.

Segundo laudo do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), o acidente com uma aeronave na pista de voo de um resort, em Maraú, em novembro de 2019, foi causado por falha na aterrissagem.

O acidente aéreo acarretou na morte do ex-piloto de Stock Car, Tuka Rocha, Maysa Marques Mussi, Marcela Brandão Elias, Eduardo Elias e Fernando Oliveira, copiloto da aeronave. Entre os sobreviventes estão Eduardo Mussi, irmão do deputado federal Guilherme Mussi, Marrie Cavelan, Marcelo Constantino e Aires Napoleão, piloto do avião.

De acordo com o laudo do Cenipa, o piloto teria demorado em perceber o grau de proximidade entre a aeronave e a pista, prejudicando a correção do erro em tempo hábil para evitar a queda.

O documento ainda apontou que não havia área de instabilidade, nem condições adversas

O acidente foi em 14 de novembro de 2019, e teve grande repercussão. A aeronave saiu do município de Jundiaí, São Paulo. Relembre o caso AQUI.