.

A sensação de necessitar de cuidados médicos e não conseguir é algo que suscita a indignação até entre os mais pacatos cidadãos. E isso foi o que sentiu na pele uma ilheense na madrugada da última quarta-feira (15).

Em contato com a nossa Redação, um leitor nos relatou que a sua esposa começou a passar mal, acometida com sensação de falta de ar. Prontamente ele se dirigiu ao Hospital Regional da Costa do Cacau. Ao chegar lá, relata, recebeu a informação de que para esse tipo de atendimento, só no Centro de Convenções.

Ao chegar no local, isso por volta das 01:30h da madrugada, o leitor afirmou que não tinha ninguém para atender sua esposa, nem mesmo na UTI.

DESMOBILIZAÇÃO – Em material informativo distribuído à imprensa no último dia 6, a prefeitura de Ilhéus anunciou que estaria colocando em prática o plano de desmobilização temporária dos 20 leitos para tratamento da Covid, montados no Centro de Convenções.

A secretaria de Saúde (Sesau), ressaltou na época que a desmobilização é gradual e leva em consideração o cenário epidemiológico do município, com a desaceleração na taxa de contaminação e redução das solicitações para internamento de pacientes infectados.

Pelo visto, esqueceram de avisar ao Hospital da Costa do Cacau a respeito dessa desmobilização, que, notadamente, acabou deixando pacientes sem atendimento.