WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Neste site
dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘Ilhéus’

PROTESTO FECHA A BR-415 NESTA MANHÃ

Protesto atrapalha o trânsito.

Protesto atrapalha o trânsito.

Moradores do bairro Campo Formoso, situado às margens da BR 415 (Itabuna–Ibicaraí), protestam neste momento pedindo a construção de lombadas na região. O grande número de atropelamentos seria o motivo.
Os manifestantes queimam pneus e bloqueiam a rodovia. Segundo o Plantão Itabuna, o congestionamento já chega a 12 km.

AVALIE A GESTÃO JABES RIBEIRO

No facebook, internautas criaram um “termômetro” para saber como anda a visão do ilheense sobre o quarto governo de Jabes. Para participar, precisa ser membro da rede social e clicar aqui.

“REÚNE ILHÉUS” TEM ENCONTRO COM PREFEITO

Nesta quarta-feira, dia 03 de julho, o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, se encontra com lideranças do movimento ‘Reúne Ilhéus’, às 09 horas, no salão de reuniões do Palácio Paranaguá, centro da cidade. A pauta da conversa não foi divulgada.

NOTA DO COLETIVO “REÚNE ILHÉUS”

O Reúne, Ilhéus! surge de um coletivo apartidário, de mobilização social para ato público em apoio à pauta do Movimento do Passe Livre (MPL) ocorrido no dia 20 de junho de 2013, e agregando para si uma luta que é antiga no município: a relação entre o preço abusivo da passagem de transporte coletivo e a qualidade do serviço oferecido, além da falta de transparência quanto aos contratos de concessão no transporte coletivo.
Desde o início das nossas atividades, deixamos claro que o movimento deveria ser pensado em conjunto com todos os envolvidos de forma organizada e democrática, por esse motivo foram instauradas comissões com funções e tarefas. Importante ressaltar que trabalhamos com a horizontalidade nas decisões: não há líderes, e mais que isso, a todos os membros é outorgada a liderança, desde, é claro, que todo o processo seja democrático, prezando para que todas as vozes sejam ouvidas e não seja, apenas, mais uma ditadura de uma maioria.
Realizamos nesta última semana, três importantes eventos: no dia 26, o acompanhamento ao movimento nacional contra a Corrupção e a “Cura Gay”, onde reuniu cerca de 600 cidadãos ilheenses em caminhada pela cidade. As pautas locais também continuaram em evidência; na madrugada do dia 28, o grupo realizou uma vigília nas escadarias da prefeitura e durante o dia, em alusão ao aniversário da cidade, aconteceu o protesto-cultural, na praça do teatro com apresentações artísticas de cantores da cidade, apresentação de dançarinas de grupos locais e nos intervalos o público presente pôde soltar a voz destacando as mazelas que se estendem por gestões, na cidade.
O ato público ocorrido no dia 01 de julho ocorreu de forma independente, acompanhando as manifestações nacionais, e não contou com a participação direta das comissões do coletivo. Ainda que não tenha surgido dentro do movimento, este manifesto contempla um dos objetivos do Reúne Ilhéus que é fomentar a participação cidadã dos ilheenses e incentivar a manifestação deste, logo este movimento ocorrido nesta segunda-feira, representa também, este novo sentimento de revolta popular e desejo de mudança que é o Coletivo Reúne, Ilhéus.
Neste contexto, reafirmamos que não tivemos envolvimento direto com o manifesto realizado na tarde de segunda-feira, como noticiado pelo blog “O Tabuleiro”, porém, entendemos que o ato realizado contempla o que nos propomos a fazer. Afirmamos que somos a favor de todos os tipos de manifestações pacíficas e ordeiras e abraçaremos todas as causas desde que estas sejam justas e promovam bem-estar para a sociedade ilheense.
Desculpem os transtornos. Queremos mudar Ilhéus!

NOVO AEROPORTO DE ILHÉUS TERÁ DUAS PISTAS

Vista aérea da Ceplac, área próxima de onde ficará o novo aeroporto. Foto: José Nazal.

Vista aérea da Ceplac, área próxima de onde ficará o novo aeroporto. Foto: José Nazal.

O governador Jaques Wagner e o secretário da Casa Civil da Bahia, Rui Costa, se reuniram, na manhã de segunda-feira (01/07), com o ministro da Secretaria da Aviação Civil, Moreira Franco, em Brasília, para agilizar o processo da reforma e construção de uma segunda pista de voo do Aeroporto de Salvador, bem como tratar das pendências ainda existentes para a construção dos aeroportos de Ilhéus, Vitória da Conquista e de Feira de Santana.
Sobre a construção do novo aeroporto de Ilhéus, o ministro Moreira Franco considerou a possibilidade de conceder uma delegação ao governo da Bahia para tratar da transferência do aeroporto de Ilhéus para o novo sítio junto à CEPLAC. O novo aeroporto terá duas pistas de 3 mil metros.
“Fizemos uma radiografia das pendências para a construção dos novos aeroportos de Ilhéus, Vitória da Conquista e Feira de Santana, além da construção da segunda pista do aeroporto de Salvador, muito necessária para a Copa de 2014”, afirmou Wagner. “Estamos fazendo nosso dever de casa com eficiência e rapidez”, concluiu.

PREFEITO MULTI NÍVEL OU POLÍTICO PIRÂMIDE?

TELEX JABESOs mais gabaritados cientistas políticos do país traçaram um paralelo entre alguns políticos e a nova tendência da economia brasileira: o marketing multi nível.
Para não ficarmos de fora dessa, resolvemos nós, sob o criterioso acompanhamento do nosso corpo de economistas e sociólogos que compõem a nossa equipe, realizarmos o mesmo estudo. Só que nos utilizamos de duas “cobaias”, o prefeito ilheense Jabes Ribeiro e a Telexfree.
Pois bem, ambos funcionam no chamado esquema de pirâmide, onde forma-se uma rede (puxa-sacos e asseclas do jabismo) e tal propicia ganhos ao cabeça da rede. No caso da politicagem do comandante do Paranaguá, promessa de fidelidade eterna.
Nos dois casos, houve promessas de lucros com o que foi investido. Dinheiro no caso da Telexfree e votos no caso de Jabes.  E em ambos os casos, a sensação de golpe paira no ar.
Na Telex, as pessoas são recrutadas a priori, para divulgar na internet um produto teoricamente caro. Em relação ao prefeito, alguns lambe-botas também são pagos para divulgá-lo em sites e blogs chapa branca. E para piorar, fazem propaganda de um produto sem utilidade e dispendioso aos cofres públicos. O caso das diárias estão ai para não nos deixar mentir.
Acontece que, ao contrário do citado sistema de pirâmide financeira, que teve suas operações bloqueadas pela Justiça Federal, o prefeito de Ilhéus segue lépido e saltitante, com processos nas costas, mas ainda impune.
Voa Telex Jabes !!!

DESABAMENTO SEM VÍTIMAS

Foto: Ilhéus 24h.

Foto: Ilhéus 24h.

Apesar de causar grandes prejuízos e um enorme susto para trabalhadores e pedestres, o acidente com a loja Agreste Tecidos, provavelmente provocado por uma obra ao lado, não deixou vítimas.
Bombeiros ainda estão na área retirando os escombros. Parte da rua foi interditada.
Nenhum indicativo de liberação para a obra. Foto: Ilhéus 24h.

Nenhum indicativo de liberação para a obra. Foto: Ilhéus 24h.

Um detalhe chamou atenção. No tapume que protege a obra não há nenhum aviso de liberação dos trabalhos por parte dos órgãos competentes. A obra era regular?

OBRA PODE TER CAUSADO DESABAMENTO. BOMBEIROS FAZEM BUSCAS

Segundo populares, a loja era bem movimentada. Foto: Ilhéus 24h.

Segundo populares, a loja era bem movimentada. Foto: Ilhéus 24h.

Obras onde funcionava a Ótica São Paulo, na Rua Marquês de Paranaguá (próximo à Esquina 170), podem ter causado o desabamento da loja Agreste Tecidos, por volta das 14h desta segunda (1).
Segundo o Corpo de Bombeiros, ainda não foram encontradas vítimas, apesar do grande movimento rotineiro na loja de tecidos. As buscas no local continuam.
Bombeiros fazem buscas nos escombros. Foto: Ilhéus 24h.

Bombeiros fazem buscas nos escombros. Foto: Ilhéus 24h.

Ao ILHÉUS 24H, homens que trabalhavam na obra disseram que “avisaram” aos funcionários da loja vizinha sobre o desabamento, mas se negaram a dizer o que pode ter causado o acidente.

ALUGA-SE ILHÉUS

aluga-sePassados exatos seis meses desde que assumiu pela quarta vez o comando da prefeitura de Ilhéus, Jabes Ribeiro vem explicitando um dos seus principais objetivos ante a administração municipal.
Trata-se do ato e efeito de terceirizar alguns dos principais setores do município, contratando empresas para administrá-los e, teoricamente, se “livrando” de maiores responsabilidades.
Como informamos mais cedo, um desses setores é a Saúde e a Educação.
Com isso, Jabes, ao invés de pagar aos funcionários, pagaria diretamente às empresas, abrindo espaço ante as exigências da lei de responsabilidade fiscal, para poder contratar pessoas ligadas a ele e aos partidos que o ajudaram a se eleger.
Mas o processo de alugar Ilhéus não para por ai.
Segundo o Blog Agravo, o setor de iluminação pública será gerido também por uma terceirizada, que movimentará algo em torno de R$ 4 milhões por ano, oriundos da arrecadação com a Taxa de Iluminação Pública.
De acordo com o site, na ultima quarta–feira (26) foi realizado pregão presencial para contratar empresa especializada no setor.
Daqui a pouco, não estranhemos se Jabes resolver terceirizar o seu próprio cargo e fique em definitivo na cidade onde reside: Salvador.
São coisas da nossa Ilhéus.

JABES PODE RECORRER À TERCEIRIZAÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO

Depois de demitir concursados, Jabes pode tomar nova medida característica de governos de direita. Foto: Andrei Sansil/Ilhéus 24h.

Após demitir concursados, Jabes pode tomar nova medida característica de governos de direita. Foto: Andrei Sansil/Ilhéus 24h.

O prefeito Jabes Ribeiro pode ter arrumado a fórmula para reduzir os gastos com pessoal e livrar suas contas no Tribunal de Contas dos Municípios.
A mágica de Jabes pode vir por meio da terceirização. Em vez de gastar com pessoal, o município pagaria a empresas, que contratariam pessoal sem qualquer vínculo público.
O primeiro setor a passar pela terceirização seria a saúde. A educação viria em seguida. As duas áreas são as que mais exigem funcionários.
Hoje, Jabes aplica cerca de 70% das receitas com salários. A lei de responsabilidade fiscal exige, no máximo, 54%.
PRECEDENTES
Em setembro de 2012, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou, por unanimidade, um recurso da prefeitura do Rio de Janeiro contra ação movida pelo Sindicato dos Médicos que exige o fim da terceirização na saúde. A prefeitura já havia sido derrotada outras duas vezes.
Segundo O Globo, o tribunal concordou com decisão anterior, que dizia “os cargos inerentes aos serviços de saúde, prestados dentro de órgãos públicos, por ter a característica de permanência e de caráter previsível, devem ser atribuídos a servidores admitidos por concurso público”.
O processo do sindicato se arrasta por sete anos.

cristina frey

dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia