WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

:: ‘Cultura’

MÚSICA, DANÇA E CIRCO NA TENDA DO TPI EM MAIO

Atrações da tenda movimentam a Avenida Soares Lopes.

Atrações da tenda movimentam a Avenida Soares Lopes.

Em seu primeiro mês, a Tenda do Teatro Popular de Ilhéus mostrou que as inovações propostas deram muito certo. O público comprovou isso, comparecendo aos espetáculos e demais atividades. 
Em maio, os trabalhos no novo espaço vão se consolidar ainda mais, com a chegada de novos parceiros. 
A Tenda do Teatro Popular foi escolhida para abrir o evento internacional “Bass Culture Clash”, reunindo artistas renomados da cultura do grave da Bahia e Londres. 
Outra novidade é o “Ilhéus Dança”, organizado pelas escolas de dança da cidade, oferecendo ao público a chance de apreciar e conhecer estilos variados de expressão corporal. 
Os legítimos anfitriões do espaço, os artistas do Circo Show Brasil, marcarão presença neste mês, com atrações do tradicional universo circense. 
E o Teatro Popular de Ilhéus intensifica o ritmo de ensaios para a montagem 1789 – Engenho de Santana – Uma Revolução Histórica, cuja estreia será em julho. 
Com patrocínio do Sebrae, a Tenda do Teatro Popular de Ilhéus segue dinamizando o cenário cultural. Venha participar também desta revolução! 
Clique no leia mais e confira a programa completa. Tem atrações para todos os gostos.
:: LEIA MAIS »

PELA REVITALIZAÇÃO DO “CINE ÉDEN”

Lançado na última sexta-feira (26) na web, o documentário “Cine Éden”, dirigido por Edson Bastos e Henrique Filho, remonta a história do cinema que marcou época na cidade de Ipiaú.
Apesar de servir de palco para peças teatrais, shows musicais e exibição de filmes, o espaço onde funcionou o Cine Éden está há 20 anos fechado e com parte do prédio em ruínas. Ainda assim, a população local sonha com sua reabertura.
Junto ao documentário, o grupo que trabalha pela revitalização do cine criou uma petição online solicitando o apoio dos órgãos públicos na empreitada (assine clicando aqui).
Confira o doc abaixo.

 

CURTA-METRAGEM “LARA” SERÁ EXIBIDO EM ILHÉUS

Cartaz do filme.

Cartaz do filme.

Finalmente, foi divulgado o cartaz oficial de Lara, curta metragem de Leandro Afonso gravado na Avenida Soares Lopes e nos arredores do centro de Ilhéus. O filme marca o retorno do diretor, pelo menos momentâneo, à região cacaueira.
No seu terceiro curta metragem, Leandro retorna às relações interpessoais. Se em Nunca Mais Vou Filmar (2012) a sinopse era “em Salvador, homem que bebe reencontra mulher que fuma”, a de Lara é “com dor de cotovelo, homem procura mulheres”.
No entanto, ele adianta que os dois não se assemelham muito. “Pra mim, eles pouco se parecem. Existe a questão de homem e mulher, algo que me atrai e me instiga, mas para aí. Câmera, ritmo e abordagem são diferentes”.
Em Lara, Leandro trabalhou com uma equipe reduzida e formada basicamente de universitários. “90% da equipe técnica estuda ou estudou na Uesc. E 100% do elenco faz ou fez UESC”, diz ele, que fala ainda sobre a vinda do filme para cá.
Sobre o lançamento, Leandro pretende fazer uma exibição em Ilhéus. “Até o final do mês essa data vai ser divulgada”. 

CONSIDERAÇÕES SOBRE CULTURA

interrogacao1Em contato com a nossa redação, um leitor questionou à secretaria municipal de Cultura, quando algum projeto que, de fato, vise fomentar a cultura enquanto agente social será implementado na cidade.
Concordamos literalmente com o questionamento do leitor.  Afinal de contas, é lamentável perceber que a citada pasta municipal caminha mais uma vez para se tornar uma mera realizadora de eventos, muitos deles, plenamente questionáveis.
Eis que perguntamos: Porque não se viabiliza um projeto que, por exemplo, objetive criar escolas públicas de música nos bairros mais carentes? Sim, um local onde crianças e adolescentes além de aprenderem a tocar um instrumento, tivessem acesso a todo um conjunto de valores que as artes costumam perpassar aos seus praticantes.
A cultura é uma matéria que pode ser, a depender das intenções e vontade dos gestores, uma ferramenta aliada à Educação, no combate às mazelas sociais que costumam afligir os jovens das comunidades ditas periféricas.
Com certeza ante tal ideia, virão os argumentos de que não existem recursos para isso. Sim eles existem, só que na maioria das vezes ao invés de serem investidos devidamente na fomentação da cultura, costumam parar nas contas bancárias de alguns mal intencionados que se aventuram a nos representar politicamente. O pior de tudo, com o nosso aval, de quatro em quatro anos.

JOSÉ DELMO DE CASA NOVA

Impedido de trabalhar como contador de história no espaço Casa de Jorge Amado (lembre aqui o caso), o ator e poeta José Delmo foi acolhido no Bataclan.
Delmo recepciona turistas e conta histórias de nossa Ilhéus desde ontem (quinta, 18) no novo local de trabalho.

A CULTURA DA EXCLUSÃO

fundaçãoMesmo com a nota de esclarecimento, emitida pela secretaria de Cultura de Ilhéus, se manifestando sobre a situação do ator José Delmo, impedido de realizar suas esquetes teatrais no interior da Casa de Jorge Amado, a coisa pegou mal para o órgão municipal.
Sim, houve um desgaste ante a chamada opinião pública. Sim, pois  acabou chamando a atenção da população para a citada secretaria e, consequentemente, pelas suas ações, ou, como no caso de Ilhéus, a ausência delas.
Com pouco mais de cem dias a frente do setor responsável pela Cultura na cidade, digamos que o gestor da pasta vem seguindo à risca os moldes de ação aplicados outrora por lá. Ou seja, nada que possamos identificar como sendo de fato uma ação em prol da Cultura.
Valendo ressaltar que é um grande equívoco afirmar que realizar ou apoiar eventos seja a função de uma secretaria de Cultura. Não, isso é função de produtores culturais. Uma pasta com a importância da citada, deve agir pensando a Cultura como um agente social, capaz de suscitar novos valores em crianças e adolescentes, incentivando o surgimento de novos talentos, apoiando de verdade as manifestações artísticas locais, dentre outras.
Só que, nem ajudar parece que eles estão se prestando. Muito pelo contrário. Na primeira oportunidade escorraçaram o ator do local. O pior de tudo foi a desculpa adotada, de que o espaço é público, e não pode seguir sendo utilizado por um só artista. Mas se ele não ocupar o espaço, quem mais vai fazer isso? Vão abrir seleção pública visando a contratação de artistas para ocupar o lugar? Não, vão fazer o que sempre costumam fazer, mantê-lo ocioso, e, de preferência, afastando o povo de lá, o transformando em um point elitista.
Secretário, saiba, Cultura não se faz excluindo, e sim agregando. E, ante tal situação, parafraseando um velho dito popular, poderíamos afirmar que vossa senhoria “fez” na entrada.

IMPEDIDO DE TRABALHAR, ATOR JOSÉ DELMO PENSA EM SE MATAR

José Delmo (1)Ontem noticiamos com exclusividade a informação de que o ator José Delmo (LEIA AQUI), tinha sido impedido de fazer suas encenações, na parte interna da Casa de Jorge Amado, em Ilhéus.
A ordem partiu do secretário municipal de Cultura, o Sr. Paulo Atto.
Delmo é um dos ícones do teatro na região. Com seu elogiadíssimo monólogo “O Contador de Histórias Grapiúna”, ele retrata com brilhantismo o clima e os sentimentos que norteavam a chamada civilização do cacau. Foi um dos fundadores do Grupo de Artes Macuco, de Buerarema, e virou atração turística trajado de coronel do cacau, apresentando geniais esquetes no centro histórico da cidade.
Triste com a situação e visivelmente depressivo, o ator, devido a situação, confessou que pensa em ceifar a própria vida, tamanha humilhação e constrangimento que vem sendo obrigado a passar.
Uma prova de que o secretário Paulo Atto é um estranho no ninho, visto que, trata com desdém as legítimas manifestações culturais da nossa cidade.
O ILHÉUS 24H repudia por completo a atitude do secretário de Cultura. 

SECRETÁRIO DE CULTURA BOICOTA JOSÉ DELMO

José Delmo sente falta do trabalho.

Expulso, José Delmo sente falta do trabalho.

Contador de histórias há anos, o ator e poeta José Delmo revelou ao ILHÉUS 24H que foi proibido de continuar seu trabalho dentro da Casa de Jorge Amado, no centro histórico da cidade.
A ordem para impedi-lo de usar o espaço e interagir com os turistas teria partido do secretário de cultura de Ilhéus, Paulo Atto.
O ator foi, ao lado de Ramon Vane, o idealizador do Grupo de Arte Macuco, nos anos 80. O projeto sagrou-se como um dos mais importantes movimentos de arte e cultura do sul da Bahia.
Triste, Delmo reclama que, além de fazer falta no bolso, a proibição tem lhe tirado o sono. O ofício faz falta no dia-a-dia.
Este blog não conseguiu contato com Atto, mas o espaço está aberto.

BANDA ILHEENSE REPRESENTARÁ MÚSICA DA BAHIA EM LONDRES

Com um Rap de primeira qualidade, OQuadro é destaque nacional no gênero.

Com um Rap de primeira qualidade, “OQuadro” é destaque nacional no gênero.

Considerada uma das grandes revelações do ano de 2012, após o lançamento do seu primeiro disco oficial, a banda de Rap “OQuadro”, de Ilhéus, se apresentará em solos londrinos em maio, levando a cultura da Bahia para o velho continente.
O disco, disponibilizado gratuitamente na internet, foi festejado pela imprensa especializada como um dos 100 melhores lançamentos de 2012, e, recentemente, foi listado entre os 100 mais importantes discos da história da música baiana pelo site IBahia.com.
A apresentação da banda ilheense faz parte da programação do festival  “Bass Culture Clash: Bahia vs Londres”, que visa criar oportunidades e apresentar os talentos emergentes do Reino Unido no mercado musical brasileiro e os talentos emergentes brasileiros no mercado inglês.
A iniciativa é fruto da parceria entre a British Underground com a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia e a Fundação Cultural da Bahia.
O festival contará, além dos shows com “OQuadro”, também com a banda Os Nelsons (Paulo Afonso) e as atrações londrinas The Heatwave, MC Lady Chann e Natty.
Além de três shows em Londres (16, 17 e 18 de maio), o projeto inclui oficinas, workshops e apresentações em Ilhéus, no dia 10 de maio, na Tenda do Teatro Popular e no dia 11, no Largo do Pelourinho em Salvador.
CLIQUE AQUI e baixe gratuitamente o CD d’OQuadro.

COMÉDIA E MUSICAL NA TENDA DO TPI

Registro da peça "Homens ajudam homens?".

Registro da peça “Homens ajudam homens?”.

Quem estiver à procura de atração teatral em Ilhéus nesta sexta e sábado (12 e 13) pode aproveitar as atrações da Tenda do Teatro Popular de Ilhéus.
A comédia Homens Ajudam Homens?  e o musical infanto-juvenil Lendas da Lagoa Encantada são as atrações do TPI desta semana. Os dois espetáculos serão apresentados às 20h, têm classificação livre e as entradas custam R$ 10 e R$ 5.
A primeira peça traz palhaços brincantes como protagonistas. É executada pelo Grupo Teatro/Circo Maktub. Em Homens ajudam homens?, os personagens discutem a vida em sociedade, apresentando diversos temas ligados às relações humanas.
Amanhã sobe ao palco os atores da Cia. Boi da Cara Preta. Em Lendas da Lagoa Encantada, os seres míticos da mata se unem à comunidade ribeirinha para proteger o meio ambiente e as tradições locais das ameaças do “bicho Mondrongo”. 
A tenda do TPI fica na Avenida Soares Lopes.


primark
dom eduardo

projetos arquitetonicos











WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia