WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia










turkeynet

casa melo

agua mineral gabriela

auto escola brandao

whatsapp ilheus 24hs
julho 2021
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

achados ilheus

regulariza

controle laboratorio

ilheus 24h



GASOLINA, DIESEL E GÁS FICAM MAIS CAROS A PARTIR DESTA TERÇA-FEIRA, (06)

.

A Petrobras anunciou hoje (5) que vai aumentar o preço dos combustíveis a partir desta terça-feira (6).

Os preços médios de venda de gasolina e diesel da Petrobras para as distribuidoras passarão a ser de R$ 2,69 e R$ 2,81 por litro, o que representa reajustes médios de R$ 0,16 (6,3%) e R$ 0,10 por litro (3,7%), respectivamente.

A empresa também informou que o preço médio de venda de gás liquefeito de petróleo (GLP) para as distribuidoras passará a ser de R$ 3,60 por quilo, aumento médio de R$ 0,20 (6%).

Ao longo dos seis primeiros meses de 2021, o preço da gasolina subiu 46% e o do diesel, 40%.

1 resposta para “GASOLINA, DIESEL E GÁS FICAM MAIS CAROS A PARTIR DESTA TERÇA-FEIRA, (06)”

  • Diga-se primeiro que a gasolina e o diesel são a mola propulsora da economia. 70% de tudo que é produzido e transportado no país viaja de caminhão, e o aumento constante do preço desses combustíveis encarece a produção de bens de consumo, sobretudo dos alimentos.

    Por sua vez, o gás de cozinha, imprescindível na alimentação das famílias, é um dos produtos que mais teve reajustes ultimamente. Em algumas regiões, o botijão custa cerca R$ 150,00. Se alguma coisa não for feita para conter esses sucessivos aumentos do preço, a tendência é de inflação cada vez mais elevada, comprometendo o orçamento das famílias de baixa renda. Muitos serão levados a cozinhar com lenha, álcool e carvão.

    E como se viu, de nada adiantou trocar o comando da Petrobras de um economista por um general, pois a política de preços da Petrobras não mudará, continuará a mesma com reajustes periódicos baseados no preço do barril de petróleo, pois é assim que funciona esse mercado e está longe de mudar.

    Da mesma forma, a redução do preço da gasolina e do diesel nas refinarias dificilmente gerará redução no preço final ao consumidor porque o preço nas bombas depende de cada empresa revendedora, que por serem empresas privadas praticam as regras do livre comércio, vale dizer, praticam o preço que quiserem. Exemplo disso é que quando o preço dos combustíveis aumenta nas refinarias, o preço ao consumidor imediatamente aumenta também. Mas quando os valores comercializados nas refinarias diminuem, os preços nas revendedoras NÃO diminuem, permanecem inalterados, ou seja, a redução do preço dos combustíveis nas refinarias nunca chega ao consumidor final.

    Alguma coisa tem que ser feita ! Caso contrário, a inflação vai disparar, provocando inevitavelmente queda de investimentos no setor produtivo e, consequentemente, aumento do desemprego no país.

    Uma forma – realmente – EFICAZ de garantir a redução dos preços dos combustíveis ao consumidor seria por meio da imposição às empresas da tabela de Preços Médios Ponderados ao Consumidor Final de combustíveis (PMPF) estabelecida pelo Confaz.

    O PMPF do Confaz é usado pelos estados como base para calcular o ICMS, mas não define os preços para o mercado, de modo que, sem tabelamento, as empresas revendedoras acabam impondo ao consumidor o preço que bem entenderem, na maioria das vezes, abusivos e desproporcionais com a realidade, auferindo com isso vultosos lucros e lesando sobremodo o consumidor final.

    Por que então não se tabela o preço final dos combustíveis ao consumidor com base nessa tabela do Confaz?

    Resposta: porque não querem, eis que no Brasil há também muita gente ganhando milhões com essa política de preços da Petrobras. E essa gente está fortemente representada no Congresso Nacional.

Deixe seu comentário

casinos online no brasil





dom eduardo

lm mudancas

fale conosco













WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia