FOTO: PAULA FROES/GOVBA

Pelo quarto dia consecutivo, o Brasil registrou mais de mil novos óbitos causados pela covid-19 em um intervalo de 24 horas. De ontem para hoje, foram computados 1.204 novos óbitos, elevando o total de pessoas que morreram ao longo da pandemia a 237.601.

O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa, baseado nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde.

O Ceará foi o único estado que não forneceu dados atualizados até o fechamento do boletim, às 20h. Hoje, a média de mortes por covid-19 ficou em 1.068 — é o 23º dia seguido com números acima de mil. Este já é o segundo maior período no qual o país apresenta média de vítimas superior a mil em toda a pandemia. A sequência mais longa ocorreu entre 3 de julho e 2 de agosto (31 dias).

Os números não correspondem à data em que as mortes de fato ocorreram, mas, sim, quando passaram a constar dos balanços oficiais.

Nas últimas 24 horas, houve 49.396 testagens positivas para o novo coronavírus. Desde o começo da pandemia, o total de infectados no Brasil chegou a 9.765.694.

Os números divulgados pelo Ministério da Saúde hoje foram levemente superiores aos informados pelas secretarias estaduais de Saúde: 1.288 novos óbitos causados pela doença nas últimas 24 horas. O país, assim, chegou a 237.489 vítimas desde o começo da pandemia na contagem do governo federal.