WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia faculdade de ilheus
ilheus brindes
abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

:: ‘Política’

REUNIÃO DA “REDE” EM ILHÉUS

redeO movimento pró-Rede Sustentabilidade, liderado em Ilhéus pelo ativista político José Henrique Abobreira, realiza reunião ampliada na próxima quinta-feira (02) com o grupo que ajuda na coleta de assinaturas para fundação do partido.
O encontro será a partir das 19h, no Fredesko Botequim, no Pontal.
Segundo Abobreira, o convite é estendido a lideranças interessadas no movimento. Na reunião, será feita a análise do trabalho de coleta de assinaturas em Ilhéus, além do planejamento de ações.

UM PARTIDO PRA CHAMAR DE MEU

Gilmar Sodré, o Liquinha. Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

Gilmar Sodré, o Liquinha. Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

O vereador Gilmar Sodré viu na fusão do seu partido, o PMN, com o PPS, a oportunidade de comandar uma legenda em Ilhéus.
A fusão de legendas é uma das poucas possibilidades que a justiça dá para um político deixar o partido pelo qual se elegeu sem ter o mandato contestado.
Na última semana, Liquinha, como é mais conhecido, foi ao evento do PSDB de Itabuna e conversou com o deputado estadual Augusto Castro, que também sonha com o comando dos tucanos, só que na cidade vizinha.
Da conversa saiu a garantia de que o vereador comandará o partido em Ilhéus, desde que mantenha o apoio ao prefeito Jabes Ribeiro. 

POXA VIDA JABES

Jabes não quer nem saber de dar entrevista ao ILHÉUS 24H

Jabes não quer nem saber de dar entrevista ao ILHÉUS 24H

Há cerca de três semanas, quando o ILHÉUS 24H estreou na blogosfera, após uma reunião de pauta, chegamos a conclusão de que deveríamos realizar algumas entrevistas simbólicas.
O que de fato vai se suceder em breve.
Daí pensamos: Nada melhor do que começarmos essa série com o pé direito, e tentar entrevistar o prefeito Jabes Ribeiro.
Sim, nós, um blog que aborda dentre tantas coisas, a política local, iríamos ganhar notoriedade ouvindo uma das figuras políticas mais importantes da região.
Prontamente enviamos email à secretaria de Comunicação do Paranaguá. Recebemos uma atenciosa resposta do secretário Paixão Barbosa de que comunicaria o nosso interesse ao prefeito e que, se possível, agendaria a entrevista.
Passada uma semana, resolvemos insistir. Enviamos outro email. Dessa vez a resposta foi que o prefeito estava com a agenda superlotada, mas que na primeira oportunidade ele nos atenderia.
Mais uma semana se passou, e nenhuma resposta. Tal situação nos remeteu a uma bela canção do velho Jorge Ben: “A minha teimosia é uma arma pra te conquistar, vou te vencer pelo cansaço…”. Decidimos em conjunto que insistiríamos até obtermos êxito na nossa empreitada.
E hoje pela manhã, para a nossa surpresa, eis que os conceituados Jornal Bahia Online e Diário de Ilhéus anunciam o entrevistado da semana. Quem? Ele mesmo, o ilustre prefeito Jabes Ribeiro. (CONFIRAM A ENTREVISTA)
Poxa vida Jabes, porque você não quis ser entrevistado por nós? Deve ser porque somos um veículo de comunicação novato. Que audácia a nossa, achar que em menos de um mês de existência iríamos merecer a atenção do prefeito.
Olha só, nós prometemos, caso você nos receba, que não faremos perguntas polêmicas. Nada de falar no caos administrativo causado por você mesmo em outras gestões. Nada de abordar as desastrosas e irresponsáveis demissões dos concursados e de funcionários da Saúde e Educação, apenas para que pessoas ligadas ao seu grupo político pudessem gozar de nomeações.
Nem pensar em perguntar sobre onde de fato o prefeito reside. E também prometemos, não questionaremos nada sobre como vem sendo orquestrada de dentro do Paranaguá, algumas manobras politiqueiras, usando os vereadores de situação como ridículos fantoches, com o único objetivo de beneficiar a prefeitura, em detrimento aos interesses de servidores municipais e da própria população.
Pensando melhor. Se não poderemos fazer nenhuma dessas perguntas, para quê entrevista com Jabes mesmo?
Deixa para lá. 

VANE LANÇA PORTAL DA TRANSPARÊNCIA, JABES…

O prefeito de Itabuna, Vane, aparenta inexperiência administrativa, mas dá um banho no seu colega de Ilhéus.
Enquanto Jabes choraminga as dívidas deixadas pela administração anterior, Vane inaugura postos de saúde na cidade.
Enquanto JR, em seu quarto mandado, mantém na sombra os gastos do município, Vane, o inexperiente, lança o portal da transparência, abrindo as contas de Itabuna para a população.
Todas as movimentações feitas pela administração podem ser acessadas clicando no banner no site da prefeitura, no endereço www.itabuna.ba.gov.br.
A iniciativa atende à Lei Complementar n° 131, de 27 de maio de 2009, e coloca à disposição do cidadão, diariamente, o ingresso de receitas e o pagamento da despesa, bastando acessar o campo desejado no formulário online: empenho, anulação de empenho, liquidação, anulação de liquidação, pagamento e anulação de pagamento.

EXCRESCÊNCIA POLÍTICA TEM NOME E SOBRENOME

Uma das piores sensações que podem acometer o ser humano é o da traição. Nada mais lastimável do que confiar em alguém e, quando mais precisamos, constatarmos de que fomos enganados e  literalmente feitos de idiotas.
Infelizmente, é no âmbito da política que a traição explicita sua faceta mais execrável.
lixeiraVejamos, na época das eleições, quando os candidatos a vereador lançam seus nomes para a avaliação do eleitorado, desde já fica claro de que lado ele está e qual será a sua postura ante o poder executivo. Resumindo, não dá para acender uma vela para Deus e outra para o Tinhoso. Ou é situação, ou oposição.
Em Ilhéus existe um caso que reflete o quanto um cidadão, democraticamente eleito pelo povo, pode ter a capacidade de ludibriar descaradamente aqueles que votaram nele.
Durante a campanha, o nada nobre edil se apresentava como um nome que iria compor bravamente a bancada de oposição, caso fosse concretizada a já esperada vitória de Jabes Ribeiro para a prefeitura. O candidato do PP de fato se sagrou vencedor, e, na hora H, o então vereador de oposição, como em um nefasto toque de mágica, mudou de lado, passando a compor o bloco situacionista. Com isso, esfregando na face dos seus eleitores a prova inconteste do seu caráter vacilado. Pelo menos no que diz respeito à prática política.
Na última quarta-feira (24), contrariando àqueles que achavam que ele não poderia se superar, protagonizou uma das mais execráveis manobras politiqueiras da recente história política local: fingindo ser o que nunca foi, para atender os delírios oportunistas da turma do Paranaguá, para depois, mais uma vez, tornar público a sua conduta ética tortuosa.
Cremos piamente que, caso a população tivesse como saudável hábito ir às sessões da câmara de vereadores, ou simplesmente se interessar pelo que se passa na casa, muitos nomes que hoje ocupam uma das vagas, não teriam credibilidade nem para receber um aperto de mão.
São coisas da política.

NOVO IMPASSE NA CÂMARA DE ILHÉUS

camaraMais um impasse ronda a câmara de vereadores de Ilhéus, e ainda envolvendo a composição das comissões temáticas da casa.
Em novo pleito realizado ontem (quarta, 24) sob determinação da justiça, tudo ia bem, até que, na hora de eleger os membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final, uma manobra do bloco de situação travou o processo.
Em todas as comissões foi assegurada a participação de um vereador da oposição, atendendo ao princípio da proporcionalidade. Na eleição para a CCJ, o vereador Gilmar Sodré (situacionista) se declarou de oposição e foi eleito junto com outros dois vereadores da base do prefeito, vetando a participação de Cosme Araújo, indicado pela oposição.
A manobra irritou os oposicionistas que decidiram deixar as demais comissões e se retiraram do plenário.
Os seis vereadores da oposição prometem acionar novamente a justiça pedindo novas eleições.

ELEITAS NOVAS COMISSÕES NA CÂMARA DE ILHÉUS

Cumprindo ordem judicial, o presidente da câmara de vereadores de Ilhéus, Dr. Jó (PCdoB), realizou ontem (quarta, 24) novas eleições para compor as comissões temáticas da casa.
As antigas composições foram desfeitas porque a justiça entendeu que não atendiam ao principio da proporcionalidade, por só contar com vereadores da situação. Clique no leia mais e confira como ficaram as comissões.

:: LEIA MAIS »

VAMOS DEIXAR O “CHORORÔ” DE LADO

É hora de trabalhar, Jabes.

É hora de trabalhar, Jabes.

O prefeito Jabes Ribeiro precisa deixar o chororô de lado e virar as atenções para o que pode ser feito e não mais o que foi mal feito pela administração anterior. Agora é sua vez, Jabes. Sentou na cadeira, se vira.
O gestor não perde uma chance de destacar os problemas encontrados, mas hesita em falar do que vem sendo feito. Ontem (quarta, 24), em solenidade com a presença do governador Wagner, disparou: “Estamos há um mês sem fazer nada e com déficit de R$ 1,6 milhão”.
Com quase quatro meses no poder, a comunidade não atura mais desculpas para o pouco feito nos últimos dias. A coleta de lixo é obrigação. Os postos de saúde e escolas fechadas é irresponsabilidade.
Em Itabuna, Vane, com sua inexperiência administrativa, inaugurou três postos de saúde na semana passada. Jabes foi à solenidade e parece não ter aprendido.
Com uma equipe de destaque, a coisa não anda.
Qualquer cidadão sabe do caos deixado pela irresponsável gestão de Newton Lima, mas também quer saber o que pode ser feito.
O ilheense não atura mais desculpas. Desculpas eram aceitas nas primeiras semanas de governo. Quatro meses depois, esperava-se mais de um prefeito que ocupa o cargo pela quarta vez.
Jabes deixa muito a desejar.

PARA OTTO ALENCAR, “ANTECIPAR A SUCESSÃO É UMA GRANDE BURRICE”

Otto Alencar. Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

Otto Alencar. Foto: Andrei Sansil/ Ilhéus 24h.

O vice-governador Otto Alencar (PSD) faz o estilo mineirinho, sem alardes quanto à próxima eleição e afirmando que vai apoiar quem Wagner indicar.
Titular da secretaria de infraestrutura do estado, Otto comanda obras por toda a Bahia e, entre os prováveis candidatos a governador, é o que mais circula, inclusive viajando ao lado do próprio comandante.
O prestígio que tem junto ao Galego, no entanto, caminha lado a lado a modéstia de Otto em se intitular candidato a governadoria ou ao senado.
Perguntado pelo ILHÉUS 24H sobre o assunto nesta quarta-feira (24) quando esteve em Ilhéus, o secretário desconversou, afirmando que “vai depender do grupo”. “Não trabalho para ser governador nem senador”, disse.
Otto destacou a existência de outros nomes, como de Rui Costa e Marcelo Nilo, mas afirmou que seria “burrice” colocar o bloco na rua agora.

A INDIFERENÇA DE VANE

Quando ficar pronto, em 2015, o gasoduto Ilhéus-Itabuna significará mais um elo entre as duas cidades irmãs, que possuem muito mais semelhanças que divergências.
No lançamento da licitação para a obra, nesta quarta-feira (24), em Ilhéus, notou-se a gritante ausência do prefeito de Itabuna, Vane dos Renascer (PRB). Nem o vice, Wenceslau Júnior, que costuma tapar os buracos do chefe, apareceu.
Vane já é bastante criticado pela ausência em festas populares da cidade, agora parece deixar a “diplomacia” de lado.
Na última semana, Jabes Ribeiro foi à cidade vizinha acompanhar a inauguração de postos de saúde. 

dom eduardo

arquiteto











WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia