WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
prefeitura de ilheus ponte pontal ilheus Neste site
dezembro 2020
D S T Q Q S S
« nov    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: ‘Dilma Rousseff’

DILMA SANCIONA A CRIAÇÃO DA UFESBA

A lei de implantação da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba) passará por seu último estágio amanhã (quarta, 05), quando será sancionada pela presidente Dilma Roussef.
A informação foi dada pelo governador Jaques Wagner, que esteve em Brasília na segunda (03).
Com início das aulas previsto para o ano que vem, a Ufesba deve oferecer mais de 30 cursos de graduação em Teixeira de Freitas, Eunápolis e Itabuna, onde ficará a sede da reitoria.
Não haverá vestibular para ter acesso às vagas. O ingresso será somente usando as notas do ENEM.

PARA OIT, BRASIL É EXEMPLO NA GERAÇÃO DE EMPREGO

AGÊNCIA BRASIL
operarioO contexto econômico mundial e seu impacto sobre o mercado de trabalho tem registrado evolução positiva nos países em desenvolvimento como o Brasil, constatou a Organização Internacional do Trabalho (OIT) no relatório O Mundo do Trabalho 2013: Reparando o Tecido Econômico e Social, divulgado nesta segunda-feira (3). Os países desenvolvidos, por outro lado, estão em uma situação que pode se tornar “preocupante”, a despeito da recuperação econômica desde 2009, ano em que começou a crise financeira internacional. De acordo com o documento, na América Latina e no Caribe, registrou-se em 2012 taxa de emprego, em média, 1% superior à de 2008, ano anterior à crise. Na região, essa taxa atingiu 57,1% ao fim de 2012.
“Nos países em desenvolvimento, o desafio mais importante é consolidar os recentes progressos na redução da pobreza e da desigualdade”, informou, em nota, o coordenador do relatório, o diretor do Instituto Internacional de Estudos de Trabalho da OIT, Raymond Torres. A organização citou o estabelecimento de um piso salarial – por meio da fixação de salários mínimos – e de políticas de proteção social como essenciais para a situação atual desses países.
Sobre o Brasil, um dos destaques da organização no relatório foi o crescimento de 16% da classe média entre 1999 e 2010. Segundo a OIT, isso ocorreu devido ao fortalecimento do salário mínimo e do Programa Bolsa Família. Essas duas políticas, para a organização, explicam a redução da pobreza no país e o fortalecimento da economia nacional. Como desafios, a OIT citou a redução dos postos informais de trabalho, o aumento da produtividade, o aumento dos investimentos e o crescimento dos salários acima da inflação.
Em relação aos países desenvolvidos, constatou-se que a desigualdade de renda da população aumentou nos últimos dois anos. A principal justificativa foi o crescimento dos níveis de desemprego no mundo. A expectativa é que os atuais 200 milhões de desempregados cheguem a 208 milhões em 2015. Na última semana, a União Europeia registrou 26,5 milhões de desempregados.
“A situação em alguns países europeus, em particular, está começando a forçar o seu tecido econômico e social. Precisamos de uma recuperação global, focada em empregos e investimentos produtivos, combinada com melhor proteção social para os grupos mais pobres e vulneráveis”, disse, em nota, o diretor-geral da OIT, Guy Ryder.
Para a organização, outro fator que atrasa a recuperação da geração de empregos nos países desenvolvidos é a falta de investimentos possivelmente gerados a partir de lucros. No último fim de semana, houve manifestações em mais de 100 cidades europeias contra políticas de austeridade. Segundo a OIT, apenas um terço dos investimentos globais em 2012 foram feitos por países de alta renda. Os países emergentes, em comparação, foram os responsáveis por mais de 47% dos investimentos no mesmo ano.
“Há uma clara relação entre o investimento e o emprego. Melhorar a atividade de investimento é crucial para permitir que as empresas aproveitem as novas oportunidades para se expandir e contratar novos funcionários”, explicou o coordenador do relatório, Raymond Torres.
Como forma de reduzir os impactos negativos da conjuntura de fraco desempenho econômico e escassez de postos de trabalho, a OIT sugere que sejam eliminadas as crenças negativas sobre as intervenções dos governos no crescimento econômico e a capacidade que elas têm de diminuir a má distribuição de renda entre a população. Outro ponto importante, de acordo com a organização, é o estímulo ao diálogo social entre empregados, empregadores e o governo para gerar melhorias no mercado de trabalho.

DILMA É A 2ª MULHER MAIS PODEROSA DO MUNDO

Dilma, a poderosa.

Dilma, a poderosa.

A presidente Dilma Rousseff figura na segunda posição no ranking das mulheres mais poderosas do mundo. A lista é elaborada pela revista norte americana Forbes. Em 2012, Dilma era a terceira da lista. Na primeira posição, está a Chanceler alemã Angela Merkel.

GOVERNO ENVIA AO CONGRESSO PROPOSTA DE DESTINAR 100% DOS ROYALTIES PARA EDUCAÇÃO

AGÊNCIA BRASIL
Em mensagem presidencial publicada em edição extra do Diário Oficial da União, o governo informou ontem (2) que encaminhou ao Congresso Nacional o projeto de lei que trata da destinação exclusiva dos royalties, participações especiais do petróleo e recursos do pré-sal para investimentos em educação.
Apesar de publicada hoje, a mensagem tem data de 30 de abril. Na quarta (1º), durante pronunciamento oficial, em rede nacional de rádio e TV, em comemoração ao Dia do Trabalho, a presidenta Dilma Rousseff disse que já havia enviado a proposta ao Legislativo.
Com a aplicação de 100% dos royalties do petróleo na educação, o governo espera cumprir a meta do Plano Nacional de Educação de investir 10% do Produto Interno Bruto (PIB) no setor.
Segundo Dilma, trata-se da “mais decisiva” entre todas as medidas que estão sendo executadas ou em discussão sobre o tema no governo. “O Brasil vai continuar usando instrumentos eficazes para ampliar o emprego, o salário e o poder de compra do trabalhador, mas a partir de agora vai privilegiar como nunca um instrumento que mais amplia o emprego e o salário: a educação”, disse durante o pronunciamento.

GOVERNO FEDERAL AINDA DEFINE MEDIDAS PARA ANUNCIAR NO 1º DE MAIO

AGÊNCIA BRASIL
O secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse hoje (29) que irá se reunir com a presidenta Dilma Rousseff para discutir as medidas que serão anunciadas, na próxima quarta-feira (1º), Dia do Trabalhador. Ele acrescentou que a presidenta não participará do evento, patrocinado pelas centrais sindicais, em São Paulo, em comemoração à data.
Em março, as centrais sindicais entregaram a Dilma uma série de reivindicações que estão em estudo pelo governo. Segundo Carvalho, o governo federal tem atendido os pleitos “possíveis”. Ele destacou que o Brasil tem, atualmente, uma das menores taxas de desemprego, mas que ainda há muito o que avançar.
Carvalho disse ainda que conversará com a presidenta para tratar das medidas que regulamentam a emenda constitucional das empregadas domésticas. “Vou conversar [com a presidenta] para ver se tem novidade”, acrescentou o secretário-geral que participou, na manhã de hoje, de um seminário, no Senado, para debater a definição de um marco regulatório para as organizações representativas da sociedade civil. 

DESEMPREGO EM MARÇO É O MENOR EM 12 ANOS

DA AGÊNCIA BRASIL
Número positivo mantém trunfo da presidente Dilma.

Número positivo mantém trunfo da presidente Dilma.

A taxa de desocupação no Brasil ficou em 5,7% em março, praticamente estável em relação à de fevereiro (5,6%). O dado faz parte da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada hoje (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
A taxa é a menor registrada para o mês de março desde o início da série histórica, em 2002. Na comparação com março do ano passado (6,2%), o índice é 0,5 ponto percentual menor.
A população desocupada totalizou 1,4 milhão de pessoas no mês passado.
A Pesquisa Mensal de Emprego é feita nas regiões metropolitanas do Recife, de Salvador, de Belo Horizonte, do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Porto Alegre.

DILMA DESABAFA

Há muitos herdeiros da escravidão, que querem que o governo entregue coisas de baixa qualidade para o público, mas eu não fui eleita para dar ‘qualquer coisa’ ao povo, e sim entregar qualidade”.

Presidente Dilma, nesta terça (23), ao comentar as críticas da mídia tradicional e da oposição sobre a demora em obras do governo.

‘MINHA CASA’ TERÁ NOVO PROGRAMA PARA DAR CONFORTO A MORADOR

DO G1
A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (16) que a Caixa Econômica vai lançar nos próximos dias um programa para auxiliar beneficiários do Minha Casa Minha Vida a promoverem melhorias no imóvel recebido do governo.
“Daqui a uns dias a Caixa Econômica Federal vai oferecer  novo programa para vocês. Eu não vou antecipar. Mas vou dizer que é para dar mais conforto para vocês dentro da casa de vocês. Porque para nós o Minha Casa Minha Vida faz parte de um grande esforço que nosso país tem obrigação de fazer”, disse a presidente durante cerimônia de entrega de 1.640 unidades habitacionais do programa em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte.
Durante o discurso, Dilma lembrou que 1 milhão de casas da primeira fase do programa foram entregues com piso de cimento, de acordo com o que estava previsto na etapa inicial do Minha Casa Minha Vida. Segundo a presidente, as habitações da segunda fase já  serão construídas com revestimento no piso.
:: LEIA MAIS »



dom eduardo

lm mudancas













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia