Prefeito deu as boas-vindas aos novos comandantes da 68ª, da 69ª e da 70ª CIPM

Prefeito Mário Alexandre se reúne com comandantes da Polícia MilitarCooperação e reciprocidade entre a Prefeitura de Ilhéus e a Polícia Militar nortearam os diálogos entre o prefeito Mário Alexandre e os representantes das três Companhias Independentes de Polícia Militar, da 68ª, da 69ª e da 70ª, na manhã desta quinta-feira, 5, durante reuniões de apresentação oficial dos comandantes. Em seu gabinete, o gestor recebeu e deu as boas-vindas ao Capitão Leonardo Pereira, da 70ª CIPM, ao Capitão Cláudio Lopes, da 69ª CIPM e ao Major Wesley Siqueira, da 68ª CIPM.

“Estamos de portas abertas colaborando com a PM, trazendo esse sentimento de tranquilidade e segurança para a nossa população. Mantemos o nosso bom relacionamento, numa relação de irmandade, companheirismo e lealdade para ajudar no que for possível”, declarou ou prefeito Mário Alexandre.

Os comandantes colocaram suas unidades à disposição para apoiar o município no que for necessário para a segurança pública de Ilhéus como um todo.

.

Tratativas – Dentre os assuntos tratados com a 70ª CIPM, estão serviços de retaguarda, interiorização das ações da PM no Norte e zona rural, criação de pontos fixos de apoio à população, tecnologia de segurança com reconhecimento facial no centro da cidade e de placas de veículos, ativação de um conselho de segurança e criação de um ponto de policiamento no norte da cidade para a próxima Operação Verão.

Já a 69ª CIPM, solicitou intercessão municipal junto ao governo do Estado sobre o processo de construção da nova sede da companhia, na zona Sul, apoio da secretaria municipal de Serviços Urbanos (Secsurb) em algumas vias urbanas, e da secretaria municipal de Infraestrutura e Defesa Civil (Seinfra) para diagnóstico sobre estrutura do prédio do Colégio Militar.

Três projetos foram apresentados pela 68ª CIPM ao município. Para o Olho de Hórus, projeto de segurança e tecnologia de leitura facial e de placas de veículos, foi requerida intercessão junto ao Estado para celeridade da licitação e implantação do sistema. Para o projeto Escuta o Homem, a 68ª requereu apoio em recursos humanos por meio dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), os Especializados de Referência Social (CREAS) e de Atendimento à Mulher (CRAM), com a atuação de profissionais psicólogos no projeto, dentro da rede de proteção à mulher. O projeto Comando Alto também foi abordado, que inclui a entrega de cestas básicas para a população residente nos altos de Ilhéus.