Governadores afirmam que aumento do preço é graças as novas políticas da Petrobrás.

Govenadores de 20 estados da federação, incluindo Rui Costa (PT), divulgaram nesta segunda-feira (20) uma carta conjunta aberta para a população rebatendo as acusações do presidente Jair Bolsonaro de que eles seriam os responsáveis pelo aumento do preço da gasolina. 

“Os Governadores dos Entes Federados brasileiros signatários vêm a público esclarecer que, nos últimos 12 meses, o preço da gasolina registrou um aumento superior a 40%, embora nenhum Estado tenha aumentado o ICMS incidente sobre os combustíveis ao longo desse período. Essa é a maior prova de que se trata de um problema nacional, e, não somente, de uma unidade federativa. Falar a verdade é o primeiro passo para resolver um problema”, afirmam.

A carta vem após o presidente, mais uma vez, sem apresentar fatos concretos, jogar a responsabilidade dos aumentos de preços nas costas de outros.

A manifestação reuniu assinatura de governadores de diversos partidos diferentes como Flávio Dino (PSB-MA), Ronaldo Caiado (DEM-GO),), Cláudio Castro (PL-RJ), Romeu Zema (Novo-MG), Eduardo Leite (PSDB-RS) e Ibaneis Rocha (MDB-DF), sendo alguns deles ex-aliados do presidente.