 25 de fevereiro de 2014 (terça-feira)
Hora: 19hs
Local: Sede da FICC – Praça Laura Conceição, 339 – Centro – Itabuna / BA
Classificação Indicativa: 16 anos

WAGNER MOURA: SER RADICAL COMO ARTISTA É DIFERENTE DE HUMILHAR OS OUTROS

É uma pena que muitos comediantes, e não só comediantes, mas muitos artistas jovens brasileiros sejam de direita, sejam garotos fascistas.

É uma pena que muitos comediantes, e não só comediantes, mas muitos artistas jovens brasileiros sejam de direita, sejam garotos fascistas.

Após o frio alemão, Wagner Moura fará uma viagem pela máfia internacional na Tríplice Fronteira, com direito a escala para viver o Bozo. O ator está no Festival de Berlim, onde apresenta hoje “Praia do Futuro”, filme de Karim Aïnouz que traz Wagner de volta à competição de uma das mais importantes mostras do mundo, a mesma que deu a “Tropa de elite” um Urso de Ouro em 2008.
No filme de Karim, Wagner interpreta um salva-vidas brasileiro que tenta uma nova vida na Alemanha, trama que pode ser relacionada à sua recente trajetória profissional: ele não abandonou o Brasil, mas tornou-se conhecido no mundo desde que estrelou “Elysium” (2013), de Neill Blomkamp, e deve ganhar popularidade com as estreias de “Trash”, de Stephen Daldry, prevista para o primeiro semestre, e de “Rio, eu te amo”, filme em episódios de vários diretores, que também deve chegar às telas neste ano.
Em paralelo, Wagner prepara-se para viver o palhaço Bozo e para voltar a trabalhar com José Padilha (de “Tropa…”) numa trama sobre o crime internacional na fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai. Em entrevista em Berlim, o ator, de 37 anos, disse admirar os rolezinhos, chamou o governo Dilma de “incompetente em várias áreas” e afirmou lamentar que muitos dos novos comediantes brasileiros “sejam garotos fascistas”.
Clique no “Leia Mais” e confira na íntegra a entrevista que o ator concedeu ao jornal O Globo.
:: LEIA MAIS »

ARTE, CULTURA E ENTRETENIMENTO NA TENDA TEATRO POPULAR DE ILHÉUS

Foto: Karoline Vital.

Foto: Karoline Vital.

A Tenda Teatro Popular de Ilhéus oferece programação de quarta (12) até domingo (16) com modalidades artísticas variadas.
Nessa quarta, o “Cineclube Équio Reis” apresenta uma série de vídeos nacionais e internacionais, indicada para todos os públicos. A exibição é gratuita e acontece em frente ao espaço cultural, onde a plateia pode se acomodar em cadeiras e divertir-se com as diferentes linguagens.
A “Quinta da Dança” surpreende o público a cada semana, com estilos de dança de várias culturas e épocas. A sessão começa a partir das 20 horas.
Já na sexta, o “Auto do Boi da Cara Preta” celebrará a cultura popular, misturando o canto das lavadeiras, o coco, o xaxado e o aboio dos vaqueiros ao rock e ao blues. A montagem tem texto de Romualdo Lisboa, direção musical de Elielton Cabeça, e direção geral de Tânia Barbosa. Em cartaz desde 2007, o elenco do musical canta, dança e executa a trilha sonora ao vivo. A apresentação começa às 20 horas e é livre para todas as idades.
No “Sábado Sim”, clássicos da música popular brasileira irão embalar a Tenda TPI. Acompanhada por por Lito Vieira no violão de sete cordas e Luquinha na percussão, Eloah Monteiro interpretará grandes clássicos do samba. A artista multifacetada, que além de cantora é atriz, escritora e jornalista, apresentará músicas que marcaram sua infância e também seus 14 anos de carreira.
A arte circense itinerante do “Circo Show Brasil” abrilhanta a programação da Tenda TPI no domingo. Às 17 horas, matinê especial para as crianças. E, às 20 horas, espetáculo para toda família. Trapezistas, equilibristas, acrobatas, contorcionistas, atirador de facas, números de mágica e a irreverência dos palhaços Shampoo e Radiola fazem parte das atrações. O Circo Show Brasil é proprietário da estrutura alugada pelo Teatro Popular de Ilhéus, desde abril do ano passado. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5.
As entradas para os espetáculos de dança, música e teatro custam R$ 20 e R$ 10 para estudantes, idosos e titulares do Cartão TPI. Quem desejar aderir ao programa de fidelização deve preencher uma ficha com dados pessoais e pagar R$ 25. Os associados ainda têm direito a descontos em produtos, cursos e oficinas durante um ano.

CINE FICC EXIBE “BICHO DE SETE CABEÇAS” NESTA TERÇA

bicho de sete cabeçasA partir desta terça-feira, 22, os apreciadores do cinema nacional poderão curtir uma série de sucessos no Cine FICC. O aclamado e premiado “Bicho de 7 cabeças” será o primeiro a ser exibido. O drama, datado de 2000 e dirigido por Laiz Bodanzky, é baseado no livro autobiográfico de Austregésilo Carrano Bueno.
O longa-metragem conta a história Wilson de Souza Neto, vivido por Rodrigo Santoro, que é internado em um hospital psiquiátrico após seu pai descobrir um cigarro de maconha em seu casaco. Lá, Neto é submetido a situações abusivas. O filme, além de abordar a questão dos abusos feitos pelos hospitais psiquiátricos, também aborda a questão das drogas e a relação entre pai e filho.
O filme abriu portas para uma nova maneira de pensar sobre as instituições psiquiátricas no Brasil, e em torno disso, foi aprovada pelo Congresso Nacional uma lei que proíbe a construção dessas instituições. O elenco de Bicho de Sete Cabeças, foi premiado em vários festivais. Seus atores e atrizes receberam prêmios de “Melhor Ator”, para Rodrigo Santoro, que fazia seu primeiro longa-metragem, “Melhor Atriz” para Cássia Kiss e “Melhor Ator Coadjuvante” para Gero Camilo e Othon Bastos.
A exibição começa às 19 horas, na Sala de Cinema da FICC, na Praça Laura Conceição, 339 (Praça da Catedral), no Centro. A entrada é franca e a pipoca é grátis.

ITABUNA TEM CINEMA COM PIPOCA NA FAIXA

Cena do filme.

Cena do filme.

Pois, Itabuna não tem cinema comercial, mas não é por isso que você não pode desfrutar da sétima arte sem sair da cidade. A Fundação Cultura de Itabuna (FICC) apresenta, nesta terça (17), mais uma sessão de cinema gratuita e, para completar, com pipoca de graça.
Na telona, a fundação traz hoje a comédia dramática “O Cozinheiro, o Ladrão, Sua Mulher e o Amante”. O filme conta com um interessante roteiro e impecável direção de Peter Greenaway.
Conta a estória de um grosseiro e extravagante gângster, brilhantemente interpretado por Michael Gambon. Ele, ao lado de sua educada esposa Georgina estrelado por Helen Mirren, janta todas as noites em um restaurante em companhia de seus capangas.
A exibição começa às 19h, na Sede da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), na Praça Laura Conceição, 339, no Centro.

BRASIL INVESTIU MAIS DE R$ 18 MILHÕES EM 17 FILMES QUE NUNCA CHEGARAM AO GRANDE PÚBLICO

O GLOBO
Marco Ricca e Paulo Betti caracterizados nas filmagens de 'Chatô', um dos 17 longas que usaram dinheiro público e nunca saíram do papel.

Marco Ricca e Paulo Betti caracterizados nas filmagens de ‘Chatô’, um dos 17 longas que usaram dinheiro público e nunca saíram do papel.

Nos últimos 20 anos, o Brasil investiu R$ 18,7 milhões na produção audiovisual brasileira sem obter qualquer retorno. A cifra nunca deu origem a filme algum nem foi devidamente devolvida aos cofres públicos. Ela é a soma de tudo o que foi captado, via renúncia fiscal, por 17 projetos que hoje integram uma espécie de lista negra da Agência Nacional do Cinema (Ancine): a das produções com contas reprovadas.
Se fosse aplicado, esse valor seria suficiente para produzir três filmes do porte de “2 filhos de Francisco” (2005), que custou cerca de R$ 6 milhões, ou nove “O som ao redor” (2013), orçado em pouco menos de R$ 2 milhões.
A lista foi solicitada à Ancine com base na Lei de Acesso à Informação. Na relação existem projetos para públicos diversos. Há, por exemplo, uma adaptação do livro “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll, que deveria ter saído do papel em 1996; uma do romance “Memorial de Maria Moura”, de Rachel de Queiroz, idealizada em 1997; um documentário com depoimentos de Betinho, de 1998; e o polêmico longa-metragem “Chatô, o rei do Brasil”, para o qual o produtor Guilherme Fontes começou a captar dinheiro em 1995. O valor investido também varia muito. Numa ponta está o doc sobre Betinho, que captou R$ 8 mil; na outra, “Chatô”, com R$ 8,6 milhões.
Segundo a Ancine, as 17 produtoras da lista não podem “aprovar novos projetos, prorrogar, redimensionar, remanejar ou obter autorização para movimentar recursos já aprovados”. Elas também estão “impedidas de contratar com o Fundo Setorial do Audiovisual ou receber apoio de fomento direto da agência”.
Mas, hoje, a maioria dessas produtoras não é sequer localizável. Muitas talvez nem existam mais.
:: LEIA MAIS »

WAGNER MOURA DIRIGIRÁ FILME SOBRE CARLOS MARIGHELLA

wm
O ator Wagner Moura não para. Mesmo longe da televisão, o baiano está envolvido em vários projetos relacionados ao cinema, dentre eles, a atuação nos filmes “Serra Pelada”, “Elysium” e “Trash”.
A novidade agora é que o ator também fará sua estreia na direção de um longa. O projeto está relacionado, inclusive, à vida de outro baiano: Carlos Marighella.
A família do líder comunista, assassinado em 1969, já autorizou o projeto. Baseado no livro “Marighella: O Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo”, do jornalista carioca Mário Magalhães – que também já cedeu os direitos de adaptação -, a adaptação contará com ajuda da teatróloga Maria, neta do guerrilheiro.

ILHÉUS: NELSON COSTA RECEBE VISITA DO CINECLUBE ÉQUIO REIS

cinema
Depois de visitar Nossa Senhora da Vitória, Basílio e Conquista, o Cineclube Équio Reis Itinerante termina sua circulação no bairro Nelson Costa. Na noite desta terça-feira (30), será exibido o documentário Muito além do peso.
A projeção começa às 19 horas, na sede da Filarmônica Capitania dos Ilhéos, com entrada franca. A iniciativa é do Núcleo de Produção Audiovisual do Teatro Popular de Ilhéus com apoio da comunidade local.
O filme que será exibido nesta terça-feira mostra o drama de crianças que sofrem de doenças típicas de adultos, como problemas cardíacos e diabetes. O longa-metragem discute também a obesidade infantil, apontando os motivos de 33% dos pequenos brasileiros estarem acima do peso. O documentário dirigido por Estela Renner é livre para todos os públicos.
O Cineclube Équio Reis acontece desde 2009, exibindo filmes uma vez por semana sempre com entrada franca. Em novembro de 2012, foi estabelecida parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz, passando a exibir produtos realizados ou apoiados pelo Curso de Comunicação Social. No mês de agosto, o projeto volta a exibir trabalhos dos acadêmicos.


primark
debenhams
cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia