.

Mais um crime ambiental em andamento foi desarticulado pela polícia, revelando a crueldade contra os animais. Em Jequié, no KM 677 da BR-116, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) resgatou 1.067 pássaros silvestres amontoados em um carro, na noite desta quinta-feira (14). Duas pessoas estavam no veículo, que foram presas em flagrante.

Segundo a PRF, a dupla levantou suspeita durante uma abordagem. Durante a fiscalização, os policiais fizeram uma revista no veículo e encontraram as aves, das espécies coleira, papa-capim, trinca-ferro, canário-da-terra e pássaro preto.

De acordo com a polícia, elas estavam aprisionadas e amontoadas em pequenas gaiolas e também em embalagens para guardar leite, em um local escuro e sem ventilação. A PRF detalhou também que os pássaros aparentavam sinais de maus tratos e má higiene.

Conforme a polícia rodoviária, a dupla teria confessado que capturaram as aves, e relataram não possuírem autorização e guia de transporte para criação. Os dois teriam informado ainda que lucrariam R$ 15 mil com a venda dos animais. Nove deles foram encontrados mortos.

Em material informativo distribuído à imprensa, é relatado que as aves saíram de Montes Claros-MG, e seriam levadas para Recife, capital de Pernambuco. Segundo informações, trata-se da maior ocorrência de resgate de pássaros neste ano. No total, mais de três mil animais silvestres já foram resgatados este ano na Bahia.

Os animais resgatados foram encaminhados para o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e passarão por reabilitação, antes de serem soltos de volta à natureza.

Ainda de acordo com a PRF, os suspeitos foram levados para uma delegacia, onde assinaram um termo circunstanciado de ocorrência (TCO). Eles poderão pagar multa de até R$ 5 mil por animal, além de um ano e seis meses de prisão.