WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
shopping jequitiba

:: ‘_destaque1’

HOMENAGENS À SENHORA DE SANT’ANA, NO RIO DO ENGENHO, TERÃO RETORNO DE PROCISSÃO FLUVIAL

Dia (26) é o dia da padroeira Senhora de Sant’Ana mas, para os moradores do distrito do Rio do Engenho, em Ilhéus, os festejos alusivos à data acontecem neste domingo (30). A programação é extensa. Com destaque para o retorno da procissão fluvial que há mais de 30 anos não acontece. A comitiva embarcará da Colônia Z-19, na baía Pontal, às 7h30min. O intuito da festa é resgatar os valores históricos e religiosos, convocando os féis a oferecerem louvor, adoração e cânticos na presença da imagem da santa.

A comemoração de Nossa Senhora de Sant´Ana é considerada uma das manifestações mais antigas da igreja católica em Ilhéus. A programação ocorrerá em três etapas: além da saída da procissão fluvial, os participantes também poderão ir por terra firma à capela de Nossa Senhora de Sant’Ana para acompanharem a missa solene, às 9 horas.

Procissão terrestre – Às 10h30min, a procissão terrestre seguirá pelas ruas da comunidade e, às 11 horas, os fiéis receberão a benção final. Segundo João Cezar Santos de Andrade, um dos organizadores do evento, a festa é mais do que o resgate às tradições, é “o apoio às ações voltadas à utilização dos bens culturais através da elaboração de roteiros turísticos e culturais em nosso município”.

:: LEIA MAIS »

PREFEITURA REALIZA RECADASTRAMENTO NA CENTRAL DE ABASTECIMENTO DO MALHADO

 

A Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria de Indústria e Comércio (Sedic), vem realizando ações fiscalizatórias para o cumprimento do regulamento que ordena o funcionamento dos Mercados Públicos de Ilhéus. Entre as ações, executa o recadastramento dos permissionários ocupantes dos boxes, o mapeamento dos pavilhões A, B e C com medição dos espaços, emissão do termo de permissão de uso e do boleto bancário da taxa de ocupação.

Entre as obrigações destinadas aos usuários, está o pagamento das tarifas do boxe. Mas há também outras exigências, a exemplo da ocupação dos espaços apenas com o tipo de mercadoria para o qual está previamente destinado, ter anualmente em mãos pelo menos dois certificados de capacitação promovida pelo Sebrae ou por outra entidade similar para o aprimoramento da capacidade comercial e/ou de serviço e zelar pela conservação do espaço, mantendo-o limpo e em perfeitas condições de uso. As medidas entram em vigor a partir do dia 10 de agosto.

Ao vistoriar os pavilhões, a coordenadora da Sedic, Joélia Sampaio, relatou o estado atual do equipamento e, que ao longo dos anos, sofreu intervenções arquitetônicas irregulares, alterando completamente o projeto original. “Quando chegamos com a equipe, localizamos as construções fora dos padrões, ouvimos os permissionários, constatamos a falta de cumprimento do decreto regulamentar. Não bastasse, há processos ilegais de compra e venda em curso, pessoas acham que são donas dos boxes, além da falta de fiscalização e do ambiente completamente inóspito”, relatou.

Decreto – Desde 2015, as centrais de abastecimento do município possuem o Decreto Regulamentar, 062/2015, outorgado pela antiga gestão, que disciplina diversos aspectos do setor. Entre eles, a comercialização de produtos e a prestação de serviços em geral, sempre com vistas à satisfação das necessidades e ao atendimento dos interesses da coletividade por meio do sistema de varejo em dias e horários predeterminados pela administração. Mas, na prática, jamais funcionou.

:: LEIA MAIS »

ESTRADA DO CHOCOLATE UNE CULTURA HISTÓRIA, NEGÓCIO E MEIO AMBIENTE

Os 42 quilômetros da BA-262, trecho entre os municípios de Ilhéus e o entroncamento com a BR-101, em Uruçuca, revelam um cenário inspirador de fazendas de cacau, que se confunde com a própria história do sul da Bahia. Palco da produção da principal riqueza regional, as fazendas de cacau abrigaram, ao longo dos séculos – desde a chegada das primeiras sementes do cacaueiro em 1746 – o símbolo da pujança econômica regional, construída pelos coronéis da época e a força do seu dinheiro, surgido a partir das terras férteis e do clima tropical, propícios à plantação do cacau.

Agora, produtores contemporâneos – muitos filhos, netos e bisnetos dos protagonistas desta rica história – estão felizes com a parceria da Prefeitura de Ilhéus e do Governo da Bahia que oficializaram a transformação deste mesmo cenário numa história que una tradição, cultura, sustentabilidade e riqueza natural. O Governo do Estado lançou o projeto de implantação da Estrada do Chocolate em Ilhéus, durante o Festival Internacional do Chocolate e Cacau – Chocolat Bahia 2017, encerrado neste domingo.

O roteiro começa a operar a partir de agosto. Ele inclui ainda as fábricas do parque moageiro de cacau, no Distrito Industrial de Ilhéus, fazendas/fábrica de chocolate gourmet, fazendas de cacau com acervo histórico-arquitetônico, Estação Rio do Braço, arquitetônico da sede do antigo distrito de Ilhéus e a Biofábrica do Cacau. 

Ineditismo – Este será o primeiro roteiro turístico temático da Bahia e, inicialmente, vai abranger os municípios de Ilhéus e Uruçuca. O projeto foi lançado pelo secretário do Planejamento e vice-governador, João Leão, e o prefeito Mário Alexandre, no sábado (22), com as presenças dos secretários de Turismo, José Alves, e Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, além do coordenador do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, Jonas Paulo.

:: LEIA MAIS »

A INCRÍVEL HISTORIA DE CHE GUEVARA EM ILHÉUS

Gerson Marques é produtor de Cacau e Chocolate e Diretor Presidente da Associação dos Produtores de Chocolates de Origem do Sul da Bahia.

O navio da Costeira havia chegado na madrugada, jogou âncora nas proximidades da entrada da barra, esperou o dia amanhecer, soltou cinco apitos longos e graves entrando na baía do Pontal  com a elegância de um cisne negro, ancorou pouco tempo depois no cais da companhia, o movimento frenético do desembarque começou imediatamente, uma multidão logo se formou na balbúrdia do cais, estivadores, marinheiros, passageiros, pessoas que esperavam parentes, vendedores de pastel, picolé e jornal, carregadores de bagagens oferecendo seus serviços em carrinhos de mãos, e toda fauna humana que habita beiras de cais em qualquer lugar do mundo, pescadores, marujos, prostitutas, meliantes amadores e profissionais. O ar estava tomado pelo cheiro nauseante da maresia, misturado a peixes, perfumes, suor e charutos, tão intenso que  inebriava os mais sensíveis e gerava reclamações dos mal humorados, isso tudo debaixo de uma chuva fina e um calor abafado.

Passou sem ser notado, carregando uma pequena maleta de couro  marrom, vestido em um surrado terno de linho branco, apesar de alto e jovem, caminhou a passos lentos em direção ao Hotel Coelho, duas quadras de distância do porto, lá escreveu na ficha de hospedagem o nome de Ernesto G. de La Serna, natural da Argentina, 30 anos, médico de profissão.

Do contrário, navio, desembarcou com idêntica discrição, o cidadão americano Porter J. Goss, nome que colocou na ficha de hospedagem do mesmo hotel, preenchida dezessete minutos após o argentino Ernesto.

A Ilhéus de 1956, era pequena mas cosmopolitana cidade, com grande presença de estrangeiros, tanto em sua população fixa como de visitantes, muitos deles atraídos pelos milhões gerados no próspero negócio do cacau.

Os hóspedes estrangeiros do Hotel Coelho, juntaram-se a outros tantos que iam e vinham nas ruas próximas ao cais, a cidade fervilhava logo cedo, o movimento dos poucos automóveis disputava o espaços das ruas com tropas de muares carregando cacau para o cais, a estudantada passava fazendo algazarras, e as lojas começavam a abrir suas portas, já era quente e abafado o início do dia, com sol matinal e chuvas eventuais de verão, nesta época, os libaneses e sírios dominavam o comércio, algumas firmas exportadoras de cacau eram de suíços e outras de grandes empresários de Salvador, os ingleses eram os homens da ferrovia, e os sergipanos vindo de todo nordeste inclusive do sertão baiano, tocavam as bodegas, mercearias, vendas e o negocio de quinquilharias em geral, aos negros cabia o trabalho pesado da estiva e os serviços gerais das roças de cacau nas matas úmidas da região, tudo girava em torno do fruto dourado e do movimento de navios no cais do porto.

:: LEIA MAIS »

LAGOA ENCANTADA GANHA INTERNET GRATUITA

Foto: Gidelzo Silva.

Uma das principais atrações turísticas de Ilhéus, a Lagoa Encantada agora dispõe de internet gratuita. Ao visitar a localidade neste final de semana e realizar os primeiros acessos à rede mundial de computadores, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, garantiu que a proposta é levar internet ao maior número de lugares da zona rural do município. “Dentro em breve teremos o serviço em Castelo Novo, Ponta da Tulha e Ponta do Ramo”, informou.

A instalação do serviço na Lagoa Encantada, resulta de uma parceria com o vereador Gil Gomes e a empresa Turkeynet, com sede em Ilhéus. “Estou feliz em fazer parte de um governo que pensa nas pessoas”, afirmou o vereador Gil Gomes. “Vivemos a era da tecnologia e deixar pessoas desconectadas do mundo é não pensar no outro”, completou.

Valorização do lugar – Ao lado das filhas, da primeira dama, Soane Galvão, e da deputada estadual, Ângela Sousa, Mário Alexandre fez selfies com populares e postou nas redes sociais. Garantiu aos moradores que a chegada da internet à localidade, além de contribuir na divulgação de um dos mais importantes pontos turísticos, vai ajudar na melhoria dos serviços públicos prestados em dois setores importantes da administração. Computadores foram doados ao governo e já funcionam na escola e no posto de saúde locais.

:: LEIA MAIS »

OBRAS EM ILHÉUS CONTRIBUEM PARA DESENVOLVIMENTO DA CIDADE

Fotos: Divulgação.

Ilhéus, berço da civilização cacaueira do Sul da Bahia, celebrizada mundialmente nas obras de Jorge Amado e um dos mais importantes municípios do estado, está completando 483 anos de fundação nesta quarta-feira (28 de junho). Dona de um rico patrimônio arquitetônico-cultural e de uma natureza exuberante, com cerca de 100 quilômetros de litoral e reservas ambientais como a Lagoa Encantada, a cidade conta atualmente com obras e ações importantes do Governo da Bahia, que contribuem para o desenvolvimento do município. 

Em fase de conclusão da parte estrutural, e com previsão de inauguração para o segundo semestre deste ano, o Hospital Regional da Costa Cacau, localizado às margens na rodovia Ilhéus-Itabuna, terá em sua primeira etapa, uma área construída de 17,5 mil metros quadrados. O hospital contará com  120 leitos de internação para adultos, 29 pediátricos, 20 de UTI adulto e mais 10 infantil; 30 leitos de observação na urgência e emergência e 16 leitos de internação pós-anestésico, além de  reforço no serviço de oncologia oferecido pela rede hospitalar de Ilhéus.

“O sul baiano é uma das regiões que apresentam uma diversidade cultural, histórica, turística e econômica extremamente rica para o nosso estado. Por isso, o governo baiano tem trabalhado para dotar a região de um conjunto de obras importantes nas áreas da saúde, saneamento, infraestrutura e da tecnologia, de modo a fortalecer a sua vocação e atender à demanda da sua população”, destaca o governador Rui Costa. 

:: LEIA MAIS »

julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  




twitter
facebook