.

Houve crescimento de 11% no número de assassinatos na Bahia nos primeiros nove meses de 2021 em comparação com o mesmo período do ano passado. Isso é o que aponta os dados do “Monitor da Violência”, índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais da violência no país. A taxa segue na contramão do cenário nacional, que teve queda de 4,7%.

De acordo com os números, em 2020, foram registrados pelos órgãos de segurança da Bahia 3.832 assassinatos, entre janeiro e setembro. Já em 2021, foram 4.252 mortes.

O mês que teve mais assassinatos foi abril, com 532, e o que teve menos mortes foi julho, com 430. De abril a julho, a Bahia registrou queda, no entanto, a partir de agosto os números voltaram a subir.

Em todo o país, de janeiro a setembro deste ano, foram registradas 30.954 mortes violentas, contra 32.471 nos mesmos meses de 2020. Ou seja, 1.517 a menos. Estão contabilizadas no número as vítimas de homicídios dolosos (incluindo os feminicídios), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.

No Nordeste, a maior parte dos estados apresentou queda nos assassinatos nos primeiros nove meses deste ano na comparação com o mesmo período de 2020. A Bahia e outros três estados tiveram altas são eles: Piauí (10,9%), Paraíba (5,8%) e Maranhão (3,7%).

Já o estado que teve a maior queda de assassinatos na região Nordeste foi Sergipe, com – 29,4%.