Foto: Reprodução.

Com o objetivo de investigar ex-servidores do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (30), ‘Operação Santaluz’. A ação é fruto do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), por meio da Delegacia dos Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap), e investiga ex-funcionários do Detran envolvidos em falsificação de sentenças nos períodos de 2018 e 2019.

A polícia relata que o grupo atuava com falsificação de documentos públicos, inserção de documentos falsos em sistema de informação e estelionato. Segundo informações, cada sentença falsificada dava o direito de sacar em média R$ 20 mil.

A Santaluz faz parte da Operação Cangalha, que consiste em uma série de ações de enfrentamento a organizações criminosas em todo o Nordeste do Brasil, por meio da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça (SEOPI/MJ).