WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas Neste site
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘buracos nas ruas’

ALÔ JABES, CADÊ OS R$ 3 MILHÕES DA OPERAÇÃO TAPA-BURACOS?

Enquanto a prefeitura de Ilhéus afirma que gastou R$ 3 milhões, na contratação de uma empresa para realizar a operação Tapa-Buracos, as ruas da cidade são cada vez mais tomadas por buracos. A exemplo dessa, a rua Portugal, situada no bairro São Francisco, na zona sul. A população pergunta: Cadê a tal operação? Quem souber, por favor, nos socorra.  Foto: Adrian Flores.

Enquanto a prefeitura de Ilhéus afirma que gastou R$ 3 milhões, na contratação de uma empresa para realizar a operação Tapa-Buracos, as ruas da cidade são cada vez mais tomadas por buracos. A exemplo dessa, a rua Portugal, situada no bairro São Francisco, na zona sul. A população pergunta: Cadê a tal operação? Onde foi parar esse dinheiro? Quem souber, por favor, nos socorra.

MAIS UM CAPÍTULO DA SAGA “PERGUNTAR NÃO OFENDE”: CADÊ OS R$ 3 MILHÕES DA OPERAÇÃO TAPA-BURACOS?

A prefeitura de Ilhéus afirma ter gasto R$ 3 milhões contratando a empresa Montanha, responsável em tapa os buracos das vias da cidade. Só que, tal trabalho não foi visto por nenhum ilheense. Onde foi parar esse dinheiro? Ah, vale lembrar que a citada empresa, também prestava serviços para a gestão do ex-prefeito Newton Lima. Cheiro de algo mui estranho paira no ar. Foto: Jerberson Josué.

A prefeitura de Ilhéus afirma ter gasto R$ 3 milhões contratando a empresa Montanha, supostamente responsável em tapar os buracos das vias da cidade. Só que, tal trabalho não vem sendo visto por nenhum ilheense, e os buracos são cada vez mais onipresentes, a exemplo desses, situados no entroncamento da avenida Lomanto Júnior com a rua 13 de Maio, no Pontal. A pergunta é: Onde foi parar esse dinheiro? Ah, vale lembrar que a citada empresa também prestava serviços para a gestão do ex-prefeito Newton Lima. Cheiro de algo mui estranho paira no ar. Foto: Jerberson Josué.

TEM BURACOS EM SUA RUA? CHAMA O VEREADOR ALDEMIR

Foto enviada por um leitor.

Foto enviada por um leitor.

Um leitor flagrou o vereador ilheense Aldemir Almeida (PSB), literalmente, metendo a mão na massa, para tapar os buracos de uma rua de Ilhéus.
Só que, no caso, a via onde fica situada a sua residência, no bairro Jardim Atlântico II.
O parlamentar, que faz parte da base de sustentação do jabismo, mostrou que nem mesmo ele espera que a prefeitura resolva o problema da sua rua.
Ponto positivo. Agora, os ilheenses sabem com quem podem contar caso sejam identificados casos parecidos nos seus bairros.
Basta chamar Aldemir, o intrépido vereador tapa-buracos.

ILHÉUS: CIENTISTAS IDENTIFICAM PORTAIS EXTRA DIMENSIONAIS NA AVENIDA SOARES LOPES

Foto: Marrom de Ilhéus.

Foto: Marrom de Ilhéus.

Após um longo período de aprofundados e minuciosos estudos, o Instituto Ilheense de Estudos Ufologistas e Extra dimensionais, divulgou, por meio de nota oficial, que encontrou na cidade, dois supostos portais de acesso à outras dimensões.
Eles foram identificados em uma das vias mais nobres de Ilhéus, a avenida Soares Lopes.
Foto: Marrom de Ilhéus.

Foto: Marrom de Ilhéus.

Os cientistas do instituto alertam à população que tomem o máximo de cuidado ao transitarem próximos às crateras, pois, ainda não há comprovação cientifica do que pode se suceder caso alguma pessoa caia em algumas delas.
Há quem diga que o ex-prefeito Newton Lima e o seu braço direito, Jorge Bahia, caíram em tais portais.

ILHÉUS: EMBASA ABRE CRATERA EM RUA E NÃO VOLTA PARA TAPAR

Foto: Eduardo Costa.

Foto: Eduardo Costa.

Uma situação um tanto quanto inusitada, porém, normal, em se tratando de Embasa.
A citada empresa responsável pelo abastecimento de água e “saneamento básico”, foi realizar um serviço no bairro Santo Antônio de Pádua, zona sul de Ilhéus, cavou dois buracos, cortou o fornecimento e não voltou mais ao local.
Isso, vale ressaltar, há três semanas.
Bem, dos males o menor. Segundo moradores, o fornecimento foi normalizado em dois dias, mas, em compensação, os buracos ainda não foram tapados, e, devido à chuva, estão crescendo consideravelmente.
Os moradores ressaltam que o perigo de alguém cair é grande, e alerta que parte do encanemento ficou exposto, podendo fustigar a ação de vândalos.
Eis que questionamos: Cadê você querida Embasa?

A PERGUNTA QUE NÃO CALA: CADÊ OS R$ 3 MILHÕES DA OPERAÇÃO TAPA-BURACOS EM ILHÉUS?

Buracos em uma das principais ruas do bairro do Pacheco. Foto: Regilan Meira.

Buracos em uma das principais ruas do bairro do Pacheco. Foto: Regilan Meira.

Conforme já falamos e reafirmamos por aqui, o prefeito Jabes Ribeiro utilizou cerca de R$ 3 milhões para a contratação de uma empresa, que, supostamente, teria como incumbência a realização de serviços de recapeamento asfáltico em algumas vias da cidade.
Após divulgarmos a lista das ruas que seriam “contempladas”, imediatamente muitos moradores entraram em contato com a nossa redação, afirmando que nada tinha sido feito nos locais que residem.
Dando continuidade ao caso, estamos publicando imagens da situação da rua Raymundo Amaral Pacheco, uma das principais do bairro do Pacheco.
Como é facilmente perceptível na compilação das fotos, os buracos tomaram conta, acarretando em prejuízos para os condutores de veículos mais desavisados que por lá trafegam.
Pois é Jabes, vossa senhoria deve muitas explicações. Mas por enquanto responde pelo menos essa: Cadê os R$ 3 milhões destinados à operação tapa-buracos? 

OS NOVOS “CARTÕES POSTAIS” DE ILHÉUS

Lixo espalhado pelas vias e acumulado dias sem ser coletado, viraram espécies de imagens onipresentes em Ilhéus.

Lixo espalhado pelas vias e acumulado vários dias sem ser coletado, viraram espécies de imagens onipresentes em Ilhéus.

Os encantes dos contornos da baía do Pontal, nosso vastíssimo e belo litoral, manguezais, a arquitetura, rios, etc.
Com certeza não faltam atrativos que nos confirmam como um dos mais belos destinos turísticos da Bahia.
Em compensação, outras espécies de “paisagens” estão praticamente convencionadas e já se configuraram como imagens onipresentes no olhar contemplativo de ilheenses e visitantes.
Sim, para quem não conseguiu identificar, estamos nos referindo ao lixo que vem se acumulando absurdamente em praticamente todos os bairros da cidade.
Isso sem falar nos buracos, em várias ruas e avenidas, causados na sua grande maioria por intervenções da Embasa e Coelba, notadamente sem nenhuma fiscalização por parte da secretaria municipal competente.
Bem, para uma cidade em que o prefeito já anunciou ter jogado a toalha, é melhor nos convencermos que tais problemas comporão os nossos cotidianos pelos próximos quatro anos.

BURACOS ESPALHAM-SE POR TODA A CIDADE

Buraco na avenida principal da Barrreira leva risco para pedestres e condutores de veículos.

Buraco na avenida principal da Barreira leva risco para pedestres e condutores de veículos. (Foto: Freeza)

O início do governo Newton Lima foi marcado pela política apelidada de “feijão com arroz”. Onde, para quem se lembra, os serviços tidos como básicos foram organizados, e, pelo menos por um tempo, a cidade se viu livre de buracos em suas vias, etc.
Já nesse seis meses da gestão jabista, guardada as devidas diferenças, estamos tendo a oportunidade de constatar que, desde os serviços prioritários, a exemplo da Saúde e Educação, como os mais simples e básicos, estão sendo vergonhosamente negligenciados.
Prova disso é a enxurrada de reclamações que diariamente chegam à nossa redação, denunciando o péssimo estado de conservação das principais vias da cidade.
A última que tivemos notícia foi no bairro da Barreira.
Como é possível constatar na imagem, devido ao descaso da prefeitura, moradores foram obrigados a apregoar um alerta, objetivando evitar que acidentes ocorram no local, já que, com as constantes chuvas que caem na cidade, ele fica perigosamente encoberto pela água.
Cadê a secretaria municipal competente?

ILHÉUS: BANALIZAÇÃO DAS COISAS GRAVES VIA FACEBOOK

facebook-dislike“Partiu academia !!!”, “Indo com minha tchurma pro cinema”.
O Facebook vem se mostrando como o local onde coisas banais ganham tons de relevância (pelo menos para quem postou) e as coisas graves são tratadas sem a devida seriedade.
E nessa leva, até os secretários municipais ilheenses adotam esse novo tipo de relação com a realidade.
Destaque para o super-secretário Isaac Albagli, que hoje, ao comentar um problema, ao nosso ver bastante sério, o tratou como se fosse algo sem a menor importância.
No começo da manhã dessa quinta-feira (06), um ônibus caiu em um dos muitos buracos deixados pela Embasa e as suas irresponsáveis terceirizadas na avenida Itabuna. Querendo mostrar interatividade na rede social, Albagli resumiu-se a comentar: “Não havia sinalização, falei agora com o secretário Zé Lavigne para dar um puxão de orelhas na empreiteira”.
Como assim? Puxão de orelhas? Isso é caso para a aplicação de uma severa e exemplar multa. Aliás, isso é uma situação que merece uma ação judicial objetivando caçar o direito de tal empresa em realizar esse tipo de serviço.
Afinal de contas, foi um ônibus que caiu no buraco, mas poderia ter sido uma moto. Pior, poderia ter custado a vida de alguém.
Mas como na citada rede social, como reflexo da relação de alguns com o cotidiano, os valores estão cada vez mais invertidos, seria bem capaz, caso houvesse vítimas graves, que o comentário do secretário fosse um pouco diferente:
“Uhuu, partiu cemitério…”

“NÃO ESPERE NADA DO CENTRO, SE A PERIFERIA ESTÁ MORTA”

Buracos ornamentam uma das principais vias do centro ilheense

Buracos ornamentam uma das principais vias do centro ilheense

O título dessa matéria é uma frase que compõe uma música da conceituada banda recifense Mundo Livre S/A, precursora do movimento cultural intitulado Mangue Beat.
Fica subentendido que a citada canção quis dizer que as mazelas que afligem os chamados bairros periféricos, refletem nas zonas centrais dos conglomerados urbanos.
Isso é fato.
Em Ilhéus, quando nos deparamos com algumas imagens do abandono do centro da cidade, automaticamente ficamos a imaginar em que estado se encontram as periferias, distritos e povoados.
Não é necessário imaginar. Basta irmos até lá e constatarmos empiricamente.
Enquanto isso no centro…

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia