dezembro 2014
D S T Q Q S S
« nov    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: ‘Castelo Novo’

COELBA DEIXA COMUNIDADES ILHEENSES NO ESCURO

sem energia elétrica
Há cerca de três meses, denunciamos que as comunidades ilheenses de Castelo Novo, Ribeira das Pedras, Lava Pés e adjacências, estavam sofrendo com constantes interrompimentos de energia elétrica. (Leia aqui)
Pois é, em contato com a nossa redação, moradores de lá afirmam que o problema prossegue, e nenhuma providência foi tomada por parte da Coelba.
Segundo os moradores, somente essa semana foram dois dias na escuridão.
Com isso, além dos prejuízos com as comidas estragadas, bares, fábricas de polpa e casas de farinha sem funcionar, não consegue-se dormir, pois sem ventilador, as muriçocas transformam as noites em verdadeiros pesadelos. Sem falar nos idosos que ficam impedidos de usar as máquinas de nebulização.
Mais um desserviço propiciado pela Coelba, que, quando atrasamos as contas, não pensa duas vezes em cortar o fornecimento. Porém, nesses casos, mesmo sendo avisada várias vezes, durante vários meses, age com total irresponsailidade e descompromisso com os cidadãos.
Seria um caso para interferência do Ministério Público?

ILHÉUS: MORADORES DE CASTELO NOVO SOFREM COM A SITUAÇÃO DA ESTRADA

Conforme noticiamos AQUI, a vida dos moradores do distrito da Lagoa Encantada se converteu em uma espécie de via crúcis.
Isso devido ao estado de conservação da estrada vicinal que dá acesso à localidade, que impossibilita que os coletivos que fazem linha para lá, completem o itinerário.
Como resultado disso, os moradores, caso queiram vir até a sede do município, estão sendo obrigados a caminhar cerca de 8km, além de pagar a passagem.
Pois bem, hoje obtivemos informações afirmando que a situação dos moradores do distrito de Castelo Novo é bem parecida.
Segundo um dos moradores, também devido ao estado da via que dá acesso à comunidade, os coletivos não conseguem chegar até o ponto final, e as pessoas estão sendo obrigadas a completar o trajeto de 4km, a pé.
Mais um caso que merece a interferência positiva da secretaria municipal competente.

whatsapp





grapiuna web pop

twitter
facebook