Retorno das aulas teve baixa adesão em todo o estado

A segunda-feira (26) marcou o retorno das atividades em um modelo semipresencial na rede estadual de Ensino. A frequência, porém, ficou bem abaixo do comum e muitos alunos não foram para a escola. A superintendente de políticas para a educação básica da Secretaria da Educação do Estado (SEC), Manuelita Brito, minimizou o fato e disse que o movimento fraco no início das aulas está “dentro do esperado”. 

Para a gestora, a adesão dos alunos se dará com o tempo. “A gente sabe que o retorno em todos os lugares do mundo se dá de forma gradativa. É pouco comum que se identifique uma grande quantidade de estudantes já no primeiro dia. Está dentro do esperado. Sabemos que as famílias tem algum receio e que isso é natural. Estamos bastante confiantes de que vamos conseguir contribuir e consolidar esse processo de confiança de educadores e de nossos estudantes para as aulas”, disse Manuelita.

Em relação aos professores, que em sua maioria não retornaram às atividades neste primeiro dia, a superintendente afirmou que a SEC continua em diálogo com o sindicato da categoria (APLB). “O compromisso com a educação vai falar mais alto”, pontuou.

Com informações do Bahia.ba