WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Política’

BAHIA: A LINHA TÊNUE QUE SEGREGA ALIADOS E OPOSITORES

queda-de-braco1A possibilidade de uma, até outro dia inconcebível, aproximação entre DEM e PT na Bahia, vem causando rebuliço nos bastidores políticos.
O que era apenas fruto de uma grande especulação, ganhou ares de realidade após recente declaração do governador Jaques Wagner , afirmando que trabalhará para que o herdeiro mor do carlismo no estado, o prefeito de Salvador ACM Neto, apoie seu candidato à sucessão governamental de 2014.
Visivelmente incomodada com tal situação, a senadora baiana Lídice da Mata (PSB), que se refere à ACM Neto como “o símbolo do carlismo”, demonstrou estranheza. Em entrevista a uma rádio da capital ela afirmou que precisa entender quais seriam as razões para que o governador tomasse essa medida. “Não quero arriscar um palpite”, declarou a senadora.
Tudo indica que ACM Neto será mesmo motivo de disputa entre os grupos que pleiteiam o Paço de Ondina. O candidatíssimo Geddel (PMDB) também já declarou que não abre mão do apoio do prefeito soteropolitano.
Vale ressaltar que o cacique baiano do PMDB declarou que também está disposto a conversar com o PT.
Pois é, o embate enxadrista político está aberto, e, pelo andar da carruagem, tudo pode acontecer. Até mesmo nada.

A TRANSPARÊNCIA QUE FALTA

Beira o estado cômico a assinatura, pelo prefeito Jabes Ribeiro, de um termo de adesão ao Programa Brasil Transparente. O programa nacional busca dar total transparência aos gastos e ações públicas.
Seria perfeito, se existisse em Ilhéus. Por aqui, o Portal da Transparência foi raqueado e, desde a troca de gestão, está fora do ar. 

FELICIANO MARCA PARA HOJE VOTAÇÃO DA ‘CURA GAY’

pastor-marco-felicianoO presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara, deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), marcou para esta terça (4), depois de três tentativas, sem sucesso, a votação do projeto de decreto legislativo que autoriza o tratamento psicológico ou a terapia para alterar a orientação sexual de homossexuais, chamado de “cura gay”.
Além do projeto, estão na pauta da comissão a apreciação de 17 requerimentos como os que propõem a audiência pública para discutir a importância de instituir o Dia Nacional do Perdão e o que requer a indicação de comissão para viajar à Bolívia para analisar a situação dos estudantes de medicina brasileiros naquele país.
O projeto denominado de “cura gay” foi colocado na pauta de votações há um mês, pela primeira vez, pelo deputado Pastor Feliciano, mas a reunião da comissão foi cancelada a pedido do presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), em função da discussão de várias matérias consideradas polêmicas pelo plenário da Câmara e da presença de diversos setores da sociedade civil. Outras reuniões da comissão foram canceladas em função de votações em plenário.
:: LEIA MAIS »

VEREADOR ALIADO CORNETA JABES

Benevides e as críticas.

Benevides e as críticas.

Há tempos noticiamos que a base de sustentação ao prefeito anda insatisfeita e disposta a externar as críticas.
A mais contundente, até agora, veio do vereador Rafael Benevides, não só aliado, como também filiado ao mesmo partido do gestor, o PP.
Em seu perfil no Facebook, o vereador esbravejou: “A esperança que bateu no meu peito está se transformando em revolta. Nada muda, só as lamentações. Muita choradeira e pouco resultado”.
Não é novidade que a insatisfação com Jabes é grande e geral, bastava só a comprovação. Aí está.
Benevides já foi opositor ferrenho de Jabes. Durante o governo de Newton Lima, se jogou nos braços do político e, até ontem, não perdia uma oportunidade de defender ou elogiar JR.

IPIAÚ DISCUTE PROJETO DE LEI ANTIBAIXARIA

A câmara de Ipiaú realiza sessão especial na quinta-feira (06), às 20h, para discutir a versão municipal do projeto de lei antibaixaria, proposto pelo vereador Jô da AABB.
A sessão terá como convidada a deputada estadual Luiza Maia, que apresentou projeto semelhante à Assembleia Legislativa, proibindo a contratação, com dinheiro público, de bandas que tem no repertório músicas agressivas às mulheres.
Na Alba, o projeto foi aprovado e já vale para as contratações feitas pelo governo do estado

UNA: VEREADOR DENUNCIA DESCASO DA PREFEITA

Veículo abandonado em Una.

Veículo abandonado em Una.

A prefeita de Una, Diane Rusciolleli, sofre marcação dura da câmara de vereadores. Na semana passada, o vereador Man representou contra a gestora no Ministério Público por desperdício de dinheiro público.
Segundo o vereador, a prefeita realizou licitação para contratar ônibus escolares, quando já há, na frota de município, veículos para a finalidade, alguns cedidos pelo governo federal.
Os ônibus escolares, no entanto, estão abandonados num estacionamento ao ar livre, num bairro da cidade.
Ao invés de consertar os veículos…

“TENHO UM PEQUENO PROBLEMA COM A IMPRENSA”, AFIRMA LULA

lulaEm entrevista concedida ao jornal peruano La República, no domingo (02), o ex-presidente Lula afirmou ter um “pequeno problema” com a imprensa brasileira.
“Quando critico a imprensa, eles dizem que os estou atacando. Quando me atacam, dizem que estão criticando”, disse o petista.
Segundo Lula, durante o período que comandou o país nenhum canal de TV ou jornal deixou de receber publicidade do governo por fazer críticas ao seu governo.
O ex-presidente declarou, porém, que “os companheiros da comunicação devem compreender que um canal de TV é concessão do Estado”. “E não se pode usar uma concessão para atuar como partido político”, acrescentou. 

“O PMDB ESTÁ CONFUSO, NÃO GARANTIMOS A RENOVAÇÃO DA ALIANÇA COM O PT”, AFIRMA GEDDEL

UOL
geddel5Amigo de Michel Temer e vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Geddel Vieira Lima declarou diante de um microfone coisas que dirigentes do PMDB só costumam afirmar em diálogos privados. Ele pôs em dúvida a renovação da aliança federal com o PT, disse que a economia pode comprometer a reeleição de Dilma Rousseff, elogiou os presidenciáveis da oposição, deixou em aberto a hipótese de fechar com um deles na Bahia e insinuou que ocorrerá o mesmo noutros Estados.
Geddel reassumiu há uma semana a presidência do PMDB baiano. Ele soou assim, explícito, na noite passada, numa entrevista à Rádio Tudo FM, de Salvador. Ao introduzir a primeira pergunta, a entrevistadora disse que, no plano nacional, um dos caminhos naturais do PMDB seria o apoio à reeleição de Dilma. Geddel sacou do coldre Guilherme Afif Domingos (PSD). E disparou:
“A política brasileira virou uma coisa tão misturada que essa história de caminho natural deixa de existir no momento em que você tem o vice-governador de São Paulo, que é vice-governador do [governo do] PSDB, sendo ministro do PT. […] Então, não há essa obrigatoriedade de a posição nacional do PMDB ser acompanhada necessariamente nos Estados.”
Geddel acrescentou que “o quadro dentro do próprio PMDB está muito confuso.” Tão confuso que “você não tem sequer a convicção, hoje, de que a aliança [com Dilma] seria renovada.” Por quê? O partido tem “problemas sérios em diversos Estados da federação com representação muito forte na convenção nacional.” Referia-se à convenção que decidirá se vale à pena o PMDB renovar a chapa Dilma-Temer e entregar ao PT seu tempo de propaganda no rádio e na tevê.
Se tudo correr como planejou, Geddel disputará em 2014 o governo da Bahia. Quer unificar a oposição para medir forças com o candidato a ser indicado pelo governador petista Jaques Wagner. Costuma dizer que não repetirá o erro de 2010, quando disputou o mesmo cargo imaginando que seria beneficiado pela política do palanque duplo. Acertara-se que, na Bahia, Lula e a então candidata Dilma frequentariam palanques do PT e do PMDB. A dupla foi apenas aos comícios de Wagner. Ex-ministro de Lula, Geddel ficou na vontade.

MAIS DA METADE DO PMDB REJEITA ALIANÇA COM PT

CLAUDIO HUMBERTO
Para desespero do vice-presidente Michel Temer, levantamento interno revela que, se a convenção fosse hoje, mais de metade do PMDB rejeitaria a aliança com o PT da presidenta Dilma.
Ambos os partidos estão em pé de guerra em doze estados, que somam 314 dos 477 delegados do PMDB.
Os mesmos delegados seriam responsáveis por 470 votos, dos 739, o que definiria um rompimento oficial com o PT.

PRESTAÇÃO DE CONTAS PARA BUROCRATA ENTENDER

Marco Porto. Foto do Pimenta.

Marco Porto. Foto do Pimenta.

O secretário da fazenda de Ilhéus, Marco Antonio Porto, foi à câmara prestar contas dos quatro primeiros meses da gestão Jabes Ribeiro.
Para mostrar como foram gastos milhões de reais, Porto levou pouco mais de 5 minutos e usou um palavreado extremamente técnico.
O “economês” do secretário deixou os gatos pingados que estavam no plenário sem entender nada.
A inflexibilidade do secretário em “traduzir” os termos foi questionada pela presidente do Instituto Nossa Ilhéus, Socorro Mendonça.

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia