WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas Neste site
novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘Saúde’

SUS PASSA A OFERECER TRATAMENTO IMEDIATO A PESSOAS COM HIV

AGÊNCIA BRASIL
aidsO Ministério de Saúde anunciou hoje (1°), Dia Mundial de Luta contra a Aids, mudanças no atendimento a pessoas portadoras do HIV. A partir de agora, assim que a pessoa for diagnosticada com o vírus, ela receberá o tratamento imediato na rede pública.

A medida tem o objetivo de reduzir as possibilidades de transmissão e oferecer melhor qualidade de vida ao paciente, que será tratado com antirretrovirais, explicou o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Jarbas Barbosa.

Segundo Barbosa, o tratamento reduz a carga viral e diminui a propagação do HIV. A estimativa é incluir mais 100 mil pessoas no tratamento, em 2014, com a mudança de protocolo. Desde o início da oferta de antirretrovirais pelo sistema de saúde, há 17 anos, 313 mil pessoas foram atendidas. “Esse novo protocolo clínico mudará a história da epidemia da aids no Brasil”, disse o secretário, sobre a mudança no tratamento.

O Ministério da Saúde também anunciou hoje, no Rio, que começa a estudar a ampliação da profilaxia contra a doença na rede básica de saúde. A meta é oferecer medicamento de prevenção, que deve ser tomado em 72 horas após a provável exposição ao HIV.

Durante evento com a presença do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, no Parque Madureira, na zona norte da cidade, a prefeitura informou que a estátua do Cristo Redentor será iluminada hoje de vermelho, para marcar o Dia Mundial de Luta contra a Aids.

CRIANÇA PRECISA DE DOAÇÕES DE SANGUE

Thyssia.

Thyssia.

A pequena Thyssia Raphaele, de 3 anos, está internada no Hospital Manoel Novaes, com leucemia bifenotípica.  Ela precisa de sangue tipo A+.
As doações podem ser de qualquer tipo sanguíneo. Quem puder doar, pode ir ao banco de sangue da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna e informar que a doação é para Thyssia Raphaele.
O banco funciona das 7h às 17h.

BANCOS DE SANGUE AGUARDAM SUA DOAÇÃO

doaçãoAté o fim deste mês, os bancos de sangue de Ilhéus e Itabuna realizam programação especial para atender aos doadores. Ontem (segunda, 25), foi o Dia Internacional do Doador de Sangue.
Em Itabuna, a meta da Santa Casa de Misericórdia é reforçar o estoque de sangue para o mês de dezembro, já que sempre no período das festas de fim de ano aumenta a demanda por transfusões. Paradoxalmente, também neste período, ocorre uma queda no número de doações pelo fato de muitas pessoas viajarem de férias.
A mesma estratégia é utilizada pelo Banco de Sangue de Ilhéus. Além do apelo pela solidariedade, os bancos oferecem brindes e um farto café da manhã para quem for doar.
Para doar sangue é preciso estar alimentado, ter no mínimo 50 quilos e idade entre 16 e 69 anos. O Banco de Sangue da Santa Casa de Itabuna funciona no prédio anexo ao Hospital Calixto Midlej Filho, de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas; e aos sábados, das 7 às 13 horas. Em Ilhéus, o banco funciona em mesmo horário, na Rua do Café, Centro.

BAHIA É O ESTADO COM MAIOR INCIDÊNCIA DE DOENÇA FALCIFORME

A Bahia, estado com maior número de negros do Brasil, – são 76,6% de pessoas autodeclaradas, segundo levantamento do IBGE – é, justamente por isso, o que tem maior incidência de pessoas com doença falciforme. De acordo com Maria Cândida Queiroz, coordenadora da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a cada 650 crianças que nascem no estado, uma tem a enfermidade.
Os números proporcionais aos estados que possuem mais afrodescendentes não são simples coincidência. A doença hereditária tem origem africana e atinge, na maior parte dos casos, pessoas negras. Conforme levantamento da coordenadora da SMS, em segundo lugar está o Rio de Janeiro (com 51,7 % de negros), que atinge uma pessoa a cada mil nascimentos e, em seguida, Minas Gerais (53,5%), com um doente para cada mil e quatrocentos.
Conhecida como a doença que provoca fraqueza óssea, os principais sintomas da enfermidade são: anemia crônica, icterícia (cor amarelada na pele e nos olhos) e dores nos ossos, músculos e articulações.
Simpósio – Para discutir novas formas de tratamento e políticas públicas para portadores da doença, o VII Simpósio Brasileiro de Doença Falciforme, que acontece desta quarta-feira, 20, a sábado, 23, terá a presença de cientistas brasileiros, franceses e norte-americanos no Centro de Convenções, em Salvador. 
Presidido por Gildásio Cerqueira Daltro, chefe do laboratório do Hospital das Clínicas voltado para tratar pessoas com a enfermidade, o evento visa dar continuidade às ações do Ministério da Saúde no cuidado, aprimoramento da atenção e inovações tecnológicas normatizadas no Sistema Único de Saúde (SUS), que podem oferecer às pessoas com a doença, longevidade com uma melhor qualidade de vida.
O Hospital das Clínicas, vinculado à Faculdade de Medicina da UFBA, oferece desde tratamentos clínicos até cirúrgicos. Cerca de 60 pessoas são atendidas por mês com idade entre 18 e 40 anos, com problemas cardiopulmonares, neurológicos, ortopédicos e de pele. “O tratamento inicial é feito com células-tronco para regeneração das alterações ósseas”, pontua Daltro, que é professor da Universidade Federal da Bahia.
:: LEIA MAIS »

BANCO DE SANGUE DE ILHÉUS PRECISA DE SUA DOAÇÃO

doação de sangueVinte e cinco de novembro é o dia dedicado à doação de sangue. O banco de sangue de Ilhéus, localizado na Ladeira do Café, está em campanha para aumentar seu estoque de bolsas e continuar a abastecer hospitais da cidade e de outros municípios.
Pessoas com mais de 18 anos, que estejam bem de saúde, ou a partir dos 16 com autorização dos pais, podem doar sem problemas. Idosos até os 69 também podem.
As doações não podem ser feitas em jejum nem a menos de duas horas depois do almoço.
Para incentivar as doações, o banco oferece brindes como camisetas e um farto café da manhã para os doadores. 

ITABUNA RETOMA A PLENA DA SAÚDE NESTA SEXTA

Vane e Solla.

Vane e Solla.

O secretário da Saúde do Estado, Jorge Solla, o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, e o secretário municipal de Saúde, Plínio Adry, oficializam às 10 horas desta sexta-feira o retorno do Comando Único da Gestão da Saúde para o Município de Itabuna.
O evento será realizado no auditório da unidade do SEST/SENAT, na Avenida José Soares Pinheiro, 2056, Bairro Lomanto Junior.
Durante assembleia no início da noite de quarta-feira, 6, o Conselho Municipal de Saúde aprovou por 17 votos a 2 o retorno da gestão plena,  de acordo com o presidente Josivaldo Gonçalves.
Segundo ele, o secretário da Saúde, Plínio Adry, se comprometeu em apresentar o Plano de Ação para o primeiro trimestre de 2014, contendo as responsabilidades sanitárias. Na reunião também foi aprovado o Sistema de Pactualização Articulada – Sispacto e indicado representantes titulares e suplentes do CMS para o Conselho Diretor da Fundação de Assistência à Saúde – FASI

DOSSIÊ MOSTRA SITUAÇÃO CAÓTICA DA SAÚDE EM ILHÉUS

Sem serviço de coleta, o lixo é guardado dentro da Policlínica da Conquista. Foto de Fábio Bomfim.

Sem serviço de coleta, o lixo é guardado dentro da Policlínica da Conquista. Foto de Fábio Bomfim.

O Sindicato dos Servidores Públicos de Ilhéus (Sinsepi) protocolou, na última sexta-feira (26), um dossiê sobre a situação da saúde na cidade. Os documentos foram entregues à prefeitura e ao Ministério Público e revela que o caos da saúde, em parte herdado do ex-prefeito Newton Lima, é muito maior que os 12 milhões de reais deixados em dívidas.
Nas mais de cem fotos anexadas ao dossiê, o reflexo de meses de descaso do ex-secretário Ronaldo Lavigne e da inércia da gestão Jabes Ribeiro. Em dez meses de governo, a prefeitura colocou apenas 3 unidades de saúde em funcionamento.
Entre os postos visitados pelo sindicato, estão o Centro de Saúde da Zona Sul, o Sarah Kubitschek, no Parque Infantil, o PSF do Nelson Costa, a unidade do Centro Social Urbano e a Policlínica da Conquista.
As fotos deixam clara a situação da saúde em Ilhéus, que é mantida com verbas próprias, mas não oferece as condições mínimas de atendimento ao cidadão.
Na Policlínica do Malhado, o lixo hospitalar é armazenado dentro da própria unidade. Agulhas e restos de curativos podem representar sérios riscos aos pacientes, mas, para o bem ou mal, a unidade passa mais tempo fechada que aberta.
Em todas as unidades, a precariedade da estrutura física, unida à falta de material de consumo, é o principal problema.
A falta de funcionários e a sobrecarga de trabalho sobre os poucos que sobraram só ratifica o erro do prefeito Jabes Ribeiro, que, no início do ano, demitiu todos os contratados da saúde, mas não contratou outros trabalhadores.
Sala de atendimento virou depósito na unidade do Nelson Costa. Foto de Fábio Bomfim.

Sala de atendimento virou depósito na unidade do Nelson Costa. Foto de Fábio Bomfim.

Na comunidade do Salobrinho, por exemplo, somente uma unidade funciona, mas sem qualquer aparato material e de funcionários.
O dossiê do sindicato tem por objetivo forçar o município, por meio do Ministério Público, a organizar a saúde, que conta com muita verba federal mas corre o risco de perder os repasses. Em caso de mau uso do dinheiro, convênios podem ser suspensos e o município multado.
Para ver outras fotos, clique no leia mais.

:: LEIA MAIS »

DIA D CONTRA O CÂNCER DE MAMA EM ILHÉUS

câncer de mamaA Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) dá continuidade à campanha Outubro Rosa em Ilhéus, que promove ações de combate ao câncer de mama, com um mutirão de atividades na próxima terça-feira, dia 29 de outubro, em estandes que funcionarão, das 8h às 17 horas, na Praça J.J. Seabra.
No Dia D do Outubro Rosa, serão ofertados à população serviços de aferição de pressão arterial, teste de glicemia, exame citológico, vacina, saúde bucal, distribuição de preservativos, palestras, entre outros.
A diretora de Atenção Básica da Secretaria de Saúde, Bárbara Christian, lembra que as ações de combate ao câncer de mama teve início em junho último, quando foi realizado o mutirão de rastreamento através de exames de mamografia, em parceria com a Fundação José Silveira.
Exames – Cerca de 1.500 mulheres foram atendidas gratuitamente. Algumas que apresentaram alterações na mama já foram encaminhadas para tratamento com médicos especialistas, como garante a enfermeira Bárbara Christian. Segundo ela, nessa segunda etapa, os resultados dos demais exames de mamografia estão sendo entregues, no centro de saúde CAE III (antigo SESP), na Avenida Canavieiras, mediante a apresentação da carteira de identidade, pela manhã, no horário das 8 às 11h30min, e à tarde, das 13h30 às 16h30min.

APLICATIVO LEMBRA A MULHER DE TOMAR A PÍLULA

pílula
Cerca de 90% das mulheres deixam de tomar a pílula anticoncepcional na hora e dia adequados, segundo o estudo da International Family Planning Perspectives.
Para auxiliar o público feminino nesta tarefa e ajudar na adequação à rotina do medicamento, uma farmacêutica lançou um aplicativo para smartphones compatível aos sistemas operacionais Android e Apple.
O contraceptivo Aixa (acetato de clormadinona 2 mg + etinilestradiol 0,03 mg), lançado pela Medley Indústria Farmacêutica neste mês, permite a instalação do app Meu Ciclo.
Além de lembrar a paciente de tomar o comprimido diariamente no horário exato, o serviço calcula o período de pausa entre as cartelas do contraceptivo.

BAHIA É UM DOS POUCOS ESTADOS COM GRUPO DE ATENÇÃO À SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA

mulheres-negrasA Política Nacional de Saúde Integral da População Negra, estabelecida em 2008 pelo Ministério da Saúde, ainda é implantada a passos tímidos na Bahia, embora seja um dos poucos estados que possuem um comitê para o tema.
No Brasil, apenas metade das unidades da federação e seis capitais têm se voltado para aplicação de políticas específicas. De acordo com secretário de Promoção da Igualdade Racial, Elias Sampaio, uma das principais ações executadas no estado é um programa de combate ao preconceito institucional na saúde.
“Se verificou que o acesso à saúde da população negra também é prejudicado pelo racismo. Estatísticas mostram que o tempo de consulta de uma mulher negra é menor do que uma mulher branca”, justificou Sampaio.
De acordo com representante da secretaria no comitê, Karine Duarte, apesar das ações da pasta, como oficinas e distribuição de cartilhas, o embate contra a intolerância no setor precisa ser ampliada.
“Tem muito ainda a melhorar, porque a gente trabalha com um universo muito grande de servidores. O desafio é formar todo o quadro de servidores lá na ponta. Existe uma política, mas fiscalizar e garantir se torna muito difícil”, avalia.
O coordenador de Promoção da Equidade em Saúde da Sesab, Antônio da Purificação, informou que a portaria nº2, de 23 de março deste ano, que estabelece a liberdade de culto dentro de hospitais, ainda está em fase de execução e deve ser posta em prática até o final do ano.
“Todas as religiões, seja do candomblé, espiritismo, protestantes poderão entrar nas unidades. Só que eles precisam entender até que ponto pode atuar ali e também tem o direito de o paciente aceitar ou não receber os religiosos”, afirma.
A temática da saúde da população negra é trabalhada, conforme o coordenador, em matérias oferecidas na escola estadual de Saúde Pública e na de formação técnica. Uma das doenças que atingem em maioria a população negra, a anemia falciforme, é comum em comunidades quilombolas do estado.
De acordo com o coordenador da Sesab, o atendimento ainda não está 100%. “É uma questão que vai levar alguns anos, porque é uma doença crônica e precisa de atendimento na Saúde Básica”, avaliou. Segundo ele, o estado conta com serviços de referência em Salvador e outras sete cidades do estado e depende da adesão dos municípios.

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia