WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
ilheus brindes
março 2019
D S T Q Q S S
« fev    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: ‘Brasil’

QUEM NÃO VOTOU E NEM JUSTIFICOU AUSÊNCIA À URNA DEVE PROCURAR CARTÓRIO ELEITORAL

O eleitor tem o prazo de 60 dias, após a data da votação, para apresentar justificativa ao juiz.

O eleitor tem o prazo de 60 dias, após a data da votação, para apresentar justificativa ao juiz.

O eleitor que não pôde votar nestas eleições e não justificou a sua ausência no mesmo dia do pleito tem prazo de 60 dias, após a data da votação, para apresentar justificativa ao juiz em qualquer cartório eleitoral.

A justificativa é válida somente para o turno em que o eleitor não compareceu. Assim, se o eleitor deixou de votar no primeiro e no segundo turno da eleição, terá de justificar sua ausência para cada turno, separadamente, obedecendo aos mesmos requisitos e prazos para cada um deles.

Para justificar a ausência, o eleitor deve apresentar o Requerimento de Justificativa Eleitoral pessoalmente em qualquer cartório eleitoral ou enviá-lo, via postal, ao juiz da zona eleitoral onde é inscrito, juntamente com a documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito, para que o juiz eleitoral a examine.

Confira o endereço dos cartórios eleitorais em todo o Brasil.

:: LEIA MAIS »

INEP LIBERA ACESSO AO CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO DO ENEM

Cartão de confirmação do Enem 2014 (Foto: Reprodução/Inep).

Enem 2014 (Foto: Reprodução/Inep).

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) abriu, na tarde da segunda-feira (27), o acesso aos cartões de confirmação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para acessá-lo, é preciso informar o CPF e a senha de login no site de inscrições do Enem. O acesso é individual.

VEÍCULOS TERÃO NOVA PLACA DE IDENTIFICAÇÃO A PARTIR DE 2016

Não haverá mais indicação de Estado ou cidade de origem.

Não haverá mais indicação de Estado ou cidade de origem.

Um novo sistema será utilizado na identificação de veículos no Brasil. A medida começa a valer para veículos zero quilômetro emplacados a partir de 1.º de janeiro de 2016. O modelo foi aprovado pelo Mercado Comum do Sul (Mercosul) e os países membros do bloco, Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela, vão utilizar a mesma patente de placa, com quatro letras e três números.

A nova placa possui 40 cm de largura por 13 cm de altura – as mesmas dimensões já utilizadas no Brasil. O fundo será branco, com uma faixa azul na parte de cima. Haverá o símbolo do Mercosul à esquerda, seguido do nome do país e bandeira. O modelo vai mudar as cores de placas atualmente utilizadas para diferenciar a finalidade de cada veículo.

Em todos os veículos, a placa terá fundo branco e tarja azul superior. O tipo de uso de cada modelo será diferenciado pela cor dos sete caracteres. Carros particulares vão usar preto e os comerciais o vermelho. Veículos oficiais vão utilizar caracteres azuis e os especiais – montadoras, modelos experimentais e oficinas – o verde. A frota de representações diplomáticas e consulados será identificada pelo dourado e os carros de coleção serão cinza prateado.

:: LEIA MAIS »

DATAFOLHA: 52% A 48%. IBOPE: 53% 47%. VOX: 53,4% 46,5%.

Presidente Dilma Rousseff aparece na frente nas três pesquisas que foram divulgadas nesta noite.

Presidente Dilma Rousseff aparece na frente nas três pesquisas que foram divulgadas nesta noite.

A presidente Dilma Rousseff se mantém à frente nas pesquisas Datafolha e Ibope que acabam de ser divulgadas. No Ibope, ela tem 53%, contra 47% de Aécio, ou seja, uma vantagem de seis pontos, acima da margem de erro, que é de dois pontos.

No Datafolha, Dilma marcou 52% contra 48% de Aécio, o que configura empate técnico no limite da margem de erro. Por esse mesmo critério, os dois candidatos poderiam estar com 50% ou Dilma com 54% e Aécio com 46%.

Na pesquisa Vox Populi, Dilma tem 53,4% contra 46,5% de Aécio Neves.

HOJE TEM O ÚLTIMO DEBATE ENTRE DILMA E AÉCIO

Foto: Marco Damiani, 247.

Foto: Marco Damiani.

A Globo promove nesta sexta-feira (24) o último debate do segundo turno entre os candidatos a presidente Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). O debate começa depois da novela “Império”.

Mediado pelo jornalista William Bonner, o debate será realizado no Projac, no Rio, e tem duração prevista de uma hora e 50 minutos. O regulamento foi definido com representantes dos candidatos e seguindo as regras da Justiça Eleitoral.

Serão quatro blocos: no primeiro e no terceiro, os candidatos farão perguntas um ao outro, com tema livre; no segundo e no quarto, as perguntas serão feitas por eleitores indecisos. O quarto bloco será destinado também às considerações finais dos presidenciáveis (leia mais).

Os indecisos serão selecionados em todos os estados pelo instituto de pesquisas Ibope. Cada eleitor indeciso vai elaborar previamente perguntas com temas de interesse nacional. As oito perguntas mais bem formuladas serão selecionadas pela produção do programa para serem feitas aos candidatos.

O cenário será uma arena, com o objetivo de facilitar a movimentação dos candidatos. Os eleitores indecisos estarão sentados em volta. Se algum candidato faltar, seu lugar permanecerá vazio com uma placa que o identifique pelo nome. Nos dois blocos de tema livre, o candidato presente poderá formular a pergunta que faria ao candidato que se ausentou. Nos outros blocos, todas as perguntas de eleitores indecisos serão respondidas apenas pelo candidato presente.

PESQUISA DATAFOLHA E IBOPE: DILMA DISPARA SOBRE AÉCIO

Dilma e Aécio.

Petista atinge 53% das intenções de votos válidos, contra 47% do tucano.

247 – Levantamentos divulgados pelos institutos Datafolha e Ibope na tarde desta quinta-feira 23 apontam vantagem de seis e oito pontos, respectivamente, da presidente Dilma Rousseff em relação ao candidato do PSDB, Aécio Neves.

No Datafolha, ela atinge 53% das intenções dos votos válidos, contra 47% do tucano. Em comparação com a última pesquisa, Dilma cresceu um ponto, enquanto Aécio perdeu um.

Em votos totais, Dilma registrou 48%, enquanto Aécio atingiu 42%. Brancos e nulos representaram 5% dos entrevistados. Outros 5% disseram não saber em quem votar.

No Ibope, a presidente cresceu seis pontos em relação à última mostra, da semana passada, e registrou 54% dos votos válidos, ante 46% do adversário.

Considerando os votos totais, Dilma registrou 49% contra 41% de Aécio. Segundo a pesquisa, os indecisos são 3% e 7% responderam que vão votar nulo ou em branco no próximo domingo 26.

Com essa diferença, nos dois levantamentos, a candidata à reeleição pelo PT passa a liderar a disputa à Presidência da República isoladamente, pela primeira vez no segundo turno.

NOVA PESQUISA DATAFOLHA: DILMA TEM 52% E AÉCIO, 48%

Dilma e Aécio.

Dilma e Aécio.

Nova pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada hoje, mostrou praticamente os mesmos números do levantamento anterior, publicado na segunda-feira. Na mais recente leitura, Dilma Rousseff, candidata à presidência aparece com 52% dos votos válidos, enquanto seu adversário, Aécio Neves, presidenciável do PSDB, detém apoio de 48% do eleitorado.

Neste contexto, permanece o empate técnico entre os dois candidatos considerando o limite máximo da margem de erro, de 2 pontos porcentuais.

A intenção de voto da candidata Dilma à reeleição cresce no Sudeste, e entre mulheres aumentou para 47%, ante 42% apontado no levantamento realizado no dia 9 de outubro. No mesmo contexto, o índice da petista na região Sudeste subiu para 40%, de 34%. Entre os eleitores que recebem entre dois e cinco salários mínimos, o porcentual da candidata do PT avançou para 45%, de 39% apontado no dia 15 de outubro.

Entre os eleitores da petista, 82% acreditam que ela vencerá a disputa presidencial. O eleitorado do tucano é um pouco menos otimista, com 78% achando que ele será eleito nas urnas.

Se considerados os votos totais, os números mudaram ligeiramente, com Dilma subindo para 47%, de 46% na pesquisa anterior, e Aécio mantendo 43% das intenções de voto. Já os votos brancos e nulos oscilaram de 5% para 6%, enquanto os indecisos caíram de 6% para 4%.

Contratada pelo jornal Folha de S. Paulo, a pesquisa Datafolha ouviu 4.355 eleitores nesta terça-feira, em 256 municípios de todo o país. O nível de confiança do levantamento é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01160/2014.

ELEIÇÕES 2014: DILMA ESTÁ NUMERICAMENTE À FRENTE DE AÉCIO

Dilma e Aécio.

Dilma e Aécio.

Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), em parceria com o instituto MDA, aponta a candidata à reeleição, a presidente Dilma Rousseff, numericamente à frente do candidato Aécio Neves (PSDB): 50,5% dos votos válidos (descontados brancos e nulos), contra 49,5%. Em relação à intenção de voto, Dilma tem 45,5%, contra 44,5% de Aécio. Divulgada nesta segunda-feira (20), trata-se da primeira pesquisa desta última semana de campanha, e da primeira realizada no segundo turno por tal instituto. É o primeiro instituto a pôr Dilma à frente de Aécio no segundo turno. Foi feita ainda avaliação sobre o favoritismo dos candidatos: 46,7% acreditam que Aécio é o favorito, enquanto 42,5% afirmam que Dilma deve vencer. 

A pesquisa avaliou a taxa de rejeição dos candidatos. De acordo com o levantamento, 40,7% responderam que não votariam de jeito nenhum em Dilma, contra 41% de rejeição a Aécio. Impressiona o aumento do índice de rejeição de Aécio nas últimas semanas. Hoje, será divulgada ainda pesquisa do Instituto Datafolha. O levantamento é acompanhado pelo mercado financeiro, por ser esse instituto considerado um dos mais respeitados. Na sondagem da semana passada, Aécio e Dilma estavam tecnicamente empatados, com vantagem para Aécio: 51% a 49% dos votos válidos. 

Registrada no Tribunal Superior Eleitoral, seguindo uma determinação da lei eleitoral, a pesquisa da Confederação Nacional do Transporte ouviu 2.002 eleitores em 137 municípios entre os dias 18 e 19 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Informações do O Globo.

AÉCIO E DILMA PARTICIPAM DE MAIS UM DEBATE NESTE DOMINGO

Dilma e Aécio.

Dilma e Aécio.

Os candidatos à Presidência, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), voltam a se encontrar em um novo debate televisivo neste domingo (19), a partir das 22h, na Rede Record.

O programa terá mediação dos jornalistas Adriana Araújo e Celso Freitas. O debate terá três blocos e, portanto, dois intervalos comerciais. No primeiro bloco, haverá oito rodadas de confronto direto entre os candidatos. O formato será de pergunta de livre escolha, resposta, réplica e tréplica. O segundo bloco exibirá quatro rodadas de confronto direto. O formato continua pergunta de livre escolha, resposta, réplica e tréplica. O terceiro bloco terá mais duas rodadas de confronto direto e os candidatos farão as considerações finais. A ordem foi definida por sorteio com a participação dos assessores do PT e PSDB. Dilma Rousseff inicia o primeiro, o terceiro bloco e as considerações finais. Aécio Neves abre o segundo bloco e encerra as considerações finais. O debate deverá ser encerrado aproximadamente à meia-noite.

Haverá reapresentação do programa, na íntegra, pela Record News, na segunda-feira (20), em dois horários, às 8h e às 18h.

COM O BRASIL RACHADO, INDECISOS DEFINEM O FUTURO

Foto: Marco Damiani, 247.

Foto: Marco Damiani, 247.

Todos os dias na longa, surpreendente e espetacular campanha presidencial que se encerra no domingo 26 as diferenças entre PT e PSDB ficaram claras. A base ideológica, a escola econômica e os compromissos de classe que separam os dois partidos se afastaram mais do que nunca e, ainda assim, a eleição vai ser decidida nos detalhes.

Nos próximos nove dias, a partir do sábado 18, a presidente Dilma Rousseff e o senador Aécio Neves estarão aproveitando os ventos finais de uma corrida em tudo parelha. O bate-rebate foi o jogo escolhido na semana anterior à decisiva, e sem dúvida será a tônica do que virá pela frente até o freio de 48 horas para a reflexão do eleitor. Naquelas últimas horas, apontam as pesquisas, estará sendo escolhido o vencedor final. Afinal, os levantamentos sobre o modo de escolha dos brasileiros no primeiro turno deste 2014 apontaram que 6% definiram na véspera em quem iriam votar – e, importante, 9% se decidiram no próprio domingo, literalmente a caminho e diante da urna. Como o pagamento de impostos: na última hora.

A cristalização da definição eleitoral, por outro lado, se manifestou em muitos números das principais pesquisas. À medida em que Aécio e Dilma  consolidaram uma situação de empate técnico, com 51% contra 49% pelo Datafolha da quinta-feira 16, o número de indecisos se manteve estável. Um indicador de que só haverá resultante na cabeça do contingente que decidirá a eleição, sobre tudo o que se viu e ouviu, na undécima hora.

:: LEIA MAIS »


debenhams
dom eduardo











WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia