WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia pm ilheus Neste site
outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: ‘caminhões’

BAHIA: MANIFESTANTES FECHAM DUAS RODOVIAS

Manifestantes fecharam duas rodovias baianas desde a manhã desta segunda-feira (8) para pedir melhorias nas estradas. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), por volta das 5h30, moradores da região de Serra do Tombador, em Jacobina, no norte do estado, fecharam a BA-368 para pedir melhorias na rodovia.
Segundo a PRE, os manifestantes fecharam as duas pistas da via com pneus e tocaram fogo no material. Até por volta das 12h, o protesto seguia no local.
Outra manifestação também começou cedo nesta manhã na Bahia. A Polícia Rodoviária Estadual informou que taxistas fecharam a BA-491, em Governador Mangabeira, por volta das 6h, para pedir melhorias na rodovia. Até as 12h, eles também continuam interrompendo o tráfego nas duas pistas da estrada.

LÍDER DOS PROTESTOS DE CAMINHONEIROS É EMPRESÁRIO E TERIA MAIS DE MIL CAMINHÕES

caminhõesApontado como organizador dos protestos que pararam dezenas de rodovias no País, o Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC) é presidido pelo empresário Nélio Botelho, de 71 anos, que está envolvido com lutas da categoria desde 1983. Com sede no Rio, o MUBC é uma entidade civil que representa os motoristas, embora não seja um sindicato. Nas últimas eleições, apoiou a candidatura ao senado do atual presidente do PMDB-RJ, Jorge Picciani, e do senador Lindberg Farias (PT).
Sindicalistas paulistas, que foram contra a paralisação, dizem que as empresas de Botelho têm mais de mil caminhões, o que facilitaria seu poder de mobilização. Segundo eles, ao pedir a redução do período de descanso dos caminhoneiros de 11 para 8 horas, o empresário está pensando em aumentar seus lucros.

Botelho começou a militância em 1983, na Federação Nacional dos Condutores de Veículos. Dois anos depois, participou de uma greve de caminhoneiros. Pouco mais tarde, fundou o Sindicato dos Caminhoneiros do Rio, Espírito Santo e Bahia. Em 1998, criou o MUBC.

Botelho consolidou sua fama por meio de um programa diário para caminhoneiros na Rádio Globo do Rio. Em 1999, coordenou uma paralisação de quatro dias, que terminou após o governo federal anunciar a suspensão do aumento do diesel. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, em 30 de julho de 1999, disse: “Seremos a entidade mais poderosa do país”.



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia