PM foi baleado quando iniciou disparos contra soldados do BOPE que estavam no local.

O soldado da PM Wesley Soares, que sofreu um surto neste domingo (28) no farol da Barra, em Salvador, acabou falecendo por volta das 22h30min no Hospital Geral do Estado (HGE). 

Wesley era lotado na 72ª Companhia Independente de Polícia Militar de Itacaré e foi de carro da cidade até a capital baiana. Antes de invadir o gramado em frente ao Farol da Barra, o policial foi seguido por viaturas da policia militar. A perseguição durou alguns minutos entre a Avenida Sete e o ponto de destino, no ponto turístico de Salvador. 

A ocorrência se desenrolou no local desde as 14h, quando ele chegou ao local pintando o rosto de verde e amarelo e realizando disparos para o alto. Durante o processo a policia isolou o local e o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foi acionado para mediar as negociações.

O policial foi atingido em pelo menos três regiões do corpo, incluído tórax e abdômen. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), às 18h35, o soldado afirmou que “havia chegado o momento, fez uma contagem regressiva e iniciou disparos contra as equipes do Bope”. Os policiais, então, dispararam dez vezes contra Wesley. “No momento que caiu ao chão ele iniciou uma série de disparos contra os policiais, que novamente tiveram a necessidade de realizar disparos, e, quando ele cessou a agressão, os policiais chegaram perto para utilizar o resgate”, declarou Capitão Luiz Henrique, o negociador.

Wesley ainda foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao Hospital Geral do Estado (HGE), onde passou por uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos. 

Em nota, a PM escreveu que “lamenta pela ocorrência crítica envolvendo um integrante da corporação” e que todas as medidas foram adotadas em prol “do objetivo principal, que é a preservação de vidas”