outubro 2014
D S T Q Q S S
« set    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘cargos comissionados’

“ELES SÃO DISCRETOS E SILENCIOSOS”: JABISTAS ANDAM CALADOS

boca-fechadaO que era fervor na defesa de um novo velho governo, se tornou silêncio sepulcral. Onde havia ânimo, hoje se percebe as vistas grossas convencionadas.
Sim, estamos falando dos outrora sagazes defensores do jabismo, mas que, ante a avalanche de denúncias que insistem em cair sobre o Paranaguá, se converteram em seres discretos e silenciosos.
E quem vai dizer que eles não estão certos? Afinal de contas, não há outra alternativa. Não há como defender o indefensável. Então, é melhor calar.
No Facebook, eles andam cada vez mais “pianinhos”. Só lhes restam reproduzir a velha ladainha sem o menor crédito: “Tudo que há de ruim nesse governo, é culpa do PT”.
Para eles os argumentos acabaram. Não há nada mais a ser dito.
O que falar do caso da empresa fantasma, com sede no Teotônio Vilela, denunciado pelo blog Agravo, e reproduzido por nós?
Ah, vão dizer que a culpa é do militante petista de Itororó, integrante do Reúne Ilhéus. Bem que desconfiávamos.
E o absurdo e irresponsável aumento no número de cargos comissionados, além do “up grade” em seus vencimentos? A culpa só pode ser dos servidores municipais, que devem ser despedidos, em favorecimento a toda uma legião de aliados, amigos de vereadores situacionistas, puxa-sacos e afins, que devem mamar nas tetas da prefeitura para permanecerem em silêncio e parar de encher a paciência, cobrando o tão sonhado emprego prometido na época da campanha.
Para um jabista, sem sombras de dúvidas, a política não é a temática ideal para um descontraído bate-papo. Que tal mudarmos de assunto.
Por falar nisso, o Flamengo joga hoje?

ILHÉUS: PLANILHA EXPÕE EXCESSO DE CARGOS E SALÁRIOS ALTOS NA PREFEITURA

O blog O Tabuleiro vazou nesta quarta-feira (31) uma planilha com todos os nomes e salários de ocupantes de cargos comissionados da prefeitura de Ilhéus. Na lista, aparecem desde administradores de bairros a secretários e diretores, com salários de 800 a 10 mil reais.
Além dessas informações, a tabela obtida pelo site mostra um comparativo entre os salários pagos a esses mesmos cargos no governo de Newton Lima e agora. Além da majoração de todos os vencimentos, a planilha mostra a criação de quase dez cargos.
Até o ano passado, por exemplo, não havia os seis cargos de auditor. Os postos foram criados na reforma que o então prefeito eleito Jabes Ribeiro elaborou logo após as eleições de 2012. Os auditores embolsam R$ 3.800 por mês, cada.
O vazamento dos dados só reforça a tese dos sindicatos de servidores de que é necessário, para reduzir gastos com pessoal, primeiro cortar cargos comissionados e reduzir os principais salários.
Com os reajustes e novos cargos, os gastos com comissionados saltaram mais de 100% de 2012 para este ano.
O prefeito, no entanto, enxerga como solução a saída de pessoal que trabalha há mais de vinte anos no município.
Para continuar lendo, clique aqui. Para baixar a planilha, aqui

PIADISMO MUNICIPAL DE ILHÉUS

pataBôzo, Patati, Patatá, dentre outros ícones do “palhacismo” nacional estão de olho em Ilhéus.
Isso porque vazou a informação de que a palhaçada (no sentido abjeto da expressão), foi convencionada enquanto ação oficial do município. Logo, tais personagens, perceberam a grande possibilidade de se darem bem por essas bandas das terras do sem fim.
Ante isso, já há quem apelide a secretaria de Comunicação de Central Municipal do Piadismo. Vejamos a pérola ventilada ontem nos meios de comunicação aliados do jabismo: “Prefeito de Ilhéus assina termo de adesão ao Programa Brasil Transparente”.
Bem, para uma gestão que ainda não foi capaz de sequer colocar no ar o seu portal da transparência, tal release soou como uma piada extremamente sem graça. Ou melhor, uma chacota com a inteligência coletiva.
E o humor institucionalizado não para por aí. Segundo denuncia do Blog Agravo, a choradeira do prefeito Jabes Ribeiro ante a situação financeira do município não é compatível com as suas ações.
O site afirma que diariamente chovem nomeações com cargos comissionados e afins. Tudo isso, claro, para conter a fome por cargos dos aliados que o ajudaram a se eleger. Se na suposta crise a postura é essa, imaginemos o que seria em épocas de vacas gordas. 
Logo, toda vez que ouvimos Jabes chorar, reclamando da situação econômica do município, interpretemos então como um grande e sonoro riso.
Só que, nesse caso, o motivo da piada somos nós.
Ilhéus tem palhaçada? Tem sim senhor…

whatsapp





grapiuna web pop

twitter
facebook