Divulgação

Foi divulgado no site de consulta de candidaturas do TSE, o julgamento como indeferido de 52 candidaturas para vereador do município de Ilhéus. 

Os partidos SOLIDARIEDADE e MDB foram indeferidos e todos os seus candidatos constam como candidaturas indeferidas. Até o momento, apenas o MDB já apresentou recurso. Outros sete candidatos renunciaram e também não participarão do pleito eleitoral em 2020. 

Entenda a diferença entre as situações: 

Indeferido – “Candidato que não reuniu as condições necessárias para o deferimento do registro de candidatura ou que está vinculado a DRAP indeferido, com pedido já julgado pela Justiça Eleitoral”.

Indeferido com recurso – “Candidato não regular e com pedido de registro julgado indeferido; no entanto, há recurso interposto contra essa decisão e aguarda julgamento em instância superior”.

Confira lista de candidaturas indeferidas até o momento:

Indeferidos

BETEL, CARMÉLIA BARRETO, DOMINGOS DE AXÉ, EMILE OLIVEIRA, FÁBIA SUENI, FAL CABELEIREIRO, IZAAC ELIAS, JOÃO FRANÇA, LORRAN MENDES, MARCOS SANTANA, MOTA, NILSON SILVA “COCÔ DE PINTO”, PINTO, SIRLENE PAIXÃO, SIVALDO DA PAF, VIVIAN ALVES e ZÉ FRANÇA DA LOTAÇÃO (Todos do SOLIDARIEDADE). 

JORGE MARAVILHA (PDT), NELSON PINHEIRO (PCdoB), SANDOVAL DO BAHIA (PDT) e SIMONE NUNES (PSDB)

Indeferidos com recurso:

ALESSANDRA SENA (PCdoB), ALINE MABEL (PP), AUGUSTO JÚNIOR (Republicanos), BETÃO CANETA PRETA (MDB), BRICIO ARGOLLO (PODE), BUDA (MDB), CANGURU (PP), CARANHA (PV), CELIO DO POVÃO (MDB), CLODOALDO DA SAÚDE (MDB), CRISTIANA GONÇALVES (MDB), DIMITRI ADAMI (DEM), DINORAIA REIS (PV), EDIVALDO ANDRADE (MDB), EDSON SANTOS (PCdoB), GESSÉ PINHEIRO (PT), JESU LINS (MDB), JOÃO PEDRO (PT), LUIZ ARLEO (MDB), MALHADO DOS DOCES (MDB), MARILENE SOUZA (PSB), NILTÃO SEGURANÇA (PTC), RAIMUNDO DO BASÍLIO (PP), RONILDO COSTA ADIDAS (PTC), SAMUEL (PSDB), SIOMARA (Republicanos), TEREZA REZENDE (PV), VAL DO VILELA (PSB), VILMA VRAU (MDB), ZENAIDE RIBAS (MDB) e ZE NEGUINHO (PSB)

Renúncia:

EMANUELLE CARVALHO (PTB), GALO (MDB), GILMAR SODRÉ (PSD), LUCIANO CAMPELO (PCdoB), LUCIANO MELGAÇO (PDT), MARA (PT) e SORAYA LISBOA (PODE)

Enquanto o julgamento dos recursos não for concluído, o interessado pode desenvolver normalmente atos de campanha eleitoral, como aparecer no horário eleitoral gratuito de rádio e TV, e inclusive ter seu nome na urna eletrônica, ou seja, pode receber votos. Caso ele seja eleito, os votos recebidos pelo candidato “sob judice” são registrados, porém ficam “congelados” até a decisão final, quando não couber mais recurso.

A consulta pode ser feita gratuitamente a partir do site https://divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga/#/