Divulgação

Em meio ao início da vacinação em parte das cidades da Bahia, o estado registrou recorde em dois dias seguidos na média móvel de casos de Covid-19. Segundo dados obtidos por meio do boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), os números foram estabelecidos na segunda-feira (18) e nesta terça (19), dia do início da vacinação em Salvador e em outros municípios baianos.

Nesta terça, a média móvel ultrapassou pela primeira vez os quatro mil casos, com 4.066. Na última segunda, foram 3.795. O recorde anterior havia sido registrado apenas em 28 de julho do ano passado, quando a Sesab identificou a média de 3.781 casos.

A “média móvel de 7 dias” faz uma média entre o número de casos do dia e dos seis anteriores. Portanto, ainda reflete notificações advindas do período pós-Réveillon, em que houve registros de aglomerações em diferentes partes do estado.

O indicativo se manteve acima dos dois mil desde o início de dezembro. Contudo, entre 23 e 30 de dezembro, retrocedeu de 3.232 para 1.940. No último dia de 2020, no entanto, o número teve um tímido aumento para 1.978 e, desde então, cresce progressivamente.

Enquanto a média móvel registra picos nunca antes vistos no estado, a imunização começa, mesmo sendo numa porcentagem reduzida da população.

Nesta terça, o governador Rui Costa (PT) iniciou, numa solenidade em Salvador, a campanha de imunização, ao lado do prefeito da capital, Bruno Reis (DEM).

A remessa com 376.600 doses da Coronavac chegou à cidade na noite da última segunda. De lá, foi distribuída para todas as regiões da Bahia. Pela manhã, parte das principais cidades baianas iniciou a vacinação, privilegiando, em sua maioria, os profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à Covid-19. [Bahia Notícias]