Após Queiroga dizer que “Brasil não precisa da Sputnik V e Covaxin”, governo Russo suspende envio de imunizantes.

O Fundo Soberano Russo decidiu suspender o envio da Sputnik V ao Brasil. As primeiras doses da vacina russa contra a Covid-19 tinham previsão de chegada ao Recife nesta quarta-feira. As informações são do jornal O Globo.

O lote com 1,1 milhão de doses que seriam distribuídas aos estados do Consórcio do Nordeste está sem prazo definido para ocorrer. De acordo com a publicação, uma reunião entre governadores da região e o Ministério da Saúde russo foi marcada também nesta quarta-feira para tentar resolver o impasse.

Na semana passada, os russos haviam pedido um prazo de 48 horas para reavaliar como ficaria o envio de doses diante da fala do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que disse que o Brasil “não tinha necessidade” dos imunizantes Sputnik V e Covaxin.

Nesta terça (27), o governador Rui Costa demonstrou impaciência ao ser questionado sobre o assunto. “Se o Ministério da Saúde não quer e a Anvisa não vai deixar, é melhor dizer logo”, afirmou o governador em entrevista coletiva.